Como página inicial

Sistema de Representação Comercial para Representantes Comerciais

Adicionar a Favoritos

.

JORNAL De REPRESENTAÇÃO comercial sdr - EDIÇÃO Nº 212 - 05.08.2003

.

SDR - SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO E VENDAS

MIGUEL PEDRO TERRA VELAZCO

EDITOR DO JORNAL SDR

fone: 51 3019 2817.

.

Funções do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Testes do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Solcite seu Orçamento

Manual do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Biblioteca dos Jonais de Representação Comercial SDR

Assinatura livre e gratuita do Jornal de Representação Comercial

Contrate os melhores e mais capacitados Representantes Comerciais

Contato com a Equipe do SDR Sistema de Representação

As melhores Dicas sobre softwares livres, Bibliotecas, Links...

FUNÇÕES

TESTE

ORÇAMENTO

MANUAL

JORNAIS

ASSINe

saiba

contato

dicas

.

.

.

.

.....

ÍNDICE DAS MATÉRIAS DO JORNAL .

..DICA DA SEMANA

..CARTAS DE AGRADECIMENTO

..ARTIGO DO PROF. MÁRCIO MIRANDA - " O QUE É UMA BOA NEGOCIAÇÃO "

..CURIOSIDADES, REPORTAGENS, FRASES E IDÉIAS

..ARTIGO DO PROFESSOR JOÃO ALFREDO BISCAIA - "O GADO SÓ ENGORDA SOB O OLHAR DO DONO"

..REFLEXÃO DO EDUCADOR EUGÊNIO MUSSAK - "TUDO FLUI"

..ARTIGO DO PROF. RICARDO JORDÃO - " EU FAÇO O QUE QUISER! "

..PIADAS DA EQUIPE DO SDR

..ARTIGO DO PROF. ANTÔNIO B. DE PÁDUA - "EU SOU VENDEDOR E VOCÊ, TAMBÉM É?

..FUTURO, HISTÓRIA DAS MARCAS, REPORTAGENS E TENDÊNCIAS

.

..

.

.

.

.

.

FÁBULA DE ESOPO 620 a 560 a.c

.

" O LEÃO, A RAPOSA E O CERVO "

.

.
O leão ficou doente, e se retirou em uma caverna, dizendo a raposa, que estimava muito e com quem tinha uma boa amizade: - Se queres ajudar-me a curar e que continue vivo, seduz com a tua astúcia o cervo e o traz para cá, pois estou com vontade de comer a sua carne.

..
A raposa foi falar com o cervo: - Venho dar-te uma excelente notícia. Como sabes, o leão, nosso rei, é meu vizinho, mas está doente e é muito grave. Perguntava-me que animal poderia substituí-lo como rei depois de sua morte?

.

Eu me questionava: - O javali não, pois não é muito inteligente; O urso é muito torpe; A pantera é muito temperamental; O tigre é um fanfarrão; Creio que o cervo é o mais digno de reinar, pois é esbelto. De longa vida e é temido pelas serpentes por seus chifres. Sem mais está decidido quem será o rei.

.
E o que me darás por haver-te anunciado por primeiro? - Responda-me que tenho pressa e temo que me chame o leão por que sou o seu conselheiro. Mas se queres ouvir um experiente, te aconselho que me sigas e acompanhes o leão até a sua morte. 

.
A raposa terminou de falar e o cervo todo vaidoso com aquelas palavras, caminhou decidido a caverna sem suspeitar do que ocorria. Ao vê-lo, o leão se lançou sobre ele, mas só pegou nas orelhas. O cervo, assustado, fugiu velozmente para a floresta.

.
A raposa pulava furiosa ao ver que o cervo havia fugido. E o leão gritava , estimulado pela sua fome e pela pena. Suplicou a raposa que tentasse novamente. Ao que a raposa respondeu: - É algo penoso e difícil, mas tentarei novamente.

. 
Saiu da caverna e seguiu as pegadas do cervo até encontra-lo repondo as suas forças. Vendo-a o cervo, encolerizado e pronto para ataca-la, lhe disse: - Raposa miserável, não venhas me enganar! Se deres um passo a mais, conta-te como morta! Busca a outros que não saibam da tua astúcia, fala-lhes bonito e sobe-lhes os humos, prometendo-lhes o trono, mas já não me enganas mais.

.
Mas a astuta raposa lhe replicou: - Mas senhor cervo, não sejas tão frouxo e covarde. Não desconfies de nós que somos teus amigos. O leão ao pegar sua orelha só queria dizer-te em segredo seus conselhos e instruções de como governar, e tu nem sequer tens paciência para um simples arranhão de um velho enfermo. Agora está furioso contra e está pensando em fazer rei o intrépido lobo. Pobre! Tudo que sofre por ser ele o rei!

. 

Vem comigo que nada tens para temer, mas sim, sejas humilde como um cordeiro. Te prometo por toda esta selva que não deves temer nada do leão. E quanto a mim só pretendo servir-te. - E enganado novamente, saiu o cervo para a caverna. Mal havia entrado, quando leão viu saciado plenamente o seu desejo.

.
Procurando nem deixar vestígio do cervo. Porém caiu o coração no chão, e as escondidas a raposa o pegou, como pagamento de seus atos. O leão procurando pelo coração que faltava, perguntou à raposa por ele. Ao que ela replicou: - O cervo ingênuo não tinha coração, nem procures. Que tipo de coração poderia ter um cervo que veio duas vezes a casa e as garras do leão?
.

.

MORAL:

.

. 

"Nunca permitas que a ansiedade por honras perturbe teu bom juízo,

. 

para que não sejas enganado pelo perigo!"

.

.

.

PESQUISA, DESIGNE E ADAPTAÇÃO DA EQUIPE DO SDR

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

 

" CARTAS DO JORNAL 211 "

ANA MARIA - SÃO LOURENÇO DO OESTE (SC)

OI MIGUEL! COMO CONSIGO O CD QUE TEM AS FÁBULAS E LENDAS? E COMO SE FAZ O PEDIDO PARA ADQUIRI-LOS?
O JORNAL ESTÁ CADA VEZ MAIS APRIMORADO! PARABÉNS!

lucasas materiais de construção ltda 
Trabalho no ramo de materiais de construção, recentemente tenho passado por experiências no associativismo em uma empresa na qual passei a ser sócio.
Gostaria de ressaltar a enorme importância desse jornal no processo de profissionalização pela qual minha empresa vem passando, fonte de inspiração, motivação, profissionalismo.etc
Só tenho a agradecer...

JEFERSON FERNANDES ROCHA - TVLAR
SOU FANÁTICO PELO JORNAL SDR, TENHO ARQUIVADO TODOS OS ARTIGOS DESDE QUANDO TIVE O PRIVILÉGIO DE ASSINAR O MESMO.
PARABÉNS PELO ALTO NÍVEL DAS INFORMAÇÕES.

RAFAEL - FREE WAY  BOOTS & SHOES
GOSTEI DEMAIS DESTE SITE. IREI EXPERIMENTAR ESTA ASSINATURA. 
SE PUDEREM ME DAR MAIS DICAS DE SITES COMO ESTE AGRADEÇO MUITO.

JOSE ANTONIO ALEXANDRE - CESTARI INDUSTRIAL E COMERCIAL
COMO FAÇO PARA COMPRAR O CD-ROM COM TODOS OS JORNAIS PUBLICADOS ???
ABRAÇOS

Edilene Araújo 

Quero novamente parabenizar essa equipe que a distância nos enriquece de conhecimentos, é um material de altíssima qualidade. Sou representante comercial e dou aulas de marketing em uma universidade, e sinceramente, os artigos são maravilhosos. Todos os colaboradores são fenomenais, como disse, artigos riquíssimos. 

Um abraço especial ao professor Jordão, adoro seus artigos, espero poder receber este material por um longo tempo. 

PARABÉNS a todos e muito obrigada por estarem colaborando com nosso enriquecimento cultural e profissional.

HÉLIO LAZZARI - INDÚSTRIA EXCELSIOR ltda - 110 DE HISTÓRIA.

UM EXCELENTE JORNAL COMO ESTE NÃO PODE SER INTERROMPIDO SEU FORNECIMENTO.
GTO.

CÉSAR
GOSTARIA DE RECEBER EM MEU E-MAIL DICAS DE MARKETING.
GRATO!

JOÃO NOEL

Como se trata de um Informativo de muita utilidade para nós, nossos amigos e Empresários, gostaria, se possível, que nos enviasse todo o jornal com seus artigos e informações, já abertos, como feito no inicio.
Ficaremos muito grato se poder contar com sua compreensão e gentileza.

C.VALERIA
INTERESSEI-ME PELO JORNAL DEVIDO À INOVAÇÃO NA FORMA DE ABORDAR OS TEMAS PROPOSTOS.

LAUDIANE DE S. P. RODRIGUES
É MUITO IMPORTANTE ESTÁ SEMPRE INFORMADO, E O JORNAL É UM DOS MEIOS MAIS COMPLETOS DE INFORMAÇÃO.

ADELINO RODRIGUES DOS SANTOS  - PATAZZULO ACESSÓRIOS
SOU ESTUDANTE DE DIREITO E DOU SUPORTE ADMINISTRATIVO E COMERCIAL DA EMPRESA.

CRISTINA
GOSTARIA DE RECEBER O SDR!

KATIA DA SILVA LINDEN - POLY PARTS 100% BRASILEIRA
DESEJO RECEBER O JORNAL!

VAGNER MARCIO DE OLIVEIRA
DESEJO RECEBER DICAS DA SEMANA PRINCIPALMENTE NA ÁREA DE VENDAS E MOTIVAÇÃO. 

GRATO

APARECIDA DO CARMO FERNANDES - WIDESOFT
BREVEMENTE PRETENDO COMEÇAR EM NOVO RAMO E ESTOU NECESSITANDO DE ATUALIZAÇÃO PROFISSIONAL.

