Como página inicial

Sistema de Representação Comercial para Representantes Comerciais

Adicionar a Favoritos

.

JORNAL De REPRESENTAÇÃO comercial sdr - EDIÇÃO Nº 211 - 01.08.2003

.

SDR - SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO E VENDAS

MIGUEL PEDRO TERRA VELAZCO

EDITOR DO JORNAL SDR

fone: 51 3019 2817.

.

Funções do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Testes do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Solcite seu Orçamento

Manual do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Biblioteca dos Jonais de Representação Comercial SDR

Assinatura livre e gratuita do Jornal de Representação Comercial

Contrate os melhores e mais capacitados Representantes Comerciais

Contato com a Equipe do SDR Sistema de Representação

As melhores Dicas sobre softwares livres, Bibliotecas, Links...

FUNÇÕES

TESTE

ORÇAMENTO

MANUAL

JORNAIS

ASSINe

saiba

contato

dicas

.

.

.

.

...

ÍNDICE DAS MATÉRIAS DO JORNAL .

..DICA DA SEMANA

..CARTAS DE AGRADECIMENTO

..ARTIGO DO SRA. PROF. ROBERTA CABRAL - " UMA VISÃO DO MARKETING PELO MUNDO E BRASIL"

..CURIOSIDADES, REPORTAGENS, FRASES E IDÉIAS

..ARTIGO DO PROF. JOSÉ LUÍS MEINBERG - ÉTICA NAS NEGOCIAÇÕES COMERCIAIS"

..REFLEXÃO DO PROF. GRETZ - "DOIS ÍNDIOS"

..ARTIGO DO PROF. RICARDO JORDÃO - "EU AMO A HUMANIDADE"

..PIADAS DA EQUIPE DO SDR

..ARTIGO DO PROF. LUIS MARINS - " CONHECIMENTO: A BASE PARA O SUCESSO"

..FUTURO, HISTÓRIA DAS MARCAS, REPORTAGENS E TENDÊNCIAS

.

..

.

.

.

.

 

 

 

" SER MAIS OU MENOS "

.

.

.

DO MESTRE COM CARINHO...

.

.

.

.

.

.

 

.
A gente pode morar numa casa mais ou menos, 
numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, 
e até ter um governo mais ou menos.


A gente pode dormir numa cama mais ou menos,
comer um feijão mais ou menos, 
ter um transporte mais ou menos, 
e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.

.
A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos.

.

..................................................Tudo bem. 

.
O que a gente não pode mesmo, nunca, 
de jeito nenhum, é amar mais ou menos, 
é sonhar mais ou menos, é ser amigo mais ou menos,
é namorar mais ou menos, é ter fé mais ou menos, 
e acreditar mais ou menos.

. 
Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos. 
.
Pense nisso... " Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim". 
.

(Chico Xavier)

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

" CARTAS DO JORNAL 210 "

cristiano souza - renner

Gostaria de receber idéias e dicas para o atendimento de clientes,

Obrigado

Silvano Gomez REPRESENTAÇÕES LTDA - CUIABÁ (mt)

Me foi recomendado pelo Diretor da nossa representada, que nos deu excelentes referencias de vocês.

Já li alguns jornais no site e também algumas das matérias em separado do site.

Vocês fazem um belo trabalho,

Obrigado.

Neorides Mazutti - Todeschini S A Ind. e Com.

As matérias estão muito interessantes, parabéns a toda equipe.
Abraços

JUNIOR SOUZA - JS REPRES. SERVIÇOS LTDA. - GOIÂNIA (GO)

Agradeço ao meu colega Wellington de Salvador que me passou o link do jornal. Gostaria de receber o jornal no meu endereço e também gostaria de repassar alguns endereços de colegas a seguir.

Obrigado,

SONIA - PRECICAST FUNDIÇÃO DE PRECISÃO LTDA.

ESTE JORNAL É DE GRANDE VALIA PARA MIM.

MILTON NEVES DA COSTA LTDA - DISTRIBUIÇÃO E IMPORTAÇÃO LTDA. 
Parabéns a toda a equipe é um prazer ler vocês,

MARCIO ANTONIO MELANDA DE ALMEIDA - UNILEVER 
Quero receber as dicas semanais!

josé miranda - miranda representações ltda. 
Vocês são melhores a cada dia que passa, que nem vinho... Repassei o jornal para meus colegas e so recebo agradecimentos. Ate penso que vou cobrar deles uma taxinha,

Parabéns a equipe toda,

SOFIA KAPLAN REPRESENTAÇÕES LTDA. 
Recebí de uma amiga e gostaria de receber diretamente,obrigada.

ARMANDO SENA - MERCK  
Gostaria de receber o jornal no meu endereço que conheci com um colega na empresa.

Obrigado e parabéns pelo excelente trabalho,

SOLANGE DE CASTRO NAVA
OI...GOSTARIA DE ME CADASTRAR NO JORNAL SDR, É POSSÍVEL???
SE FOR, DESDE JÁ AGRADEÇO.

GILSON KLEIN

SOMOS APAIXONADOS PELOS JORNAIS NO ESCRITÓRIO. VOCÊS SÃO EXTREMAMENTE INTELIGENTES PARA EMPOLGAR-NOS NA LEITURA. PARABÉNS!!!

BRUNO COSTA REPRESENTAÇÕES LTDA.

Gostaria de cadastrar mais dois colegas. Mas também queria lhes agradecer pela força que  os dão e queremos que sempre contem com agente, porque vocês são imprescindíveis para a reciclagem da clase.

Obrigado

.

OBRIGADO A TODOS QUE NOS ESCREVEM E CHEGAM PARA ESTAR JUNTOS

.

Um homem que já estava ficando com os cabelos brancos, tinha duas mulheres, uma jovem e outra velha.

.

A velha ficava com vergonha de ser casada com um homem mais moço que ela, e por isso sempre que estava com o marido arrancava todos os cabelos pretos de sua cabeça.

.
A jovem, que só pensava em ocultar o fato de que seu marido era mais velho, tinha o hábito de arrancar todos os cabelos brancos da cabeça dele.

.
Assim, as duas, reunidas, deixaram o coitado sem um só fio de cabelo na cabeça.
.
Moral: - " É inútil querer ser mais esperto que o tempo ".

Esopo - nascido entre 620 e 560 anos antes de Cristo

 

EQUIPE DO SDR

.

 

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

 

....

 

.

.

" UMA VISÃO DO MARKETING "

.

PELO MUNDO E BRASIL

..

.

SRA. PROF. ROBERTA CABRAL

DIRETORA DA SAPIENS CONSULTORIA DE MARKETING

..

.

www.e-sapiens.com.br    -    sapiens@e-sapiens.com.br

.

Contato: (41) 3016-4347

 

.

.
Por volta de 69 o termo Marketing começou a assumir uma certa importância no cenário corporativo, porém só em meados de 75 - com a desaceleração do milagre econômico brasileiro – foi dada a largada para a era da agressividade na propaganda. 