MARCELO LUIZ IZZA
OLÁ GOSTARIA DE CADASTRAR-ME E RECEBER INFORMAÇÕES.

MAGA
ALGUMAS DICAS SDR CHEGARAM EM MINHAS MÃOS, E ESTAS ME INTERESSARAM MUITO, ASSIM SENDO GOSTARIA DE RECEBE-LAS DIRETAMENTE EM MEU E-MAIL.

WILSON
É DEMAIS!!!

ALEXSANDRA AGUILLERA GONÇALVES - MSL ENGENHARIA LTDA
CONHEÇO O DALE CARNEGIE POR OUTRAS PESSOAS, QUERO FAZER OS CURSOS PARA ME SENTIR MAIS CONFIANTE NA ÁREA QUE TRABALHO E ME ATUALIZAR

ECIONEIDE
GOSTARIA DE RECEBER NOTICIAS DO DIA A DIA, PARA ME MANTER INFORMADO DOS ACONTECIMENTOS DO MUNDO.
OBRIGADA...

FILTRAÁGUA - A PUREZA DA ÁGUA

Gostaria de receber o o jornal aberto. 

Obrigado

ARIA DAS NEVES COSTA
GOSTARIA DE RECEBER JORNAIS

ADRIANO DE OLIVERIA PIOKER
GOSTARIA DE ESTAR RECEBENDO ESTE JORNAL EM MEU E-MAIL.

PAULO  -  CEJA - CENTRO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS 

Quero saber das novidades do SDR

.

ESTÃO TODOS BEM? MUITO OBRIGADO PELAS CARTINHAS!!!

.

NÓS ESTAMOS MAIS FELIZES QUE CACHORRINHO COM DOIS RABOS

.

.

A FORMIGA

.

Diz uma lenda que a formiga atual era em outros tempos um homem que, consagrado aos trabalhos da agricultura, não se contentava com o produto de seu próprio esforço, assim olhava com inveja o produto alheio e roubava os frutos de seus vizinhos.

.
Zeus indignado com a avareza deste homem, o transformou em formiga. Mesmo mudando sua forma não mudou o seu caráter, pois ainda hoje em dia percorre os campos, recolhe o trigo e a cevada alheia e os guarda para seu uso.
.

.
"Ainda que se castigue os malvados severamente,

dificilmente muda-se a sua natureza desviada!"

.

.

FÁBULA DO TIO ESOPO (620 A 540 AC) E DEDICADA A VOCÊS PELOS APAIXONADOS DA EQUIPE DO SDR

.

 

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

..

" O QUE É UMA BOA NEGOCIAÇÃO "

.

.
PROF. MÁRCIO MIRANDA


PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NEGOCIADORES

.

. 
Quando os vendedores pensam a respeito de uma negociação, normalmente eles só levam em consideração a venda em si, sem ponderar sobre as ramificações e implicações do acordo a longo prazo. Uma boa negociação tem metas específicas que formam uma base para todos os relacionamentos futuros com aquele cliente.
.
Entre outros fatores que devem ser considerados, os seguintes pontos devem ser analisados cuidadosamente:
.

.
Ela é justa?
Justiça é um termo subjetivo quando falamos de negociação. Um acordo negociado é considerado justo pela sua própria natureza, já que ambas as partes concordaram com os termos. Existem situações porém, onde um lado pode exercer seu poder para impor determinadas condições.

Por exemplo, um cliente pode precisar de uma data específica para receber o produto e não está em posição de poder discutir o preço ou a condição de pagamento. Conseqüentemente o vendedor pode conseguir um preço cheio, sem nenhum desconto ou concessão.

. 

Aparentemente o acordo foi justo, mas o comprador certamente vai tentar revidar na próxima oportunidade, já que se sentiu explorado por não ter conseguido negociar. O oposto também acontece com freqüência.

Muitas vezes o vendedor precisa fechar o negócio e o comprador o aperta até a último centavo, obrigando-o a vender sem nenhum lucro. Isto pode parecer vantajoso a curto prazo, mas eventualmente o fornecedor não terá recursos para aprimorar o seu produto e talvez venha até mesmo a fechar suas portas. Neste caso o comprador perde mais uma opção de fornecimento.
.

.

.
A confiança e a boa vontade foram preservadas?
Os vendedores devem estar sempre preocupados com as conseqüências a longo prazo de suas negociações. É bastante difícil conseguir a confiança de um interlocutor e ela pode ser perdida numa única atitude mal pensada.

. 

As pessoas não gostam de se sentirem manipuladas ou traídas durante uma negociação – a credibilidade vai embora bem rapidinho. A maior dificuldade numa negociação é conseguir controlar as emoções e não as condições da venda.

. 

Há um desgaste muito grande no curso de qualquer venda importante. É importante que o vendedor consiga administrar suas emoções e que no calor das discussões os limites não sejam ultrapassados e egos ofendidos.
.

.

.
Foi bom para você?
A negociação ideal é aquela na qual os dois lados saem com a sensação de ter feito um bom negócio e com a vontade de negociar novamente com aquela pessoa no futuro. Se somente uma parte sai lucrando, a boa vontade deixa de existir e um clima de competição vai dominar o próximo encontro entre os dois.

.

Uma boa técnica para se conseguir isso é enfatizar os assuntos em comum e não dar um grande destaque às diferenças entre os dois lados. Por fim, uma boa negociação deve ser capaz de perdurar por um bom tempo.

. 

Em empresas que negociam contratos de prestação de serviços, este fator é extremamente importante. Se a negociação não foi realizada levando em consideração as dificuldades futuras na execução do serviço, existe uma forte possibilidade que os problemas venham a ser resolvidos no departamento jurídico e não nas mesas de negociação.

.

.

.

Esta é a nossa missão..

.

.

PROF. MÁRCIO MIRANDA

PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NEGOCIADORES

 

Márcio Miranda é o presidente da Associação Brasileira de Negociadores e autor de diversos livros e vídeos sobre o tema. Seu livro "Negociando Para Ganhar" já está na quarta edição e é leitura obrigatória quando o tema for negociação. - Negociar bem é uma mistura de arte e ciência. Saber negociar é fundamental para o seu sucesso, tanto profissional quanto pessoal. 

 

Iniciou sua carreira, ainda jovem, nos Estados Unidos, onde residiu sete anos e graduou-se em Engenharia Eletrônica, pela Columbia Pacific University na Califórnia. Cursou, também, Marketing e Administração de Empresas na Louisiana State University, University of Houston e University of Wisconsin.

.

.

A Workshop tem o objetivo de ajudar os seus clientes a procurarem caminhos que os levem a aumentar a lucratividade e produtividade, sem esquecer que tudo isso só será possível através do comprometimento dos seus profissionais e colaboradores. 
.

Rua Adib Auada 41 - Centro Empresarial Granja Viana - Cep: 06710-700

Cotia (SP) - Tel: 11 4612-6054 ou 3871-3124  fax: 11 4612-6056 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

 

"DICAS E CURIOSIDADES" Nº212 DO WWW.SDR.COM.BR

.

.

..

.

Una gargalhada vale por cem grunhidos em Qualquer mercado.

.

Charles Lamb. 
Crítico e ensaísta inglês, conhecido pela obra "Ensaios de Elia" 

que escreveu o dito pseudônimo; 1775-1834.

.

.

Peça desculpas e faça direito

.
Algumas pessoas odeiam pedir desculpas, especialmente quando a pessoa não teve controle direto sobre a situação. Pedir desculpas não diminui uma pessoa, e não é necessariamente admissão de culpa.

Pedir desculpas para um cliente, é uma expressão de arrependimento sobre uma situação onde a experiência do seu cliente não foi satisfatória e você reconhece isso.

Pedir desculpas não arranca nenhum pedaço, e expressa com sinceridade o teu desejo de melhor servi-lo em uma próxima oportunidade.

Ah, ao pedir desculpas pergunte a ele o que você poderia fazer para corrigir o erro. Se a sugestão estiver dentro das suas possibilidades, execute-a imediatamente.

Após reparado o problema (mesmo sabendo que o problema foi resolvido) entre em contato com o cliente para saber se tudo está ok.

.

Desta forma ele vai perceber que você realmente se importa.

.

PROF. RICARDO JORDÃO MAGALHÃES
.
PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING
..
www.bizrevolution.com.br    -     ricardom@bizrevolution.com.br

.

.

 "A tristeza não pode existir onde quer que haja uma reunião de bons amigos."

.

François René Chateaubriand. 
Escritor e político francês, precursor do Romanticismo; 1768-1848

.

.

CONHECIMENTO!

PROF. MAURÍCIO GÓIS

Para competir, para ganhar, você precisa rever suas técnicas de lutas.

  • Com que armas mercadológicas você está combatendo? 

  • Que técnicas de vendas você está usando? 

  • Será que você não está querendo pescar peixes modernos com varas de antigamente? 

  • Você tem oferecido o Plus, o algo mais? 

  • É fanático no pós-venda e na melhoria contínua? 

  • Você tem “descido” até o mercado para pesquisar? 

  • Você tem enxergado o óbvio? 

  • Tem olhado os políticos ao invés dos clientes? 

  • Você tem feito exercícios de futurologia observando tendências? 

  • Tem surpreendido o cliente com momentos mágicos? 

  • Tem acompanhado o seu produto no Ciclo de Vida (introdução, crescimento, saturação, obsolescência e declínio)? 

  • Assim como xerox tirou pontos do papel carbono e o computador está tirando pontos das gráficas, você tem “antecipado” quem vai lhe tirar mercado? 

  • Mais do que fazer algo que seu concorrente nunca fez, você tem feito melhor o que ele já faz tão bem todo dia? 

  • Você tem vendido características ao invés de benefícios?

  • Rever é ganhar. Você tem avaliado seus canais de comunicação com seu público?