A Volkswagen foi a primeira a disparar o “
tiro”, iniciando em 78 uma campanha publicitária na qual faz referência direta ao desempenho do seu principal rival, o Fiat 147. Nesta guerra declarada abertamente surgiram inúmeras “armas” no front de batalha. Cada uma delas com um forte diferencial competitivo inicial  exclusividade de apenas um lado,  logo perdendo seu poder de fogo à medida que os “inimigos” começaram a ter acesso às mesmas armas.

Dentro deste arsenal de “
armas”, as mais impactantes na época foram o Tele-marketing que em 81 iniciou timidamente sua aparição no mercado como um apoio para a área de vendas e o Marketing de Incentivo, criado por volta de 86 para motivar os funcionários a vender e produzir mais por meio da criação de mecanismos de bonificações em dinheiro, prêmios e viagens. 

Os termos "
ofensiva" e "público-alvo", usados normalmente nos manuais militares, migraram para os livros de marketing. Em 88, Kotler desenvolveu o conceito de Megamarketing, acrescentando mais 2 “Ps” aos já conhecidos 4 “Ps” da estratégia de marketing (Produto, Preço, Ponto-de-venda e Promoção): Poder e Relações Públicas. 
.

.

.

.
A guerra comia solta entre a Nike e a Rebook, entre a Avis e a Hertz, a Coca e a Pepsi, e muitas, muitas outras. No Brasil, a guerrinha particular entre estas mega empresas para marcar seu território acabou por deixar órfãos praticamente 70 milhões de consumidores, excluídos por serem pertencentes às classes C e D. De olho nesta parcela de mercado, as grandes redes de supermercados lançaram produtos com marca própria e passaram a concorrer com as já tradicionais marcas fortes. 

Mercado em guerra, as empresas começam a agregar novas “
armas” ao seu já conhecido arsenal. Surge o Endomarketing - uso de técnicas de marketing para detectar necessidades do público interno, promovendo a partir destes resultados ações motivacionais e treinamentos, objetivando entrosamento e qualificação dos seus funcionários e em 96, o Marketing de Relacionamento que de um modo simplista na explicação podemos definir como o Marketing de Incentivo praticado para fora, para os clientes. A partir deste momento começa a ficar claro para as empresas que a preocupação com o cliente deve ocupar a posição número um na lista de prioridades da corporação.

Quando tudo parecia estar se acomodando mais uma vez, entram em cena os visionários Don Peppers e Marta Rogers, que pregavam a necessidade de acumular informações dos clientes e relacionar-se individualmente com cada um deles. Iniciava-se oficialmente a era do One to One Marketing. Simultaneamente, as propagandas começaram a se parecer cada vez menos com propaganda. Quem nunca reparou na marca do laptop à mesa do Jô Soares? (Se você não, a marca é IBM). Garanto que não está lá por acaso. É o chamado Merchandising.

Só em 2000, com o advento da ferramenta tecnológica CRM - sigla em inglês para gestão do relacionamento com os clientes – é que as premonições de Don Peppers e Martha Rogers se materializam: tratar cada cliente como se fosse único. Nesta época também a utilização da internet como ferramenta de publicidade levanta uma série de polêmicas. O ambiente on-line ainda é desconhecido da maioria dos publicitários. Uns combatem, outros aplaudem. Questões práticas são levantadas: até que ponto enviar e-mails não solicitados – os famosos spams - é ético ou mesmo eficaz? Como se mensurar o retorno de uma ação de marketing na Web?

O americano Seth Godin - principal estudioso do tema - começa a pregar o uso do Marketing de Permissão, uma transposição do Marketing One to One para o ambiente Web. É como um casamento. Passa-se pela fase da paquera (identificar quem serão os clientes rentáveis), pelo namoro (conhecimento, troca de informações), até o noivado (enfim a primeira compra) culminando com o casamento (enfim sós – marca e cliente).

Oferecer bons serviços e produtos é fundamental, mas não suficiente para tornar um negócio bem-sucedido num mercado abarrotado de opções e marcas. Parte substancial dos investimentos antes destinados às campanhas migrou para o ponto-de-venda. Atividades promocionais, compra de terminais de gôndolas, "enxovais" de produtos para novas lojas e espaço publicitário nos supermercados começaram a dividir o bolo com as tradicionais campanhas de mídia.

As marcas de bens de consumo começaram a enfrentar uma incessante batalha por preços baixos. Com uma concentração de poder sem paralelo, as redes de supermercados dão as cartas nas negociações. Resta aos fabricantes enxugar custos para manter seus produtos nas gôndolas e competir com as famosas marcas talibãs - as marcas guerrilheiras, focadas nas classes C e D (lembram-se daquele pequeno esquecimento das grandes empresas por volta de 1990?). Com operações enxutíssimas, essas marcas chegam a custar menos da metade do preço das tradicionais e crescem em progressão geométrica comendo pelas beiradas o mercado das grandes marcas.

A cada semana são incluídos em média nos supermercados 45 a 75 itens entre marcas novas ou existentes. Em um ano, isso equivale a até 3,6 mil novos produtos. Porém, marcas como
Nestlé, Omo, União, Nescafé possuem um valor agregado emocional que transcendem sua suposta superioridade industrial nos produtos por elas nomeados. Esse valor os torna preferidos, mesmo que a concorrência apresente preços menores. Isto os torna líderes de mercado. 

Como todo aprendizado, Marketing é um processo evolutivo. De tudo o que se aprendeu com o mercado até hoje, a maior certeza é que cada vez menos as empresas vão conseguir controlar a recepção dos seus esforços de marketing. O diferencial competitivo passa a ser o controle da emissão destas ações, em todos os pontos de contatos com os consumidores. O investimento mais rentável passa a ser a construção de uma marca consistente, pois é ela que constitui uma parte importante (via de regra a maior) do valor total da empresa.
.

.

.

SRA. PROF. ROBERTA CABRAL

DIRETORA DA SAPIENS CONSULTORIA DE MARKETING

.

www.e-sapiens.com.br    -    sapiens@e-sapiens.com.br    -   Contato: (41)3016-4347

..

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

"DICAS E CURIOSIDADES" Nº211 DO WWW.SDR.COM.BR

.

.

..

.

tem que despertar no próximo um franco desejo. Quem pode fazer isto tem o mundo inteiro consigo. Quem não pode faze-lo, caminha sozinho pelo caminho.

.

Dale Carnegie 
Escritor estadunidense, pioneiro da "auto ajuda" e autor de ‘Como fazer amigos e influir nas pessoas', best-seller em todo o mundo; 1888-1955.

.

.

Como um jogo de xadrez..

Você já decidiu o que precisa ser feito ? 

E acredita que quanto mais rápido for feito melhor ? 

Claro, dessa forma você consegue fazer mais coisas, certo ? 

Mas, qual é a qualidade do trabalho que você acaba de terminar ? 

E quanto desse trabalho precisará ser refeito ou revisado mais tarde ?

Quando o assunto são tarefas o mais rápido é o melhor. Mas quando a forma de encarar tarefas é a mesma forma que se toma decisões, ser o mais rápido talvez não seja sempre a melhor forma. Antes de tomar qualquer decisão, procure pensar em todas as opções disponíveis.

. 