Tenho certeza de que você já entrou numa livraria, viu um livro que chamou sua atenção e, ao querer folheá-lo, ele estava fechado com plástico.

Pois era assim que algumas livrarias vendiam livros: - Tratavam o cliente como um chato inoportuno, alguém que não tinha o direito de conhecer o que estava comprando.

A Saraiva, entretanto, reinventou a competição. Ela criou a Saraiva Mega Store e, não só não colocou plástico, como instalou poltronas para os clientes lerem o livro todo se puderem.

. 

Acredita que ela perdeu alguma coisa com isso?

.

O segredo é a interatividade, pois, muitas vezes, ganhar é deixar o cliente mexer em tudo... Ao rever suas técnicas de lutas você muda o foco e o enfoque e passa a competir para ganhar... 
.

.

.

.

SR. PROF. MAURICIO GOIS
..

.

Consultor filiado ao IBCO 

Instituto Brasileiro de Consultores de Organização desde 1985.

.

Para contatá-lo ligue para ( 19 ) 3865 1597

 .

 

.

Razão e juízo são as melhores  qualidades de um dirigente

.
Tácito. 
Publio Cornelio Tácito; historiador romano, autor de "Dialogus et oratoribus" - 55-120.

.

 

Leonardo da Vinci

.

Nasceu em 15/04/1452. Seu berço foi uma casa de Anchiano, uma localidade de Vinci, enquanto para outros, foi o próprio lugar de Vinci, situado na margem direita do rio Arno, perto dos montes Albanos, entre Florença e Pisa.

.

Foi um dos mais notáveis pintores do Renascimento e também anatomista, engenheiro, matemático músico, naturalista, arquiteto e escultor. Suas idéias científicas ficaram em cadernos de anotações, e foi como artista que obteve reconhecimento.

.
Estagiou no estúdio de Verrochio (importante artista da época), em Florença. Mudou-se para Milão em 1481, onde trabalhou para a corte de Ludovico Sforza. Até 1506 Leonardo trabalhou principalmente em Florença e tudo indica que nesta época tenha pintado a Mona Lisa, sua obra mais famosa. Entre 1506 e 1516, viveu entre Milão e Roma. Convidado por Francisco I , viajou para a França em 1516.
Passou seus últimos anos no Castelo de Cloux, cerca de Amboise, faleceu em 2 de maio de 1519. 

.

Foi estritamente vegetariano, chamou aos carnívoros de "devoradores de cadáveres". Homossexual, sofreu perseguição estando a ponto de enfrentar a Inquisição. Fica evidenciado as suas relações com os seus aprendizes, especialmente com Salai.

.

Em Florença, quando Leonardo era aprendiz de Verrochio, se apresentou uma denúncia contra o pintor acusando-o de pederasta. Seus protetores conseguiram evitar o julgamento público. Em qualquer caso, Leonardo permaneceu solteiro e sem filhos.

. 

Na parte científica pode-se ver o interesse de Leonardo pelos estudos anatômicos do corpo humano, baseados nas autopsias de cadáveres que realizava, apesar de que esta prática estava proibida. Se acredita que pode dissecar uns trinta cadáveres com os quais desenhou com claridade, os órgãos do corpo e que contribuíram para o entendimento científico, já que foi considerado um adiantado para sua época.

.

Numa das incursões pela literatura, escreveu esta fábula:

.

" A AVE EXTRAORDINÁRIA "
.

Houve uma vez um viajante que recorreu meio mundo, a procura de uma ave extraordinária. Segundo os sábios, apresentava a penugem mais branca, de que se pude-se imaginar. Falavam ademais que suas plumas pareciam irradiar luz, a tal ponto que nunca ninguém tinha visto sua sombra.
.
Onde encontra-la ? - O ignoravam! Nem sequer sabiam seu nome. Este viajante recorreu os selvas, as montanhas, a costa. Um dia, junto ao lago, viu uma ave imaculadamente branca. Se acercou com sigilo, mas ela sentiu sua presencia e levantou vôo. Mas ao ver a sua sombra desenhada nas águas do lago entendeu que não podia ser ela, já que a ave extraordinária não tinha sombra. Essa era apenas um Cisne.
.
Tempo depois, no jardim de uma palácio, viu uma ave belíssima. Estava trancada numa jaula de ouro e sua penugem resplandecia no sol. O guardião do jardim que adivinhou o que pensava o viajante, e o advertiu de que se tratava de apenas um faisão branco, e não da ave que buscava.
.
O viajante continuou recorrendo os continentes e os mares, atrás de essa ave excepcional. Num dos povos por que passa, conheceu um ancião com grande conhecimento da região, que sabia onde a ave se extraordinária estava. - Juntos então escalaram uma montanha. Perto do cume, viram a grande ave. Suas plumas, fascinantemente brancas, irradiavam um luz sem igual.
.
Se chama Lumerpa, diz o ancião. - Quando morre, a luz de sua plumas não se apaga. Mas se alguém lê tira uma das plumas, esta perde ao momento sua brancura e seu brilho.
.
Aí terminou a procura. - O Viajante voltou a sua terra, feliz como se uma parte de aquele resplendor o iluminara por dentro. 
.

E asseguro que as plumas de Lumerpa, eram como a fama bem ganha e o bom nome...

.
Não podem quitar-se a quem as tem e seguem brilhando mesmo depois da morte!

.

.

Leonardo Davinci, foi o autor de a "A Última Ceia", pintada nos anos 1495 a 1497, a "Gioconda ou Mona Lisa", pintada nos anos de 1503 a 1506, e se consagrou também pelos atributos de Escultor, Arquiteto, Engenheiro e Cientista na época renascentista. 
.

.

Pesquisa, Designe r adaptação da equipe do SDR

 

.

M. Farnsworth. 

.
Tal como o índice para o livro assim é o  caráter de um rapaz em sua vida futura.

.

.

Mais do que nunca

.

SR. PROF. J. A. WANDERLEY

CONSULTOR 
..
Instituto MVC  M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo

.

.

É preciso compreender e desenvolver a capacidade de negociar ganha/ganha.

 
O ganha/ganha é a forma mais difícil de negociar. Sem uma grande dose de competência fica praticamente impossível se chegar ao ganha/ganha. Existe mesmo alguma confusão a respeito, inclusive a crença subjacente de que negociar ganha/ganha é ser bonzinho.

. 

Em negociação o bonzinho é um perdedor. Para se chegar ao ganha/ganha é preciso que se tenha em vista dois fatores:

.

  • as posturas dos negociadores

  • e as formas de negociar.

Nas negociações sempre existem alguns dilemas, entre eles os seguintes:

  • cooperação ou competição

  • verdade ou mentira

  • curto prazo ou longo prazo. 

O negociador com a postura ganha/perde escolhe a competição, a mentira e o curto prazo. Só opta pela verdade caso possa tirar proveito dela e pelo longo prazo caso possa criar uma relação de dependência. Tem como proposição básica: levar vantagem em todos os pontos. Vale tudo. O importante é não ser pego.

. 
Já o negociador
ganha/ganha tem como ponto base que a efetividade de um acordo é produto de sua qualidade por sua aceitação. Qualidade significa atendimento dos interesses legítimos das partes e aceitação é a adesão emocional e comprometimento com o que ficou acordado. E isto só acontece quando se consegue manter o relacionamento em nível construtivo, apesar de todas as divergências e conflitos de interesses.

. 
Um outro ponto importante para o
ganha/ganha são as formas de negociar. Existem duas formas, que são a barganha de propostas e a solução de problemas

.

Quem negocia barganha de propostas tem como conduta básica o exagero das vantagens e a diminuição ou ocultação das desvantagens de sua proposta. E procede inversamente com a proposta do outro lado. Exagero das desvantagens e diminuição ou desconhecimento das vantagens. Este tipo de negociação redunda numa verdadeira queda de braço e em soluções de qualidade inferior. 
.

Já para se negociar solução de problemas é necessário que se conheça e se percorra todas as etapas do processo de solução de problemas e tomada de decisão, tais como, definição do problema, diagnóstico da situação, formulação de alternativas, escolha da solução e implantação da decisão ou do acordo. Mais ainda. Que se conheça a função do pensamento convergente e divergente em cada uma destas etapas. É em decorrência disto que negociar ganha/ganha é bastante difícil e demande muita competência. 
.

Como exemplo, há um estudo sobre alianças estratégicas que mostra que, em muitos casos, não se chegou ao resultado esperado porque não se levou na devida conta todas as etapas do processo decisório e de solução de problema. Assim, dificuldades culturais não foram identificadas, bem como conflitos nos negócios e tamanho da concorrência. Ou seja, não foram consideradas todas as forças impulsionadoras e restritivas existentes. 
.

Já, quando se adota a abordagem da solução de problemas, o investimento pode ser altamente compensador. Um caso clássico, neste sentido, é o da Wal-Mart e da Procter&Gamble, que negociavam na base da queda de braço e resolveram adotar a abordagem da solução de problemas. Como resultado, surgiu a criação de um sistema informatizado de inventário, com o qual, as duas empresas puderam poupar milhões de dólares, fortalecer o relacionamento entre elas e gerar negócios da ordem de 3 bilhões de dólares.

.

SR. PROF. JOSÉ AUGUSTO WANDERLEY
..
CONSULTOR

.

Um a um, todos somos mortais. Juntos, somos eternos.

.

Lucio Apuleyo. 
Filósofo e escritor latino; c. 125-180.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

..

.

.

.

.

.

 

..

" O GADO SÓ ENGORDA SOB O OLHAR DO DONO "

.

..

SR. PROF. JOÃO ALFREDO BISCAIA
.CONSULTOR 
.

Instituto MVC  M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo

.