É como um jogo de xadrez, antes de mover qualquer peça, o jogador de xadrez analisa todos os movimntos possíveis antes de escolher o melhor movimento. 
.
Se você quer ser eficiente nos negócios, desenvolva duas velocidades: Trabalhe rápido, mas tome decisões não tão rapidamente.

.

PROF. RICARDO JORDÃO MAGALHÃES
.
PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING
..
www.bizrevolution.com.br    -     ricardom@bizrevolution.com.br

.

.

Algumas definições:

  • Talento nasce com a gente

  • Bom senso você tem de adquirir.

  • Cultura você consegue na escola.

  • Conhecimento, o mundo lhe proporciona.

  • Juízo é algo que você adquire com o tempo.

  • Experiência é um remédio amargo que a vida lhe dá

  • Deve ser tomada com uma gotinha de consciência.

  • Sabedoria é um sonho que muita gente persegue

  • Pouca gente alcança.

  • Sucesso ou fracasso são pontos de vista.

  • Reputação é o ouro que reveste a pílula.

  • Satisfação é o derradeiro objetivo da existência.

Enviada por Telma Soares - Representações Soares Ltda. - Natal (RN)

.

.

"Depois da morte o sábio continua vivo, embora seu corpo esteja reduzido a cinzas. 

Mas o ignorante, mesmo vivo, já está morto."

.
Ibn as-Sid 

(SE PRONUNCIA IBN AS-SID ou IBN AS-SID - ajuda oferecida pelo nosso editor)

..

.

Theodor von Bischoff (fisiologista)

.  

Investigou sobre o peso de cérebros humanos. Depois de anos em acumular dados observou que o peso médio do cérebro do homem era 1350 gramas, enquanto que por média para as mulheres era de 1250 gramas.

.

Toda sua vida se baseou neste feito tentando apresentar a mulher como um ser de menores capacidades intelectuais que o homem. A sua morte doou o seu próprio cérebro para estudo.

. 

A análise indicou que pesava 1.245 gramas.

.

.

"Love me tender, Love me true, All my dreams fulfill"

. 
.

Bom vendedor não é malandro. Que mente para enrolar o cliente. Nem mercenário, que risca a coronha de sua maleta a cada cliente abatido. Não hipnotiza a vítima antes de dar o bote na jugular. 

.

O bom vendedor quer satisfazer desejos e conquistar corações. Ele ouve o cliente cantar, "All my dreams fulfill..." A letra da música de Elvis é o fundo ideal para descrever os anseios de um cliente por satisfação.

.

 "Love me tender, Love me true, All my dreams fulfill". Ternura, sinceridade e sonhos realizados. 
.

O que mais um cliente poderia desejar de um bom atendimento?

. 

.

SR. PROF. MARIO PERSONA

escritor, palestrante, professor e consultor.

www.mariopersona.com.br    -    contato@mariopersona.com.br

.

..

.

" Estou feliz por ser o Clark Gable a quebrar a cara, e não EU "

..

.
Gary Cooper, a respeito de sua decisão de recusar o papel principal em 

.

" E o Vento Levou "

.

.

" CURIOSIDADES DA HISTÓRIA DO TITANIC "

.

O primeiro barco na história em enviar um S.O.S. foi o Titanic. Pouco depois de seu afundamento em Abril de 1912, em una convenção internacional, foi feito um acordo em utilizar as letras C.Q.D. que significavam "Come Quickly, Distress" - "Venham Rápido, Desastre", a chamada tradicional para pedir ajuda, por S.O.S. que se supõe significar "Save Our Souls".

. 

Esta última chamada de auxilio foi considerada mais fácil de reconhecer. O Titanic utilizou as duas. Em 1908 se adota oficialmente o S.O.S ainda que os telegrafistas instintivamente seguem utilizando o C.Q.D. - Assim o fizeram em seus primeiros chamados os próprios Phillips e Braid, do Titanic, até que o capitão Smith disse a Phillips: - "Envie um SOS,é um novo sinal e talvez seja a última oportunidade de utiliza-lo".

. 

O próprio Marconi, no Anuário de Telegrafia e Telefonia sem fio de 1918 reconhece que SOS foi decido por sua clara nitidez para qualquer um que o escutasse: SOS = ...---... e não tem nada a ver com "Save Our Souls", "Save Our Ship","Send Our Soccour" nem com nada parecido.

.

É PRECISO SABER OUVIR...
Todos conhecem a trágica história do Titanic. Mas, o que a maioria não sabe é que no momento em que o Titanic naufragava, a menos de cinqüenta quilômetros de distância do local, estava um outro navio, o Californian. 
.
Evidentemente, naquela época, as telecomunicações não eram tão eficientes como o são hoje. Naquela noite, o radioperador do Californian desligou o equipamento às 10h30, e recolheu-se para dormir. Às 11h40, quando começaram a soar os sinais frenéticos de socorro emitidos pelo Titanic, ninguém no Californian ouviu.
.
O Titanic naufragou e 1513 pessoas morreram, apesar de haver um navio, que poderia ter prestado socorro, a menos de uma hora de viagem dali.
.
Para ajudar alguém, é preciso mais do que, simplesmente, estar por perto. É preciso saber ouvir. E é preciso ter consciência de que há centenas de Titanics à nossa volta e que, a qualquer momento, qualquer um deles pode chocar-se com um iceberg submerso.

.

COM A AJUDA DO NOSSO QUERIDO

.

.

SR. PROF. GILCLÉR REGINA

 .

Palestrante e Escritor com meio milhão de livros vendidos. (44) 227-0697 -

ceag@ceag.com.br  - www.ceag.com.br

.

.

"A mulher infiel tem a alma cheia de remorsos. 

..

A mulher fiel tem a alma cheia de arrependimentos"

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

  

..

" ÉTICA NAS NEGOCIAÇÕES COMERCIAIS "

...,,

Sr. Prof. José Luís Meinberg

.

.CONSULTOR
Instituto MVC  M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo

.

.

 

.

.

.
Uma pergunta que comumente ouço nos meus seminários e aulas são se os vendedores podem ter durante todo o tempo um comportamento ético nas negociações comerciais. Considero essa questão extremamente relevante e gostaria de dividir com você, leitor, algumas reflexões.
.
Como sabemos, a ética é o estudo dos costumes moralmente considerados certos e errados. Para começar nossa reflexão, tomemos como premissas básicas três delas:
.

  • Nós nos deparamos com dilemas morais todos os dias. Isso é tão verdadeiro para o vendedor como para qualquer outro profissional;

  • Há evidências de que os vendedores querem orientações de seus gerentes para ajudá-los a lidar com problemas éticos; 

  • Também é importante compreender que a maioria dos vendedores escolhe o curso de ação ético, quando o descobre. .

Embora todo profissional esteja submetido a constantes dilemas morais, não parece haver dúvidas de que o dia-a-dia de um vendedor inclui várias situações nas quais é possível ser antiético:.

  • A necessidade de atrair a atenção e conquistar a preferência do cliente cria a tentação de se distorcer fatos ou omitir informações relevantes. Mentiras cabais que distorçam fatos são claramente antiéticas, além de ilegais;

  • Enfrentar uma concorrência acirrada e, às vezes, mais desenvolvida tecnologicamente, leva alguns vendedores a exagerar nas vantagens da sua oferta. Isso também pode ser antiético se a crença nesses exageros resultar em prejuízo para o cliente;

  • A ênfase excessiva nas vantagens do nosso produto sobre os demais concorrentes provavelmente não é antiética, uma vez que representa opiniões do vendedor - e os clientes esperam que o vendedor defenda sua empresa "com unhas e dentes";

  • O processo de persuasão em si, embora possa envolver manipulação, provavelmente não é antiético, uma vez que tanto o cliente como o vendedor compreendem e esperam que ocorra manipulação;

  • A prospecção pode ser antiética se, deliberadamente, o vendedor tomar clientes de um colega, mas, em alguns casos, não é antiético um vendedor levar clientes consigo ao se mudar para outra empresa;

  • O uso de informações pessoais sobre um cliente para forçá-lo a comprar é antiético;

  • A apresentação de informações falsas ou inexatas é objetivamente antiética;.

.

O comportamento antiético também pode ocorrer fora do processo de vendas em si, e inclui coisas como espionar um concorrente, sabotar os mostruários de produtos do concorrente, trabalhar em um segundo emprego no tempo pago por outro empregador ou abusar dos benefícios de viagens e diversões. 
.
A dificuldade em ser ético em vendas é justamente discernir sobre o que é certo e errado. Se considerarmos estas posições como os extremos de um continuum, observaremos que existem diversas posições que não ficam claras – não podem, a priori, serem consideradas certas ou erradas.
.
Uma regra de grande validade nestes casos é posicionar-se no lugar da pessoa que estará sendo afetada por seu ato. Quer seja um empregador, um colega, um concorrente ou um cliente, é preciso observar a questão sob o ponto de vista do outro.
.
Tentemos ilustrar melhor essa idéia através do exemplo de uma situação que quase invariavelmente ocorre nas negociações comerciais. Tratam-se de duas alegações clássicas feitas pelo vendedor:

1a. alegação: esse é o menor preço pelo qual podemos vender esse produto;

2a. alegação: você não encontrará nada melhor (ou mais barato) no mercado.

E duas alegações clássicas feitas pelo comprador:

1a. alegação: esse preço supera nossa percepção quanto ao valor de sua oferta;

2a. alegação: já pesquisei e encontrei outras ofertas melhores do que a sua.

Sabemos que, na maioria dos casos, ambos estão mentindo. E moralmente falando, a mentira é condenável. Podemos dizer que ambos estão sendo antiéticos? Como as partes aceitam com naturalidade que o comportamento durante as negociações comerciais se paute por uma espécie de "jogo de esconde-esconde", não há como censurar quem faz as alegações acima.
.
Pessoalmente penso que a melhor estratégia para convencer um cliente a comprar nosso produto é mostrar como o mesmo pode agregar valor a quem o compra. Outra regra básica que procuro seguir e ensinar é que o valor das coisas não está nelas mesmas, mas, sim na sua adequação a uma determinada necessidade (pense num par de óculos, que permite ao míope enxergar, mas que se for usado por alguém que não tenha problemas de visão vai fazer com que tudo fique "embaçado")
.
A reflexão final que propomos neste artigo pode ser sintetizada na opinião de Soldow & Thomas, importantes autores de livros sobre vendas: "embora o comportamento antiético possa levar a vendas imediatas, isso só acontece em curto prazo. Com o tempo, pessoas que, costumeiramente, comportam-se de maneira antiética vêem sua reputação sofrer as conseqüências.

. 

Por outro lado, pessoas que costumeiramente comportam-se de acordo com os mais elevados padrões éticos vêem suas reputações subirem. Uma reputação favorável fará mais pela criação de vendas e sucesso duradouro do que qualquer comportamento antiético".

.

.

.

.

Sr. Prof. José Luís Meinberg

Consultor do MVC 
.

.

Consultor do MVC – Instituto M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo. Professor da FGV-RJ, Pós Graduado em Planejamento Estratégico pela Columbia University (USA). Por mais de 20 anos ocupou cargos executivos na CICA (SP), Bacardi (RJ), Heublein (SP), Emulzint (RJ) entre outras. Estruturou e tem ministrado diversos cursos em empresas de saúde, tanto na área de planos de saúde quanto laboratórios químicos/ farmacêuticos. Sua área de atuação está voltada para a Gestão Estratégica de Serviços de Saúde, Negociação/Gestão Comercial abrangendo programas de Vendas, Distribuição, Logística, Comunicações, Marketing de Relacionamento e Marketing de Serviços. Produziu os programas de E-Learning sobre Vendas Consultivas e Negociação já disponíveis no mercado. (BASE RIO)
.

Contatos: 11 3171-1645 / 3285-2438 - costacurta@institutomvc.com.br  (Luiz Augusto Costacurta) (SP) ou 21-2518-2321 - mvcmt@uninet.com.br  (Maria Teresa) (RJ) - www.institutomvc.com.br 

.

..

.

.

.

.

.

.

.

 

MINUTO DE ENTUSIASMO

.

" DOIS ÍNDIOS "
.

PROF. GRETZ

 

.

 
Dois índios de aldeias diferentes combinaram de pescar. Um deles sai bem cedo e vai até onde mora o amigo, mas ele ainda está dormindo. - O que ele faz? Acorda o outro? Não. Deita do lado e dorme também...
.
Algum tempo depois, o outro acorda e vê que o amigo já chegou. O que ele faz ? Vira e dorme mais um pouco...  -  Isso é que é não ter estresse, não é mesmo ?
.
Agora imaginem, de manhã, o trânsito engarrafado em uma grande cidade. Todo mundo estressado, tenso, impaciente... A fila nunca anda, só a do lado. Aí você muda de faixa, a outra começa andar e você fica parado!
.
A impaciência só piora as coisas! Respire, relaxe, ouça uma boa música... Tenha do lado um bom livro, destes que fazem sentido em qualquer pedaço que você leia. Só que você vai ter que parar de ler na melhor parte,   porque o trânsito andou. A boa leitura tem o poder de melhorar o trânsito...
 
 

PROF. GRETZ

.

Viabilização de Talentos Humanos
Rua Rui Barbosa 670 sala 701 - 88025-301 Florianópolis - SC
Tel.: 048-228-0668 / 048-228-0808 Fax: 048-228-6207
talento@gretz.com.br         
http://www.gretz.com.br

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

 

...

.

... " EU AMO A HUMANIDADE "

.

.

PROF. RICARDO JORDÃO

.PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING

....

.

.

http://www.bizrevolution.com.br         ricardom@bizrevolution.com.br.

.
.

.

  • Você não tem funcionários, você tem uma Família.

  • Você não tem clientes, você tem Amigos.

  • Você não tem uma empresa, você tem um País.

  • O quão longe você vai chegar na sua vida?

.

Depende da sua capacidade de ser carinhoso com os jovens, bondoso com os idosos, e tolerante com os fracos e com os fortes.

.