Nas diversas ocasiões em que analiso valores, crenças e motivações sobre gestão de pessoas na situação trabalho, não é raro ouvir de executivos ocupantes de cargos de liderança o conhecido provérbio de que "o gado só engorda sob o olhar do dono".
.
Esta máxima popular é utilizada como argumento para defender a tese de que as pessoas, na grande maioria das vezes, precisam ter na liderança alguém que sempre esteja presente, pois caso contrário existe a tendência natural dos liderados de relaxar e deixarem as coisas rolarem soltas. As pessoas não produzem, e nem se comportam de acordo com os padrões estabelecidos e desejados, quando os "
chefes" não estão de olhos bem abertos e atentos.
.

Esse argumento representa uma premissa de valor sobre como as pessoas devem ser lideradas.
.

Embora discorde radicalmente dessa analogia, aprendi que não temos o direito de julgar ninguém, afinal das contas nós somos as nossas escolhas e agimos com base naquilo que conhecemos e acreditamos.
.
No entanto, o que tenho observado na realidade das organizações é que dificilmente as pessoas prestam a devida atenção às questões relacionadas a valores pessoais que, freqüentemente, são expressas através de ditos populares, como a do título desse artigo.
.
Tenho também comprovado que nos diversos processos de treinamento realizados pelas empresas são examinadas e discutidas, exaustivamente, questões que envolvem apenas aspectos de natureza cognitiva, ignorando-se outras análises e debates que moldam e direcionam fortemente nossos comportamentos:

. 

são os nossos valores, crenças e convicções, praticados durante toda a nossa trajetória de vida, de forma consciente ou inconsciente.
.
São os nossos valores que dão conteúdo e substância aos nossos comportamentos, e não apenas os nossos conhecimentos. Conhecimento é fácil de ser adquirido, valores são muito difíceis de serem reformulados ou abandonados.
.
Será que você já utilizou este, ou outro conceito de natureza semelhante, para racionalizar/justificar suas ações como líder?
.
Caso positivo, recomendo enfaticamente rever sua atuação para que não se transforme literalmente em um "
vigia de escravos, ou de gado".
.
Tenho a convicção de que por detrás da afirmativa que "
o gado só engorda sob o olhar do dono", existam algumas semelhanças entre a forma como os "chefes" se relacionam com seus subordinados e a maneira como o gado é tratado para produzir mais leite e engordar para futuro abate.
.
Mesmo desconhecendo como é feita a criação e a engorda do gado, de tanto ouvir essa afirmativa comecei a imaginar como deve ser a vida do gado. Em razão disso, permito-me fazer algumas divagações. De antemão, já peço a compreensão e desculpas por parte dos especialistas em criação de gado, mas trata-se apenas de uma suposição, baseada nas raras oportunidades em que vi uma boiada.
.
Imagino que o gado deve ter uma vida pautada por uma rotina diária absolutamente imutável. Todas as manhãs, depois do dono ordenhar e controlar a produção, todo rebanho é conduzido para a melhor área do pasto, ficando o "
dono" atento para que nenhum animal venha a se desgarrar dos demais durante o trajeto. O único movimento autônomo do gado acontece quando chove ou faz muito calor, pois nestas situações busca um abrigo. Fora disto, fica ruminando durante todo o tempo para produzir mais leite na manhã seguinte e aguardando que o "dono" dê a voz de comando para retornarem ao curral. Alguns desses animais não devem nem mais precisar da voz de comando, pois seu instinto lhe indica exatamente qual o momento de regressar do pasto. Tudo isso passa a representar o que denomino de "felicidade bovina".
.
A tradição popular acredita que quando o dono do rebanho não comanda toda essa operação, o gado não engorda e não produz a quantidade de leite desejada. Que tristeza, o dono não pode tirar férias, nem mesmo usufruir seus ganhos, pois caso contrário tudo acontecerá errado, pois os "
empregados" não devem fazer exatamente como ele faz e quer. Sua herança será recebida pelos filhos que deverão continuar fazendo exatamente tudo aquilo que seu pai ensinou.
.
Acreditar que pessoas possam ser comparadas ao gado representa uma crença com conseqüências bastante significativas e desastrosas na forma como as pessoas devem ser lideradas. Admitir que as pessoas produzem apenas quando têm alguém nas suas costas, dizendo o que e como fazer é transformar a função de liderança em um dono de uma boiada.
.
Uma das questões mais importantes senão a mais relevante e que credencia o título de um verdadeiro líder, está exatamente em fazer com que as coisas aconteçam principalmente quando o líder não está presente.
.
Este princípio é a bússola da eficácia de uma liderança. Quando as pessoas se comportam, na presença ou na ausência, de uma única forma, representa que o líder conseguiu garantir efetividade nas suas ações.
.
Estas observações também podem ser válidas nas relações entre pais e filhos. Sugiro a todos os pais que se perguntem, freqüentemente, se os seus filhos têm realmente as mesmas atitudes e comportamentos na sua ausência. A crônica policial tem sido pródiga em relatar casos de pais que ficam desesperados ao tomarem conhecimento de certos comportamentos de seus filhos fora de casa, de conseqüências muitas vezes irreversíveis.
.
No caso das lideranças organizacionais que professam a premissa da "
eterna vigilância" para produzir resultados, não existem boletins de ocorrências policiais que relatam os comportamentos dos liderados nas ausências de seus "chefes", mas sim insatisfações, frustrações e uma enorme perda de potencialidade das pessoas.
.
Você realmente considera que as pessoas que você lidera se comportam da mesma forma tanto na sua ausência como na sua presença?
.
Pense e reflita muito sobre essa pergunta, ela pode lhe servir como um referencial precioso na eventual revisão de sua atuação como líder de pessoas e de grupos.
.
.

OBSERVAÇÕES: - Material retirado do Programa Avaliando com Justiça o Desempenho de seus Colaboradores e Liderança no Século XXI
.

.

SR. PROF. JOÃO ALFREDO BISCAIA
..CONSULTOR 
..

Instituto MVC  M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo

....

Consultor do MVC - Instituto M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo nas Áreas de Motivação, Trabalho em Equipe, RH como Centro de Lucros, Técnicas de Apresentação, Comunicação, Gerência Empreendedora, Gestão de Pessoas Diferenciais Competitivos para Gerentes - Administrador pela EBAP - Fundação Getúlio Vargas. Ex-diretor da Concisa e Gerente de Treinamento da Shell Brasil S.A. Petróleo. Secretário executivo do IMI - International Management Institute. Professor do MBA - Executivo. 30 anos de experiência em Treinamento e Recursos Humanos. Autor de vários artigos publicados em revistas e jornais, tais como: Ser Humano, Estado de São Paulo, T&D, O Globo. Co-autor do livro Gerente Total – (6ª edição). (BASE CURITIBA)
.

Telefones: 11 3171-1645 / 3285-2438 - costacurta@institutomvc.com.br  (Luiz Augusto Costacurta / Angélica Stein (SP) - www.institutomvc.com.br 

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

.

" TUDO FLUI "

...

.

..
SR. PROF. EUGÊNIO MUSSAK

.

DIRETOR

SAPIENS - INTELIGÊNCIA ORGANIZACIONAL.

.

.

Uma sensação cada vez mais comum é a da instabilidade.
.

.
Sentimos cada vez mais que nada é permanente. Que o mundo pode mudar de rumo a qualquer instante, e todos os referenciais que tínhamos deixam de existir. 
.
Isso é mais forte quando acontece uma grande catástrofe, como a de Nova York, ou quando alguma economia importante no mundo passa por dificuldades graves, influindo nas demais, como o caso da Argentina.
.
No entanto, se pararmos para observar nossa vida com mais cuidado, encontraremos uma grande soma de pequenos eventos que também provocam mudanças, não tão profundas, mas rápidas e impiedosas.

Mudamos de trabalho, de endereço, de telefone, de provedor, de amigos, de estado civil, de idéias, de opiniões, de certezas. E, no entanto continuamos os mesmos.
Não será uma contradição?
.
E o mais espantoso é que as mudanças em nossas vidas, no ambiente em que vivemos e no mundo parecem cada vez mais velozes, e de fato são. A única coisa que não muda atualmente é a tendência à mudança. 

Há mais de vinte e cinco séculos viveu, na cidade de
Éfaso, na costa da Grécia, um filósofo chamado Heráclito. Apesar de ter vivido em uma época em que os fatos não se sucediam com a rapidez de hoje, ele teve duas percepções importantes a respeito desse tema, e, por isso, tem sido cada vez mais citado, como alguém que realmente tinha razão.
.
A primeira idéia de Heráclito foi a da
unidade dos opostos. Segundo ele absolutamente tudo na vida é composto por fenômenos, valores ou tendências totalmente opostas, mas que se complementam. 
.
Uma estrada tem uma subida e uma descida. E continua sendo uma estrada só, e não duas. Se alguém diz que o copo de água está meio vazio, enquanto outro afirma que o copo está meio cheio, estão falando sobre o mesmo copo, e não sobre dois. É o mesmo, mas há opiniões opostas a seu respeito. Essas opiniões não são contraditórias, mas complementares, pois o copo está, na verdade, meio cheio e meio vazio.
.
O que Heráclito queria dizer com isso é que as contradições são naturais e nem sequer devemos lutar contra elas, e sim aceitá-las. Quando tratamos de eliminar a contradição estamos, em verdade, tentando eliminar a própria realidade. 

O que percebemos disso, é que a realidade é, portanto, totalmente instável, pois nela habitam os opostos. Nada, disso deduzimos, é permanente. Tudo está mudando o tempo todo.

. 

Daí nasce a segunda observação de Heráclito: “tudo flui”.
.
Segundo ele, você “
não pode banhar-se duas vezes no mesmo rio”, pois, na segunda vez, ele já não será o mesmo, uma vez que aquela água já se foi, e esta é outra.
.
Heráclito estava certo. Temos que estar preparados para conviver com os opostos e para adaptarmo-nos a novas realidades. 

Algumas pessoas têm incrível dificuldade para lidar com essas duas situações, e pagam um preço alto por causa disso. O correto é exercitarmos, permanentemente, nossa capacidade de percepção, que é a primeira das virtudes. A percepção permite a compreensão e a adaptação. 
.
Compreender o valor da opinião contrária, e aprender com ela. Aceitar a ambigüidade do mundo, e decidir pela alternativa que parece ser a mais certa para aquele momento. Porque em outro momento a opinião pode mudar. A não aceitação dessa realidade provoca paralisação. 
.
Há uma diferença entre “
dualidade” e “impasse”. Os opostos de Heráclito compõem dualidade.

  • Dia e noite. 

  • Vida e morte. 

  • Homem e mulher. 

  • Inverno e verão. 

A dualidade pressupõe o uso do “E”. O impasse vale-se do “OU”. Viveremos tão melhor quanto mais aceitarmos o “E”, que pressupõe acréscimo, não divisão. 
.
E aí veremos que “
TUDO FLUI” na direção certa. E como diz aquela música que tanto ouvimos e apreciamos: 

.

.

“nada do que foi será, de novo do jeito que já foi um dia, tudo passa, tudo sempre passará...”. 

.

.

.

SR. PROF. EUGÊNIO MUSSAK

EDUCADOR

..
Consultor de empresas na área de educação corporativa e desenvolvimento humano. Professor de biologia e fisiologia humana desde 1971. Docente da Universidade do Professor do Paraná. Professor colaborador do MBA de RH da Universidade de São Paulo–USP. Colunista do portal da revista Você S/A, da revista Vencer! e colaborador da revista Superinteressante. Considerado pela imprensa (revistas Veja e T&D) um dos palestrantes mais influentes da atualidade. Formado em Medicina pela UFPR, especialista pela Universidade da Califórnia (UCLA) e pelo Instituto Biosystem da Argentina, dedicou-se à Fisiologia , modalidade da medicina que aplicada ao esporte, estuda o desenvolvimento de competências críticas à prática de uma determinada atividade esportiva. Ao lado do Doutor Keneth Cooper, em Dallas (EUA), iniciou a migração desse conceito para atender às necessidades profissionais em empresas.

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

...

.

... " EU FAÇO O QUE EU QUISER "

.

.

PROF. RICARDO JORDÃO

.PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING

....

.

.

http://www.bizrevolution.com.br         ricardom@bizrevolution.com.br.

.

.

“O livro arbítrio na vida está em você escolher resistir ou não àqueles impulsos de reagir as coisas que aparecem a sua frente.

A cada momento que você realmente resiste a essas coisas, você esta agindo pró-ativamente e exercendo o real livre arbítrio”.

Autor desconhecido. 
.

.
Prezado Amigo (a), 
.
No início dos anos noventa, a General Motors enviou uma equipe de executivos de Detroit até Delaware – onde ficava uma das maiores fábricas da montadora nos EUA, para contar aos seus
3.500 funcionários sobre a decisão da empresa em fechar aquela unidade ao final de 1996 para reduzir custos.

.

“Não existe nada que vocês possam fazer para mudar essa decisão”, disse um dos executivos de cima de um pódio para todos os 3.500 funcionários. 
.
Depois que a equipe de executivos foi embora, o gerente da fábrica subiu ao pódio para fazer um discurso apaixonado para os então chocados e abalados funcionários.

.

“Talvez não exista nada que nós possamos fazer para mudar a decisão da General Motors, mas existe uma coisa que nós podemos fazer: - Nós podemos fazê-los se sentir idiotas! Porque eles irão fechar a melhor fábrica da empresa em todo o mundo!”. 
.
Motivados por esse propósito, em menos de dois anos, os funcionários transformaram a fábrica de Delaware na fábrica-modelo de produção, custos e qualidade entre todas as unidades fabris da empresa. Em 1996, a GM reviu a sua decisão e manteve a fábrica aberta. 
.

Você tem dois caminhos na vida. Reagir ou Agir. Qual é a sua escolha? 
.

Você vive uma vida de reagir, quando você não sabe o que você quer ou o que é importante para você, seu departamento, sua empresa, seu país. Você vive uma vida de reagir, quando você não sabe o que você realmente quer que aconteça. Você vive uma vida de reagir, quando você não é apaixonado pelo que faz e quando você não é persistente o bastante quando os outros não tem muita certeza das coisas. 
.
Você vive uma vida de reagir, quando o seu chefe diz, “
As vendas estão baixas. Nós precisamos fazer uma promoção”. E a mesma velha promoção é feita, mudando apenas logotipos, títulos, prêmios e regras. 
.
Você vive uma vida de reagir, quando você se esconde atrás do monitor do seu computador, fazendo relatórios e tarefas que você mesmo diz todos os dias que não tem sentido, mas continua a fazê-lo. 
.
Quando você vive uma vida de Reagir, você realmente não faz o que quer. E por isso vai continuar a fazê-lo por muito e muito tempo. Até quebrar. 
.
Reagir ou Agir não tem a ver com Medo. Tem a ver com Egoísmo. Para tentar mudar as coisas e enfrentar o sistema que na verdade não existe, é necessário deixar de ser egoísta. Ter Medo e Preguiça é normal. Ser egoísta não pode ser. - A partir de agora, a sua empresa precisa de
VOCÊ, do seu cérebro, coração e braços para se diferenciar. 
.
ESCOLHA AGIR! 

  • Você vive uma vida de agir, quando você se preocupa com o que realmente acontece com os outros. 

  • Você vive uma vida de agir, quando você se sente responsável pela sua própria carreira. 

  • Você vive uma vida de agir, quando você FOCA naquilo que realmente interessa.

  • Você vive uma vida de agir, quando cria a sua própria sorte – assume riscos. 

  • Você vive uma vida de de agir, quando você se sente cheio de energia para fazer o que precisa ser feito. 

  • Você vive uma vida de agir, quando você se comunica com clareza, confia nas pessoas, constrói relacionamentos a longo prazo e tem um propósito na vida.

Quando você vive uma vida de Agir, você não vive para você. Você vive pelos outros. 
.

Existe uma revolução no ar. E essa revolução diz para você trabalhar como se você não precisasse de dinheiro, e amar como se você não precisasse de nada em retorno. 
.

.

Acredite ou não, eu não estou falando de auto-ajuda, eu estou falando de negócios. 
.

Você DEVE fazer o que você quiser. Tudo ao seu redor depende disso. Você não percebe? 
.

.

Você já tem um propósito. ESCOLHA AGIR! 

.
.

Nada menos que isso interessa. quebra tudo.
.

.

PROF. RICARDO JORDÃO MAGALHÃES
.PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING

.

.

.

Ricardo Jordão Magalhães, 34 anos, executivo, palestrante e escritor formado em administração de marketing pela ESPM com extensão em marketing pela Kellogg University nos EUA, possui mais de 12 anos de experiência na indústria de tecnologia em empresas líderes de mercado como Brasoftware e Tech Data Brasil sempre a frente de projetos de marketing inovadores como o Catálogo Brasoftware e as Lojas Brasoftware, além de ser o autor do primeiro web site de comércio eletrônico do Brasil (web site da Brasoftware) em 1996. A frente do marketing da Tech Data é responsável por iniciativas pioneiras como o web site B2B da Tech Data lançado em 1997 - web site vencedor de mais de 15 prêmios nacionais e internacionais -, além de programas de relacionamento, motivação e CRM. Fundador do web site BizRevolution desde 2001 onde procura "Promover idéias que possam ajudar a transformar o país em que vivemos, e de todos aqueles que de alguma forma influenciam a vida de outras pessoas."

.

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

PIADAS DO JORNAL "DICAS DA SEMANA" Nº212

......

PIADA DE COR AZUL = LINDINHAS
PIADA DE COR ROXA = PICANTES
PIADA DE COR MARRO = POLÍTICA
PIADA DE COR VERMELHO = PAHH
PIADA DE COR VERDE = ENJÔO!
PIADA DE COR PRETO = FEIA

Quatro mulheres vão em um carro. Quem dirige?

O guincho!!!. riso, e mais risos, e muitos risos...

Um homem encontra o seu amigo, o qual era gago, e o homem conta que a sua mulher o tinha largado e que depois de engana-lo tinha ido embora com outro. 

O amigo gago então lhe aconselha: - Oooooooooo queeeeeeeeeeeeeee tetetetenssssssss queeeeeeeeeee fazzzzzzzzzerrrrrrrrrrrr ééééééééééééé esquecerrrrrrrrrrrrrrrrrrr eeeeeeeeeeellllllllllllllllllaaaaaaaaaaaaaa, papapapapaparaaaaaaaaa semmmmmmmpreeee.

Ao que o amigo responde: - Sei, para ti é muito fácil dize-lo...

O Georfe Busch decide sair para a rua e ver como está a situação nas escolas e prisões. Primeiro visita as escolas e ao chegar à primeira, o diretor, aproveitando a ocasião lhe comunica as carências do colégio enquanto as infraestruturas desportivas, sanitárias docentes, recreativas, e como não, lhe pede dinheiro. 

O presidente toma nota de cada anomalia e depois de meditar um longo tempo diz ao diretor: - Querido diretor, teu trabalho neste colégio é incrível, pois com a carência de meios que tens, estás conseguindo levar as coisas adiante e merece todo meu respeito para teu trabalho, assim como a de teus professores; mas sabes que o país está passando por uma crise econômica muito grande e temos que preparar uma nova guerra, é por isso todos tem que apertar a cinta. Mas não te preocupes, agora ainda não posso te dar o dinheiro que me pedes, mas tenha certo que assim que tenhamos algo disponível será para o teu colégio. 

E assim passa com várias escolas desta cidade. Depois o presidente resolve ir ver a prisão regional e o diretor do presídio lhe mostra as carências do centro. Lhe pede dinheiro para comprar televisores para cada cela, para fazer uma piscina e possam os reclusos tomar banho em suas horas de descanso, para construir um edifício, afim de que os presos possam passar umas horas de intimidade com suas mulheres; para que tenham um computador em cada cela com internet e para poderem estudar uma carreira a que se cadastrarão com matricula gratuita. 