O tempo de trabalhar para as pessoas acabou. Você está aqui para trabalhar pelas pessoas”.

.

.

Autor desconhecido.

.
.

Prezado Amigo (a), 
.
Existe uma revolução no ar. Os seus clientes esperam mais da sua empresa.

  • Como se diferenciar? 

  • Qual o tipo de argumento que você deveria utilizar para manter ou conquistar clientes? 

  • Anos de Experiência? 

  • Serviços de Qualidade? 

  • Liderança de Mercado? 

  • Propaganda? 

  • Preços Baixos? 

  • Conveniência? 

  • Produtos Inovadores? 

  • Uma nova Tecnologia?

Há quarenta anos atrás, se você tivesse um produto para vender, você vendia. A concorrência era pequena. O foco da empresa podia ficar restrito a fabricação de produtos e serviços. Há trinta anos atrás, ficamos grandes, era necessário reduzir custos. Há vinte anos atrás, a concorrência chegou. 

.

A necessidade de adicionar benefícios superiores aos nossos produtos e serviços, e utilizar muito muito marketing se tornou uma realidade. Em seguida, há dez anos atrás, a era do cliente surgiu, e com ela, o era do foco no relacionamento e na personalização dos produtos e serviços oferecidos. 
.

Alguma semelhança com a sua situação? 
.

Talvez a diferença entre um momento e outro dentro da sua indústria seja um pouco diferente, mas eu lhe asseguro, você JÁ entrou em uma nova era. A partir de agora, não basta trabalhar para os outros. Você esta aqui para trabalhar pelos outros. Se você não assimilar isso JÁ, você não irá chegar a lugar algum. 
.
De hoje em diante, somente aqueles que
CONFIAREM 100% em você, farão negócios com a sua empresa. E infelizmente, confiança não é alguma coisa que é conquistada da noite para o dia, mas pode ser perdida da noite para o dia. 
.

O que os seus clientes pensam sobre confiança?.

”Eu somente irei confiar em você, se eu acreditar que você está aqui para ficar por muito tempo, e não apenas para tirar vantagem de mim no curto prazo”. 

”Eu somente irei confiar em você, se você demonstrar que você se importa comigo, mais do que você se importa com você mesmo”. 

”Eu somente irei confiar em você, se você fizer exatamente o que você diz. Se as suas ações forem exatamente iguais as suas palavras”. 

”Eu somente irei confiar em você, se você se arriscar primeiro. Você precisa primeiro dar, para depois receber”. 

”Eu somente irei confiar em você, se você demonstrar um desejo sincero de ver a minha empresa ser bem-sucedida, e não apenas a sua empresa e o seu salário”. 

”Eu somente irei confiar em você, se você se lembrar das coisas que eu digo - sem ter que olhar as anotações - que são importantes para mim, e não para você”. 

”Eu somente irei confiar em você, se você me ajudar a entender os meus problemas através do uso de exemplos, metáforas e histórias humanas”. 

”Eu somente irei confiar em você, se você PARAR de agir como um funcionário com um cargo, e começar a agir como um Ser Humano. 

”Eu somente irei confiar em você, se você fizer por mim o que eu fiz por você mais 10%.
 

O que mais você poderia fazer? PENSE PRO-ATIVAMENTE! 

Produtos e serviços de qualidade, empresas que colocam clientes em primeiro lugar, propaganda criativa, programas de qualidade tipo ISO 9000 e Seis Sigma, tecnologia avançada, programas de incentivo..., tudo isso é
COMMODITY - ou percebido como tal pelo seu cliente -, e infelizmente não podem ser utilizados como diferenciais da sua empresa. 

O que ainda é Diferente, Raro e Único, é a
SINCERIDADE de SERVIR a HUMANIDADE que cada profissional e a sua empresa devem ter em seus corações. 
.

"A era de trabalhar para os outros ACABOU! A era de trabalhar pelos outros COMEÇOU!" 
.

O Capitalismo acaba de evoluir para uma nova Revolução que atinge e depende de TODOS e CADA profissional de uma empresa. 
.

.
Você está pronto? - Eu amo a Humanidade. E Você? 


.
.

Nada menos que isso interessa. quebra tudo.
.

.

PROF. RICARDO JORDÃO MAGALHÃES
.PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING

.

.

.

Ricardo Jordão Magalhães, 34 anos, executivo, palestrante e escritor formado em administração de marketing pela ESPM com extensão em marketing pela Kellogg University nos EUA, possui mais de 12 anos de experiência na indústria de tecnologia em empresas líderes de mercado como Brasoftware e Tech Data Brasil sempre a frente de projetos de marketing inovadores como o Catálogo Brasoftware e as Lojas Brasoftware, além de ser o autor do primeiro web site de comércio eletrônico do Brasil (web site da Brasoftware) em 1996. A frente do marketing da Tech Data é responsável por iniciativas pioneiras como o web site B2B da Tech Data lançado em 1997 - web site vencedor de mais de 15 prêmios nacionais e internacionais -, além de programas de relacionamento, motivação e CRM. Fundador do web site BizRevolution desde 2001 onde procura "Promover idéias que possam ajudar a transformar o país em que vivemos, e de todos aqueles que de alguma forma influenciam a vida de outras pessoas."

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

PIADAS DO JORNAL "DICAS DA SEMANA" Nº211 DO WWW.SDR.COM.BR

......

PIADAS  DE  COR AZUL = LINDINHAS

PIADAS DE  COR  ROXA = PICANTES

PIADAS DE COR VERMELHO = PAHH

PIADAS DE COR VERDE = ENJÔO!

PIADAS DE COR PRETO = FEIA

O pai estava pescando com o filhinho. A certa altura, o menininho perguntou: - Pai, porque os barcos flutuam ? 
Bem, não sei ao certo - respondeu o pai, dando um belo sorriso para o menino. 
Mais adiante, o menino pergunta novamente - Pai, porque o céu é azul ? 
Não sei, filhão. Não entendo isso. 
Depois de curto intervalo, o garoto pergunta: - Pai, por que o asfalto brilha como se estivesse molhado, nos dias de calor? 
Não sei, meu anjo. Verdadeiramente não sei. 
Numa dessas a criança pergunta - Pai, não se incomoda que eu pergunte pra você as coisas ? 
Claro que não, filhinho. Como tu vás a aprender se não me perguntas...

-Garçom: Que me recomenda comer hoje ?

-Nossa especialidade é bifes "James Bond"!!!

-Ótimo... como que é ?

-Frio, duro e com nervos de aço!!!

Um recém casado, vai com os amigos de festa por aí, mas antes tinha jurado de pé juntos para a mulher, que voltaria antes da meia noite. Como dificilmente acontece com nós, ele chega em casa as 3 da madrugada, totalmente bêbado... - Quando entra em casa, justamente o relógio da sala deu aqueles três gongs,  e o cara temendo que sua mulher se desse conta das horas, imita mais 9 gongs, para que pense que eram as 12... - E fica feliz com a destreza e agilidade mental demonstrada nesse momento tão importante. Ato seguido sobe as escadas e vai dormir. -

No dia seguinte a mulher pergunta: - Meu bem, a que horas chegaste ontem a noite ?