O presidente fica pensativo e lhe diz: - De acordo, vou te dar o que precisares para que realizes todas as melhoras que me tens pedido e mais.

Enquanto diz isso, imaginem a cara de assombro do secretário. Quando voltam, já no carro, estão o presidente e o secretário falando sobre o resultado da visita, o secretário não pode mais se conter, e pergunta para o presidente: - Senhor Presidente, como é possível que não tenhamos dinheiro para ajudar os rapazes do colégio a formar seu futuro, o futuro de nosso país, o mais importante que temos, e no entanto tens dado ajuda ao diretor do presídio?

O presidente com cara de intelectual lhe diz: - Olha o certo é que jamais voltaremos ao colégio, mas à prisão, seguro...

Um funcionário ao saber da notícia que seu patrão havia morto em um acidente no trabalho, e pergunta aos seus companheiros quem daria a triste notícia a sua esposa. Ao perguntar-lhes lhes diz que precisam ser cuidadosos e sensíveis ao comunicar a má notícia. 

Pedro, quem era graduado em psicologia, se ofereceu e logo foi telefonar para a esposa de seu patrão...
Pronto!

Alô, a esposa de Senhor Martins se encontra?

Sim, é ela quem fala.

Você acaba de ganhar 2 milhões de dólares!

Como? Mas como assim?

Ao se converter em viúva hoje, a companhia de seguros de seu defunto marido, acaba de receber a autorização para fazer o pagamento.
¡Não! ¡Meu Deus!
¡Sim senhora! Nem mesmo eu acredito!

O sujeito chega em casa murcho, com o rabo entre as pernas.
- O que foi? - pergunta-lhe a mulher. - O que foi que aconteceu dessa vez?
- Perdi todo o meu salário no pôquer!
A mulher fica uma fera: - Também pudera! Você é um imbecil! Não sabe que dá azar jogar na sexta feira? 
- E o filho da puta que me rapou? Por acaso tava jogando num domingo?

O bebum estava andando pelas ruas quando achou uma panela velha. Ele deu um chutão e de dentro da sai um Pai de Santo. - Sortudo, eu te concedo um desejo por me soltar! - disse o Pai de Santo para o caboclo. Ele pensou um pouco e disse: O que eu quero mesmo é beber pinga de graça pelo o resto da vida. O Pai fez um passe de mágica e falou: - Seu desejo está atendido. De agora em diante seu mijo será sempre pinga das melhores e sempre uma diferente da outra! O Pai de Santo sumiu e o pingusso fez xixi numa latinha. Olhou pro líquido e era clarinho, transparente. Cheirou e não parecia xixi. Deu um golinho e ficou impressionado era mesmo PINGA!!!. 

Foi para casa e acordou a mulher. - Muier, muier, tamos feitos! Eu agora mijo pinga! A mulher ainda ressaca da noite anterior, le manda ver com um sapato na cabeça e o cara tira a torneirinha para fora e mija num copo e bebe e passa para a mulher, que pega com nojo, cheira, depois prova e começa a rolar a festa!!!

Uma noite volta o pingusso como quem não quer nada, pega um copinho e diz para a mulher que se prepara para uma noite daquelas.

Mas mulher pergunta e então porque um copo só?

Porque hoje você vai beber direto da torneira!!!

Um cara liga no bar a uma guria que por estar em seu período e que tinha intenções de tomar uma bebida e conversar.
No entanto, depois de muitos tragos e por insistência do cara, vão para um quarto de hotel.

No dia seguinte, o cara acorda e se encontra sozinho e não se lembra de nada da noite anterior. Nisso descobre sangue na almofada, pelo qual imediatamente pensa: Briguei ontem à noite, devo estar todo machucado, será que foi com mulher!!
Apurado se levanta a procura-la e encontra um abundante rastro de sangue que vai até o banheiro e se pergunta:
- E se a matei..? com todo este sangue devo ter machucado feio...
Seguindo as manchas de sangue até o banheiro, apressa o passo e ao entrar vê sua cara no espelho e grita:
Puta que pariu, ¡¡Comi ela...

Várias boiolinhas vão ao funeral da mãe de Fulana, (uma boiolinha muito amiga).
A coitada vive no vigésimo andar e sem elevador, as pobres chegam todas cansadas e suadas e uma diz para a Fulaninha: - Desgraçada já poderias viver mais embaixo.
- Bom com tanta escada já é hora de enterra-la. Uma delas conhecendo as escadas lhes diz: - Nada disso eu não desço 20 andares com o caixão.

- Quê dizes?

- Que a incineremos na lareira e pronto.

- Nada disso, dizem as amigas, a enterraremos como estava previsto, a desceremos todas nós, custe o que custar. 

Mas quando vão pegar o ataúde, falta eletricidade do edifício.

- Bom, já que estamos, vamos às escuras, e desceram os 20 andares em três longas horas, todas suando e moídas de cansaço em fim chegam ao térreo e nesse momento volta a eletricidade e uma gritando histericamente..... - aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhh
- O que aconteceu, o que aconteceu?
- Que  trouxemos o sofá !!!

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

SR. PROF. ANTÔNIO DE PÁDUA B. BRAGA

.

.
Consultor da SAGRA - Consultoria em Vendas

..

.

" EU SOU VENDEDOR E VOCÊ, TAMBÉM É? "

.

.
Gosto de iniciar minhas palestras/treinamentos de vendas com duas perguntas simples, mas que considero interessantes, por ser um quebra gelo e ao mesmo tempo sentir a opinião das pessoas:
.

  • Todos nós somos vendedores – Sim ou Não?

  • Vender é fácil ou difícil?

Sobre a primeira pergunta geralmente predomina a resposta negativa, enquanto que na segunda o “SIM” é quase unanimidade. O porquê disso? 
.
As pessoas, mesmo as ligadas ao segmento de vendas, associam a palavra
VENDA somente a produtos e serviços. Esquecem-se de que todos os dias temos a obrigação de vender nossas idéias, nossos planos, nossa criatividade, nosso amor, nosso talento, nossa religião, nossa filosofia, nossos conhecimentos, nossa credibilidade, nosso entusiasmo, nossa positividade, nossa simpatia, nosso sorriso, ou seja, nossa imagem pessoal.

Mesmo os vendedores profissionais, antes de vender qualquer produto/serviço, tem que se “vender” para conquistar a confiança do cliente, a fim de que este sinta segurança no desenrolar do processo. Sem isso, dificilmente obterá êxito. E os demais profissionais, como dentistas, médicos, advogados, consultores etc, serão capazes de prestar serviços para pessoas que não sabem nada sobre suas competências? Alguém se submeteria a uma cirurgia com um médico desconhecido, por exemplo? É certo que não.
.
Vivemos num mundo moderno, onde a competição é cada vez mais acirrada. E o profissional, de qualquer segmento, que não souber se “
vender” bem está fadado ao fracasso. Pode-se dizer que está morto para o mercado de trabalho.
.
Quanto à facilidade ou dificuldade para se vender produtos/serviços, é certo que tem seu grau de dificuldade, pois, como diz P. Whiting, “O vendedor que espera vender sem dificuldades é como a pessoa que pretende viver sem ter aborrecimentos”.

Entretanto, a maior barreira para muitos vendedores está na falta de capacitação para o exercício da profissão. Muitos querem exercê-la sem o devido preparo e empenho, apoiando-se então em fatores que não despertam interesse pelos clientes. Usam de argumentos frágeis e não convincentes, gerando mais aborrecimentos do que motivação para comprar.

Também, como dizem os especialistas, “Vender é fácil. Tudo o que temos de fazer é descobrir o que as pessoas precisam e explicar-lhes então que o nosso produto suprirá esta carência” (Chet Bowles). É aí onde está o probleminha de muita gente querer vender sem saber a real necessidade do cliente, além de argumentar sobre o que o cliente não tem interesse de ouvir.

. 

Então para se ter êxito, nada mais seguro e inteligente do que uma boa sondagem, que é um fator preponderante para o completo diagnóstico do que o cliente precisa, de modo a mostrar como ele será beneficiado com o produto ora identificado para atender a essas necessidades. Para isso, é imprescindível que o profissional esteja realmente preparado, pois a paciência do cliente tem limites e as oportunidades não ocorrem em todos os momentos que a gente quer.

. 

Portanto, não adianta o vendedor conhecer o seu produto só superficialmente, pois se isso acontecer só servirá para tomar tempo do cliente, já que lhe faltarão argumentos convincentes no momento preciso. Como diz o ditado, “é melhor desconhecer totalmente um assunto do que conhecê-lo só em parte”.

O vendedor tem que ser profissional, como qualquer outro profissional que se preza, e não somente “
estar” na condição de vendedor, que é o que acontece com muitos que estão no mercado atualmente. O profissional que se enquadra nesta categoria e vem tentando se manter no mercado, a todo custo, tem vida curta, pois o cliente o evitará sempre até que ele caia na real, desistindo de vez da profissão, a qual, desempenhada com competência, além de belíssima é uma ótima fonte de renda.

. 

Que digam os solucionadores de problemas, aqueles conhecedores do que fazem. Que há muito tempo passaram do foco no produto para o foco no cliente. Que deixaram o foco pessoal para o foco nos relacionamentos. Aqueles que tem a competência de se colocar no lugar do cliente, olhando as coisas com os olhos dele, sendo, portanto, correspondidos com altos volumes de vendas.
.
Vender requer técnica e arte, mas essa conversa de que o vendedor já nasce feito é apenas um mito. Algumas pessoas admiram os vendedores capazes de vender geladeira para esquimó, que têm papo para derrubar avião. Mas essa admiração só perdura até o momento enquanto não forem também enganadas por eles.