Meia noite meu anjo, acho que era isso...

Pois é meu bem, acho que vamos ter que mandar arrumar o relógio da sala...

Mas porque se funciona muito bem, diz o marido...

Pois é, tão perfeito funciona, que ontem deu 3 gongs, fez uma pausa, deu mais quatro, aclarou a voz com umas tossidas, deu mais 4 gongs, soltou um pum, mais dois gongs e desandou numa gargalhada...  

Estava o casal dormindo, quando a mulher escuta ruídos e diz para o marido: -

-Bem, acorda, tem gente querendo estranha querendo entrar...
-Então vai e te mostra na janela, para que acreditem que temos cachorro...

Dois amigos no povoado falando: - Viste a fulana, a tia da loja ?
Sim!
Eu já comi ela...
E lembras da filha do Mengano ?
Sim!
Pois é. Eu também já comi ela...
Mas que coisa tchê...Tu e tua mulher estão comendo a cidade toda né...

Duas cegonhas se cruzam em pleno vôo levando seus bebes e aproveitam para bater um papo...

Como estás colega, mandando ver pelos céus ?

Sim, mas muito cansada; cada dia tenho mais trabalho. Está havendo muitos pedidos de bebes! E tu aonde estás indo...

Estou indo na casa da Fulana, estou levando uns gêmeos lindíssimos, e tu ?

Eu vou para a casa de Menganinha...

Mas não pode ser, essa guria é solteira ? Com estás levando um bebe ?

Não, não, na realidade não levo nada! Mas dou cada susto!!!!!!!!

O que es um urologo?
É um senhor que a pega com nojo, a olha com desprezo e cobra como se a tivesse chupado!!!

O pai fala para o filho... - Se te masturbas ficarás cego!!!
Pai, Pai, estou aqui deste lado, vira...

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

.

" CONHECIMENTO: A BASE PARA O SUCESSO "

.

.

SR. PROF. DR. LUIS MARINS - Ph.D

.

DIRETOR DO INSTITUTO ANTHROPOS CONSULTING
.

anthropos@anthropos.com.br  -  http://www.anthropos.com.br

..

..

Vivemos um momento onde a busca pelo conhecimento e informação se tornou a maior arma para aqueles que querem vencer ou pelo menos sobreviver diante das mudanças e incertezas do atual mercado. Não há espaço para os que não se atualizam e viram dinossauros.

.

As exigências são cada vez maiores. Se por um lado temos profissionais ávidos de informação, por outro temos empresas que buscam equipes preparadas e treinadas para atender pessoas mais exigentes e bem informadas.
.
E há uma cobrança recíproca, pois os profissionais também esperam das empresas, condições para que possam crescer e se aperfeiçoar, dentro de um ambiente que lhes proporcione desafios e realização pessoal.

Hoje, a visão de sucesso, àqueles que verdadeiramente fazem a diferença, investem pesado na valorização de seus colaboradores através de palestras e treinamentos técnicos e comportamentais para a formação de um perfil que envolve características pessoais e habilidades profissionais.

Acredito que muitas empresas jogam um "
caminhão de dinheiro" fora porque treinam apenas técnica, esquecendo-se que quem faz as coisas acontecerem é o comportamento, a atitude e é este modelo que proporciona a ligação entre a característica pessoal e a habilidade técnica.

Hoje é muito difícil encontrar um profissional pronto no mercado. As empresas precisam investir na formação de seus funcionários. E esta formação irá causar o grande impacto, a grande diferença de sua atuação no mercado, que irá enlouquecer seus concorrentes. A empresa passa a ser seta e não alvo.

Como é bom ter aquele profissional, não somente pelos resultados que ele apresenta, mas porque ele surpreende contribuindo para que a empresa continue crescendo e se desenvolvendo.

  • Geralmente a contratação de talentos justifica o rio de dinheiro que a empresa gasta, mas e quando a empresa perde um grande talento assim? 

  • Quando alguém vai para a concorrência?

São informações e percepções valiosas que voam junto, tais como comportamento interno, de clientes, de fornecedores de outros concorrentes, de padrão de trabalho... Pense nisso e fique de olho no talento que está ao seu lado lendo esta matéria.
.

.

 

Pense nisso. Boa Semana. Sucesso!
.

.

SR. PROF. LUIZ MARINS Ph.D

..

DIRETOR DO INSTITUTO ANTHROPOS CONSULTING

.

Anthropos Consulting é dirigida pelo antropólogo Prof. Luiz Almeida Marins Filho, que estudou os aborígines australianos na Ilha de Bathurst (Austrália) e com larga experiência em projetos no setor privado e público inclusive internacional. - A Anthropos Consulting trabalha com um corpo de consultores do mais alto nível, vários com doutoramento e mestrado no exterior em várias áreas, e com ampla experiência em projetos empresariais de sucesso, contratados para projetos específicos. - A Anthropos Consulting é certificada ISO 9002 pelo BVQI (Bureau Veritas de Qualidade Internacional).

.

ENTRE EM CONTATO COM O HEAD-OFFICE:

.
Rua Manoel Affonso, 64 - 18090-550 - Sorocaba - SP - Brasil - e-mail: anthropos@anthropos.com.br  

Tel.: +55(15) 3331-7771 - Fax: +55(15) 3331-7772 - http://www.anthropos.com.br 

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

JORNAL DICAS DA SEMANA DO WWW.SDR.COM.BR Nº211...

.

.

FUTURO - TENDÊNCIAS   IDÉIAS - PENSAMENTOS

. .

.

Cooperação ou Competição?
Prof. Marcio Miranda
.

Uma pergunta que as pessoas sempre me fazem é a seguinte: - Negociação é um processo de competição ou cooperação?

. 

Em qualquer tipo de negociação, esta é a primeira decisão que precisamos tomar. Apesar da expressão “ganha-ganha” estar muito em moda hoje em dia, nem sempre a cooperação é a melhor opção para você.

 

Sei que esta é uma posição politicamente incorreta, mas prefiro falar da realidade do mundo dos negócios do que escolher uma tese mais simpática, porém acadêmica. Vamos analisar dois fatores que vão nos ajudar a tomar esta decisão.
.
A primeira coisa a ser levada em consideração é se o relacionamento a longo prazo com aquela pessoa é importante. Imagine por exemplo, que você viu um anúncio de um carro usado no jornal e vai negociar o preço com o dono do veículo.
.
Qual a sua maior preocupação? Fazer um bom negócio para você, e ponto final. Neste tipo de transação ninguém leva em consideração a satisfação do oponente. Por que? Porque dificilmente você vai voltar a fazer negócio com aquela mesma pessoa, o dono do carro usado. Seu objetivo é conseguir o máximo naquela transação. E a mesma postura vale para do dono carro também.
.
Por um outro lado, se você realiza negócios freqüentes com uma mesma pessoa ou empresa, vale a pena sacrificar um pouco sua margem para deixar o outro lado satisfeito com o resultado.
.
Muitas vezes o relacionamento é mais importante do que o resultado daquela negociação. Desta maneira você não mata a galinha de ovos de ouro, que é uma prática muito comum entre alguns negociadores brasileiros mais gananciosos.
.
O outro fator que você vai observar é a postura de seu oponente. Se ele joga limpo, a tendência é que você também o faça e os dois partam para o ganha-ganha. Aliás é sempre bom lembrar que para haver cooperação os dois lados precisam jogar limpo e ter uma grande transparência. Preste atenção nisso, já que muitas pessoas falam bastante de cooperação, porém na prática tentam tirar o máximo proveito da situação.
.

.

Minha sugestão é: tente sempre o ganha-ganha,

porém sem ser inocente.

.

.

PROF. MÁRCIO MIRANDA

. 
PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NEGOCIADORES

.
.Workshop Consultoria e Treinamento

.
http://www.workshop.com.br  - julia@workshop.com.br

 

.

Fale conosco

. 

Quer mesmo mostrar aos clientes o seu empenho no serviço? Durante anos, J. W. Kisling, chefe executivo da Multiplex, Inc., incluía no catálogo de produtos da empresa os números de telefone de casa dos seus 16 principais diretores, com a seguinte nota:

.

"Não hesite em contatar-nos em caso de emergência".

.

Na verdade, nunca receberam mais de meia dúzia de chamadas, mas os clientes ficavam bem impressionados.

.

.

A importância do Deadline

.
Todos os dias, centenas de jornalistas de dezenas de publicações em todo o mundo fecham suas matérias dentro de um prazo definido pelas suas empresas ou estão fora da publicação do dia seguinte. Se um jornal consegue manter as suas datas de fechamentos (deadlines) diários, porque você não conseguiria ? 
.
Esses prazos são o que mantém a empresa viva, motivada e engajada em atingir o objetivo final que é: entregar o melhor jornal do dia seguinte na mão do seu
leitor-cliente
.
Se você tiver a oportunidade de visitar a redação de um jornal, irá perceber que o deadline da publicação é conhecido, respeitado e cumprido por todos. Por causa do deadline
MUITO é atingido, e MUITO é celebrado..

  • Desenvolva o espírito do deadline na sua empresa. 

  • Deadline para trazer resultados de vendas, 

  • Deadline para conquistar aquele cliente tão desejado, 

  • Deadline para contratar aquele novo funcionário, 

  • Deadline para atingir a posição de No 1 no mercado, e por ai vai.

Coloque deadlines na sua empresa. Se os jornais conseguem, porque você não conseguiria ?

.

 

PROF. RICARDO JORDÃO MAGALHÃES
.
PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING
..
www.bizrevolution.com.br    -     ricardom@bizrevolution.com.br

.

.

" NOTÍCIAS "

.

Um EXPERIMENTO CONFIRMA o PODER SEDUTOR DOS E-MAILS
A tecnológica canadense Fortune 1000 junto com a agência estadunidense de marketing especializada em estratégias integradas de e-mail, Quris, tem realizado um experimento para comprovar que o correio eletrônico melhora as vendas, consegue clientes e pode influir em sua conduta de compra.

os resultados da prova tem sido os seguintes:

  • Tanto as estratégias de mailings como as de e-mail marketing buscam incrementar as vendas, sem embargo as primeiras se centram na oferta comercial, enquanto que os correios eletrônicos combinam informação e entretenimento com vistas a construir uma relação a longo prazo.

  • Os usuários de correio eletrônico devem receber comunicações consistentes, é dizer que, que provoquem interação, único modo de medir a atividade de compra desenvolvida pelo consumidor antes e depois da mensagem.

  • Os que se registraram há mais de um ano como clientes via e-mail protagonizaram uns 20% das respostas do experimento (consideradas como, al menos, abrir o correio), enquanto que os usuários que estão menos de um ano registrados deram 85% das respostas.

  • Enviar um e-mail duas vezes ao mês aumenta as vendas em 28%.

  • Os correios eletrônicos confirmaram sua eficácia para recuperar clientes que estavam inativos.

.

.

.

.

RIAA levará 2191 anos com processos,diz Inquirer - www.info.com.br  
Se for processar todos os usuários de programas P2P, a RIAA vai levar 2.191 anos. Isto se a estimativa da Electronic Frontier Foundation (EFF) sobre a existência de 60 milhões de usuários americanos estiver certa. 

A idéia de fazer este cálculo foi de uma leitora do site inglês TheInquirer: se a RIAA emitir 75 intimações por dia (o que a associação diz que tem feito), vai demorar 800 mil dias para abrir processos contra os 60 milhões usuários. Dividindo-se os 800 mil dias pelos 365 dias do ano (e ignorando-se os anos bissextos) chegamos a exatos 2 191,78 anos. 

Nas entrevistas, a RIAA tem declarado que pretende processar milhares de usuários. Dez mil usuários a 75 intimações por dia, por exemplo, equivalem a 133 dias abrindo processos. 

Ainda pelos cálculos de Michaela Stephens, a tal leitora do Inquirer, se a associação seguir esta regra de "pescar aleatoriamente" e se ater a apenas um décimo do total de pessoas que acessam programas P2P (seis milhões de usuários), ainda no ritmo de 75 intimações por dia, vai levar 80 mil dias - ou 219 anos. Ou seja, talvez o processo sobre para os tataranetos dos usuários. 
Renata Mesquita, do Plantão INFO

.

.

.

.

CHIPS RASTREADORES na cesta de compras - www.cnn.com 
EUA volta ao cenário das polemicas relacionadas com a privacidade dos consumidores. Nesta ocasião a causa é de uns micro-circuitos aderidos aos produtos e que rastreiam mediante sinais de rádio (tecnologia RFID: Identificação mediante Rádio Freqüência) seu trajeto desde a fábrica até a caixa.

Aqui é onde surge a incógnita de se os estabelecimentos, realmente, desativam estes chips quando o produto já foi pago pelo consumidor e, por tanto, de sua propriedade privada. Alguns expertos já tem assegurado que a informação, de que se compõe a cesta da compra dos consumidores, poderia chegar a autoridades, como o FBI, que levam comprando dados a companhias de marketing há anos.

Gillette, por exemplo, ordenou 500 milhões de chips para marcar máquinas de barbear, enquanto que a Benetton tem preferido não adquirir estes rastreadores ante as ameaças de boicote a sus produtos.

.

.

.

.

AES Eletropaulo testa internet por rede elétrica  www.businessstandard.com.br 
Ligue-se à Web pela tomada. Este é teste que a AES Eletropaulo, distribuidora de energia elétrica, vai fazer durante o Brasiltec 2003, evento que começa hoje (29/07), em São Paulo. 

A empresa estará em um prédio inteligente, erguido no Expo Center Norte especialmente para o evento, no qual os visitantes poderão acompanhar a transmissão de dados e imagens via rede elétrica. 

“Estamos estudando a tecnologia”, explica Victor Kodja, diretor de clientes corporativos da AES Eletropaulo. O executivo adiantou que não há planos imediatos de lançá-la comercialmente e que o objetivo não é competir com as operadoras de telecomunicações e provedores de internet. 