A técnica é importante, mas a aptidão, a habilidade de se relacionar, de se comunicar e também para aplicar as técnicas de vendas são fatores preponderantes para o sucesso profissional. Nem todas as pessoas têm essa aptidão e habilidades para atuar no mundo das vendas, mas grande parte tem e não sabe aproveitar, por não querer se dedicar e treinar constantemente. São pessoas que optam pela acomodação e a conseqüência é o declínio profissional com o avanço da idade.
.
Um outro fator importante explorado, com sabedoria, pelo vendedor profissional no processo da venda é com relação aos órgãos dos sentidos do cliente. Como as pessoas se comunicam através dos canais visuais, auditivos e cinestésicos, torna-se bastante prudente e produtivo trabalhar com base em alguns ou em todos (dependendo do produto) os órgãos dos sentidos, a fim de se conseguir a melhor percepção e o interesse do cliente pelo produto ora ofertado.

.

Fazer com que o cliente VEJA, TOQUE, OUÇA, PROVE e CHEIRE o produto é o meio mais fácil de despertar o interesse pela compra. Na venda de produtos tangíveis isso é uma tarefa mais fácil de ser executada. Entretanto, na de intangíveis já é um pouco mais complicada. São necessários argumentos convincentes, com entusiasmo e bastante emoção, para que o produto/serviço passe do plano imaginário para o plano da realidade, da materialização, na mente do cliente. 

Na venda de um pacote turístico num hotel fazenda, por exemplo, fazer com que o futuro cliente passe da imaginação para a materialização, já se considerando usufruindo dos reais benefícios explorados pelo vendedor, sentindo o cheiro do mato, o perfume das flores, admirando as montanhas, andando pelas trilhas, colhendo e saboreando frutas frescas, pescando peixes graúdos, sentindo o gostinho da comida caseira e regional, ouvindo o canto dos pássaros, o barulho das folhas das árvores sopradas pelos ventos, além do conforto, da comodidade, do prazer, da facilidade de acesso, da segurança etc, etc, etc, é muito mais convincente do que se falar só das características do hotel.

. 

Quando isso é feito com competência, os objetivos são concretizados e as comissões serão gordas e sempre bem-vindas.
 
.

.

SUCESSO! 
.

.

SR. PROF. ANTÔNIO DE PÁDUA B. BRAGA

.

.
Consultor da SAGRA - Consultoria em Vendas

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

JORNAL DICAS DA SEMANA DO WWW.SDR.COM.BR Nº212...

.

.

FUTURO - TENDÊNCIAS   IDÉIAS - PENSAMENTOS

. .

.

Vai Rolar a Festa. Quando?
.
MARCO AURÉLIO FERREIRA VIANNA

Presidente do MVC

.

Estamos terminando um semestre que será inesquecível para muitos. Mudanças radicais na estrutura administrativa do novo governo, em conjunto com a posição do "outro lado do muro" dos Trabalhadores, levaram a uma época de transição já esperada, por sua inércia natural de início da mudança.

No entanto, a conjugação destes fatos com o radicalismo da política econômica sem dúvida, benéfica na consistência do longo prazo criou uma anti-sinergia que diminuiu o ritmo da economia para patamares de grave recessão.

. 

Juntando uma taxa Selic de 26% ao ano a um redesconto de 60% dos depósitos bancários não podíamos ter outro resultado: a renda da classe média despenca 30% no acumulado de cinco anos e o desemprego bate recorde. 

.

Na atividade industrial o setor automotivo volta a níveis de dez anos atrás (pré-acordo da indústria), o turismo em muitos casos vai para a metade e até médicos cirurgiões operam muito menos. Não sei como, faz-se economia até na emergência da saúde.
.
Dentro de todo este quadro é preciso, entretanto, ver tudo de bom que aconteceu em um período de tempo tão curto. O Risco Brasil despencou, a bolsa subiu, o dólar também desabou, o superávit comercial bate recorde, nossa imagem no exterior é cada vez melhor. Por isto estou positivista.

. 

Se não for uma grande festa de arromba neste segundo semestre, vamos ter uma série de momentos de alegria a partir de 2004. Mais que tudo, vale a pena esperar. Pode ir preparando o champanhe; aliás, a cerveja será mais adequada.
.

Mudanças no Brasil, mudanças no Insight MVC / Bumeran / Terra.

.

ASSINE O INSIGTH DO MVC  - CLICANDO NA FIGURA :

.

.

SR. PROF. Marco Aurélio Ferreira Vianna
PRESIDENTE DO Instituto MVC 
M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo

.

Contatos: 11 3171-1645 / 3285-2438 - costacurta@institutomvc.com.br  (Luiz Augusto Costacurta) (SP) ou 21-2518-2321 - mvcmt@uninet.com.br  (Maria Teresa) (RJ) - www.institutomvc.com.br

.

.

Tudo é RESTRITO

.
ESTOCOLMO (Reuters) - www.cnn.com - Que seja pelos longos invernos, as claras noites de verão ou o arenque fermentado que só pode digerir-se com álcool, os nórdicos tem fraqueza pela bebida... quando podem conseguir-la. 
.
Estatisticamente, no entanto, são os bebedores mais rápidos da Europa enquanto a volume, devido mais nada que às restritas leis de controle das bebidas alcoólicas que são herança dos movimentos de moderação do século XIX. 
.
Com a exceção dos daneses, que podem beber tudo o que querem menos aos domingos, na Suécia, Noruega, Finlândia e Islândia somente se pode comprar licor em lojas estatais, os impostos sobre o álcool são punitivos, estão proibidos os anúncios de bebidas fortes. 
.
Ainda assim, desde as saunas finlandeses à lojas livres de impostos da aerolinha Icelandair, o entusiasmo nórdico pela bebida não tem diminuído. 
.
"Seja cuidadoso este fim de semana, todo o mundo estará bêbado", advertiu Bosse, um retirado de Estocolmo, antes do Festival de Verão do solstício de junho, uma orgia de vodka, cerveja e arenques. 
.
O comentário reflete a forma de beber dos nórdicos: austeridade luterana na semana e às sextas se vuelcan as lojas estatais de licores, que todavia a tempo mostram sua mercadoria detrás de grossas vitrines de cristal como os estantes de medicinas. 
.
Bom negócio
Não só os preços (uma cerveja pode custar 10 dólares em alguns bares da Noruega) o fazem um bom negócio. Um estrangeiro que vê aos suecos beber em massa poderia facilmente confundir a canção "Helan Gor" com o hino nacional. 
.
Inclusive a palavra que define a cultura de moderação da Suécia ("lagom" ou "preciso") tem ironicamente suas raízes na bebida: era a que usavam os vikings para a medida exata que devia servir-se no corno comunal de bebida. 
.
Segundo Anitra Steen, do monopólio sueco varejista SystemBolaget, beber muito nos finais de semana tem sua origem em uma época em que os jornaleiros recebiam o seu pagamento em licor. O Instituto de Estudos do Álcool da Grã Bretanha diz que é um costume do norte da Europa que se remonta aos vikings. 
.
A política atual é tratar de alentar o beber como arte da cultura de vinho dos europeus do sul em lugar de excessos aos que se atribuem delitos e mortes, especialmente entre os jovens. 
.
Um estudo finlandês sugeriu que os menores de 18 anos estão bebendo menos, mas seu autor Arja Rimpela ainda considera que "beber com a intenção de embriagar-se" separa os jovens nórdicos do resto dos europeus. 
.
Os monopólios e o racionamento foram a resposta à propagação do alcoolismo na industrialização no século XIX, quando o cidadão sueco por média consumia 50 litros de álcool ao ano. 
.
Agora os nórdicos apresentam o menor consumo de álcool da Europa ocidental e os noruegueses bebem só uma terceira parte dos 15,8 litros consumidos na Irlanda. No entanto, a Organização Mundial da Saúde diz que as lojas livres elevam a cifra de 20 a 30 por cento. 
.
Tudo é restrito
A Noruega é atualmente o lugar mais restrito segundo o primeiro ministro do centro de direita Kjell Magne Bondevik, um ministro luterano. O líder finlandês Matti Vanhanen, do rural Partido Centrista, também rechaça a endemoniada bebida e oferece a seus hóspedes água ou leite. - Goran Persson, da Suécia, o primeiro ministro social democrata, está saindo com a diretora de SystemBolaget. 
.
Enfrentando pressões das cortes este ano para aliviar a proibição dos anúncios, o parlamento sueco permitiu  promoção às bebidas menos fortes que o vinho  e a cerveja na imprensa massiva. 
.
Esta é a sede da vodka Absolut, uma marca famosa da firma estatal sueca Vin & Sprit; mas os sugestivos anúncios de Absolut não podem aparecer em nenhuma parte da região nórdica exceto Dinamarca. - "Muitos dos anúncios estão dirigidos aos jovens e os incentivam a desenvolver hábitos que não são nada bons", disse Steen. 
..
Ella não vê contradição em seu trabalho de vender bebidas e ao mesmo tempo desalentar o costume de beber demasiado. Diz que sua missão é promover "
uma boa cultura de beber".  De feito, sua capacidade pessoal de bons conselhos sobre o vinho, que não é demasiado caro, e suas horas de trabalho se tem estendido as noites e aos sábados. 
.
Jorgen Appelgren, um economista, disse que na França, onde passa as férias, todas as lojas tem uma grande quantidade de vinhos "mas não se pode comprar vinhos que não sejam franceses. Em SystemBolaget pode-se comprar vinhos de todas as partes do mundo". - Os altos impostos incluídos no preço incentivam os finlandeses a tomar um barco até a  Estônia para comprar álcool, aos noruegueses viajar a Suécia e aos suecos a ir a Dinamarca, daí o famoso dito danes "
borracho como um sueco". 