A AES Eletropaulo usa a tecnologia PLC (Power Line Communication), desenvolvida pela empresa EBA Plc. O custo dos modems, de acordo com Kodja, ainda é alto. “Creio que só daqui a três anos ela será viável comercialmente.” 

De acordo com Kodja, o objetivo principal da Eletropaulo é, em um futuro, usar a tecnologia para o seu negócio de distribuição de energia, para realizar telemedição e comandos à distância. 

.

.

.

.

Estratégia Multinacional enxuga linha de produtos no país para manter rentabilidade de seus negócios - Danone reorganiza portfólio no Brasil - Raquel Landim, De São Paulo - www.valoronline.com.br 

Corte seu portfólio de produtos; separe os itens que estão perdendo espaço no mercado e invista em segmentos mais rentáveis; misture com a reorganização das fábricas; e, finalmente, acrescente propaganda a gosto, para que o consumidor, mesmo sem dinheiro, não esqueça o sabor do seu produto.

Essa é a receita da Danone, uma das maiores empresas do mercado brasileiro de lácteos, para driblar a queda do poder de compra da população. Até o fim do ano, a múlti francesa, que atua com as marcas Danone e Paulista, deverá consolidar a retirada de 30 produtos do mercado e lançar outros 25, o que, na prática, significará um enxugamento de 5% em seu portfólio, que passará a somar 90 itens. "Estamos mais seletivos nos lançamentos. E decidimos descontinuar itens de baixa lucratividade", diz Gioji Okuhara, diretor-geral de produtos frescos da Danone no país.

Deixarão as gôndolas dos supermercados, por exemplo, o iogurte com mel da marca Paulista e o Danone Batido. Este último faz parte do segmento de iogurte líquido familiar, onde a Danone vem perdendo espaço. O "market share" da empresa na categoria caiu de 14,7% no bimestre abril/maio de 2002 para 10,6% no mesmo período deste ano, conforme a ACNielsen. "Nesse mercado, o nome do jogo é preço e distribuição regional", diz Okuhara. Tanto que a Danone segue atuando com a marca Agite, 20% mais barata que o Danone Batido. Mesmo assim, o produto deixa a embalagem cartonada e passa a ser vendido em garrafas plásticas, para agregar valor.

A Danone também perdeu espaço em outros nichos onde o preço pesa mais na hora do aperto. É o caso do iogurte líquido individual (queda de 30,7% para 26,8%, na mesma comparação), polpa (28% para 25%) e petit suisse (49,3% para 48%). Sensível ao vai-e-vem da economia, a área de iogurtes, liderada pelos franceses, está retraída. Segundo a ACNielsen, as vendas no país caíram 4,9% em abril/maio ante igual intervalo de 2002 - ano em que esse mercado movimentou 600 mil toneladas no total, ou cerca de R$ 2,3 bilhões.

No balanço geral de produtos lácteos frescos, porém, a participação da Danone cresceu de 31,2% para 32,3%, graças aos segmentos eleitos prioritários na hora de investir. É o caso da linha light, com a marca Corpus, onde o "market share" saltou de 42,4% para 50,9%. Em sobremesas, como Danette, a alta foi de 44,7% para 47,4%. Os dois ramos foram favorecidos pela entrada da marca Paulista, que é vendida de 10% a 15% mais barata.

Também faz parte da "receita" da Danone a reorganização das fábricas. Ficam em Guaratinguetá (SP) os iogurtes em garrafa, bandeja, achocolatados e longa vida. Adquirida da cooperativa CCL em 2000, a fábrica é voltada a produtos líquidos. Já em Poços de Caldas (MG) - unidade que pertence a Danone desde sua chegada ao Brasil, em 1970 - ficam sobremesa, petit suisse e leite fermentado.

"Com essas mudanças, buscamos manter a rentabilidade", diz Okuhara. Nos últimos 12 meses até junho último, os preços do leite in natura subiram 35%, em média, no país, e as embalagens aumentaram quase 50%. Os reajustes da Danone ficaram em 15%. E a vela do bolo é o marketing, que, mesmo na crise, deverá receber em 2003 investimentos de R$ 40 milhões em 2003, 30% mais que em 2002.

.

.

.

.

A REDe é o MElhOR MEIO PARA ACEDER AOS JoVENS CONSUMIDORES

É a hora de mudar as estratégias dos meios. É a conclusão a que tem chegado Yahoo e a agencia de meios Carat North America depois de ver os resultados de um estudo encarregado a Harris Interactive: os jovens estadunidenses empregam a maior parte de seu tempo na Internet.

O estudo de manifesto que este setor da população (47 milhões de jovens nos Estados Unidos que gastam uma média de 149.000 milhões de dólares ao ano) não era um segmento diferenciado pelos anunciantes, que o enquadravam em uma geração televisiva.

No entanto, os 2.500 jovens entre 13 e 24 anos entrevistados por Harris tem manifestado que preferem a Internet por suas possibilidades de ócio, informação e comunidade, enquanto que tem definido a televisão como um meio demasiado estruturado.

Esses jovens afirmam gastar 16,7 horas conectados a Rede, frente as 13,6 horas que dedicam para ver televisão. 

.

.

.

.

OS PORTAIS CONHECEM SEU GOSTO
Amazon.com tem TiVo, um software que registra os clics dos usuários que visitam sus páginas. Agora, AOL tem incorporado outro programa, ChoiceStream, que, não só armazena comportamentos, senão analisa conteúdos e os extrapola para fazer recomendações em base aos sites visitados. O usuário recebe estas sugestões em seu correio eletrônico.


Esta tecnologia é todo um filão de ouro para os operadores de televisão por cabo já que poderão adiantar os programas, filmes ou documentários que os usuários tem definido como preferidos e que emitirão em seus canais.

A divisão em Inernet do maior grupo mediático mundial, Time Warner, tem previsto aplicar este software às áreas de música, compras e desportes nas próximas semanas.

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

.

SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO, VENDAS E SERVIÇOS SDR

.

o sistema sdr já inclui NO PREÇO o uso em rede ilimitado sem custos extras E não tem taxa de manutenção mensal. a única taxa que o sistema sdr tem, é a anuidade de R$:120,00 para efeitos de suporte e atualização, com vencimento em março de cada ano (2007 bonificada)

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

FONE: 51 3019 2817

.

sistema de representação comercial e vendas

.L

.

.

caso deseje alterar ou cancelar sua assinatura, clique no link a seguir:

ALTERAR ASSINATURA

.

.

ÓTIMO TRABALHO E ATÉ A PRÓXIMA EDIÇÃO!

.

SDR - SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO E VENDAS

MIGUEL PEDRO TERRA VELAZCO

EDITOR DO JORNAL SDR

fone: 51 3019 2817.

.

Clique aqui para nós enviar um e-mail

.

INDIQUE SEU TEMA  ..-  ENVIE-NOS SUA OPINIÃO

.

Av. Caçapava 425 - sala 03 - Petrópolis -  Porto Alegre (RS) - BRASIL cep: 90460-130

 FONES: 51 -  3019 2817  -  FAX 51 3333 3553

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

Como página inicial  Adicionar a Favoritos

Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2007 - SDR