Mas inclusive os daneses compram álcool na Alemanha. Tem-se prometido recortes de impostos, mas não desregulamentaram ainda a lei - . A um empresário na Noruega que queria importar vinho do Sul da África lhe disseram que não podia anunciar, teria que assegura-lo com cadeados, caixas e barras e transporta-lo em furgões com janelas escuras para que ninguém visse o que tinha dentro.
Por certo se arrependeu.

.

TRADUÇÃO, DESIGNE E ADAPTAÇÃO DA EQUIPE DO SDR
..

.

TENHA Ética em vendas 

 
Durante o processo da venda, ocorrem situações que podem levar o vendedor a "
cair na tentação". Ainda mais se ele sofrer pressões internas para vender - pode se descontrolar e partir para o lado desonesto.

. 
É o caso do vendedor que apresenta informações incorretas ou imprecisas aos clientes. Se ele mentir estará sendo antiético.


Alguns vendedores manipulam seus compradores. Se entendermos que manipulação é: influenciar alguém de maneira astuta ou engenhosa ou então, alterar informações para adequá-las aos nosso propósitos, chegamos à conclusão que estamos sendo antiéticos.

. 
A ética é um dom, uma vocação que implica em aperfeiçoamento, atualização e constante preparo para melhorarmos a
qualidade de vender.

.

SR. PROF. SÉRGIO FUX

. 

.

DEPRESSÃO E EUFORIA

.

O Transtorno Bipolar é uma enfermidade muito dura para a pessoa que padece dela e para as pessoas que a rodeiam. A bipolaridade afeta tanto as crianças como os adultos e hoje em dia sabe-se que o índice dessa enfermidade em crianças e adolescentes está aumentando.

A bipolaridade se define basicamente em mudanças de humor que vão desde a depressão até a euforia, agressividade, desanimo, baixa auto estima e outros estados de espírito. O mais importante para os pacientes bipolares é que seus familiares e amigos os apóiem, os amem, os compreendam e saibam que esta enfermidade é como outra pessoa que se apodera do paciente e o controla.

 

O mais importante é a compreensão e o apoio que lhes dêem. Vocês tem em suas mãos a chave para a recuperação de seu ser querido. Não o recriminem, não riam dele, apóiam-no e amem-lo por que necessitam muito do apoio de vocês.

.

Para saber mais desta doença que atinge índices alarmantes da população mundial, entre neste site e se informe mais ao respeito. 

.

.

NOVO MÉTODO PARA LER OS DESEJOS DO CONSUMIDOR
.

O professor da Universidade de Harvard, Gerald Zaltman, acaba de realizar una inquietante revelação: - A investigação tradicional de mercados não é capaz de detectar as necessidades e gostos do consumidor.

.

Como alternativa, propõe uma nova técnica com a qual quer solucionar o problema: ZMET (Zaltman Metaphor Elicitation Technique), o primeiro método de investigação patenteado, capaz de tirar a superfície as construções que influem em nossa forma de pensar e atuar.
.
Este novo guru do marketing estadunidense tem realizado um estudo que consistia em que grupos de consumidores realizaram uma colagem com a imagem de uma marca, a que primeiro lhes viesse a cabeça.
.
No caso da Coca-Cola, por exemplo, aparecia uma e outra vez a seguinte imagem: um homem e o mar, com o azul como cor dominante (símbolo de atividade) e o marrom (que representa a tranqüilidade).
.
Estas colagens foram complementadas com entrevistas psicológicas que deram os seguintes resultados: Coca-Cola é mais que festa. É o relaxamento, calma, estar bem consigo mesmo. É dizer duas bebidas em uma. O que antes era só um distante pressentimento na renomada marca, por fim estava ali, branco sobre preto.

. 

A partir destes resultados, e com a nova campanha "Life tastes good", o êxito de vendas estava ao alcance das mãos. Os próprios executivos da Coca-Cola se deram conta de que, durante décadas, só se havia comercializado a metade do refresco. Um luxo, que nestes tempos de consumo moderado e enorme competição entre marcas e produtos, não se pode permitir nenhuma empresa.
.
CONSUMIDOR: ESSE GRANDE DESCONHECIDO
Zaltman tem jogado um copo de água fria sobre o setor: - Os profissionais seguem sem saber o que realmente o consumidor quer, como se sente e como age.
.
 O professor, além do mais fala sem rodeios: "O trabalho da maioria dos investigadores de mercado e executivos de marketing se baseia em um mal-entendido fundamental: - Que o consumidor decide suas compras racionalmente.

.

No entanto, a decisão de compra é o resultado de um complicado equilíbrio entre alguns poucos fatores conscientes  muitos fatores inconscientes. Como hábitos mantidos durante muitos anos, lembranças da infância ou o entorno momentâneo do comprador". 

.

Fonte:  - www.cnn.com 

.

TRADUÇÃO, DESIGNE E ADAPTAÇÃO DA EQUIPE DO SDR

.

.

" NOTÍCIAS "

.

José Bové sai da prisão sob aplausos. - Bové foi preso por destruir plantas geneticamente manipuladas. 

O ativista francês José Bové foi libertado da prisão, após cumprir apenas 5 semanas de uma sentença de 10 meses por destruir plantações geneticamente modificadas. Bové, que agora está livre para ajudar a organizar uma reunião antiglobalização em sua região natal de Larzac, no sudoeste francês, sorria bastante ao sair da prisão sob aplausos de simpatizantes. 

.
"Estou muito feliz em estar entre aqueles que vieram em meu apoio.

. 

A prisão não mudou minhas convicções", disse Bové à Reuters. "Começarei a trabalhar na segunda-feira". Sua libertação ocorreu depois que o promotor público em Montpellier, onde Bové estava preso desde junho, anunciou que não apelaria contra uma decisão judicial na sexta-feira para libertar Bové mais cedo sob um regime de detenção domiciliar com liberdade limitada. 
.
"É claro que estamos aliviados com a decisão, mas qualquer outra decisão teria sido inadequada", disse François Roux, um dos advogados de Bové, em entrevista a repórteres. "A partir de hoje, José Bové vai começar a trabalhar nos projetos com que está comprometido". Bové ganhou fama na década de 90 por denunciar a globalização e "junk food". Ele passou seis semanas na prisão em 2003 por atacar uma lanchonete do McDonald's. 
.
O ativista foi condenado em novembro por destruir plantações de arroz e milho geneticamente modificados em 1998 e 1999, mas se recusou a se entregar e só foi preso após uma caçada policial em junho. O presidente Jacques Chirac, atento à
popularidade de Bové, reduziu sua sentença para quatro meses e meio na anistia do Dia da Bastilha, no mês passado. 
.
Bové vai terminar de cumprir sua sentença em sua fazenda sob vigilância policial. Sob o acordo, ele terá de prestar serviço em uma associação agrícola local. (Como se já não o estive-se fazendo!!!)

.

.

.


Os espelhos deslucen a imagem das mulheres, disse estudo

www.reuters.com.br


Os espelhos de parede a parede nas academias e salões de baile poderiam impedir que as mulheres façam o exercício que devam, já que ao fazer a sua rotina frente a um espelho, desanimam e se sentam cansadas, disseram estudiosos canadenses.


O estudo, publicado na revista
Health Psychology, se enfocou em mulheres jovens que fazem menos de 15 minutos de exercício na semana. 

Assim mesmo, revelou que independentemente de como vêem os seus corpos as mulheres que fazem seus exercícios frente a um espelho se sentiram pior, ou ao menos não melhor, e com menos paz depois de 20 minutos de atividade. 

"Os espelhos fizeram as mulheres mais conscientes de sua figura, pensam em seus defeitos. Coisas como: "
Me vejo gorda, deveria estar mais ativa", disse Kathleen Martin Ginis, autora principal do estudo e professora da Universidad McMaster em Hamilton, Ontário. 

"Quando as mulheres são mais introspectivas, poderiam pensar: 'No sou tão grandiosa' desgraçadamente". 

A pesquisa entrevistou 58 mulheres com idade média de 22 anos, jovens suficientemente para se preocupar com a sua imagem corporal.


As participantes tomaram seu posto em bicicletas fixas e fizeram exercício, frente a um espelho ou com o espelho coberto por cortinas. 

Independentemente de se a participante se sentia bem com seu corpo ou não, o resultado foi o mesmo. As mulheres que não tinham que se ver fazendo exercícios se sentiram mais tranqüilas, mais positivas e mais revitalizadas no final de sua sessão. 

No entanto, Martin Ginis destacou que os espelhos poderiam ser positivos e funcionais. 

"Não quero transmitir a idéia de que devemos tirar os espelhos das academias", disse, destacando que os que fazem exercício com freqüência necessitam ver sua forma ou valorizar se estão usando os grupos musculares corretos durante o treinamento de força.

.

VOCÊ TAMBÉM TEM ESSES DEFEITOS QUE NEM A DA FOTO?

 LIGUE JÁ PARA A EQUIPE DO SDR PERSONAL TREINER!

AÍ TEMMMMMMM!!!

.

.

.

.

OS JORNAIS DOS EUA BUSCAM ALTERNATIVAS PARA A ASSINATURA TELEFÔNICA

.

Pressionados pela má gestão da distribuição, entregas tardias e a entrada em vigor desde julho do registro de não-chamadas com o qual os estadunidenses reclamam seu direito a não ser objeto de campanhas de tele-marketing, os periódicos do país estão sofrendo uma destacada baixa do número de subscrições nacionais.
.
Segundo explica a publicação especializada "
Editor & Publisher" em seu último número, as assinaturas telefônicas eram a principal frente de novas ordens para os meios impressos. Assim a imprensa diária se encontra agora ante uma novo desafio: Obter novos clientes graças a um canal diferente ao do cabo que inventou Alexander Bell (telefone).
.
No obstante, a Comissão de Comercio do Governo dos EUA tem permitido aos meios de comunicação gozar de um status de exceção em relação ao lançamento de campanhas de tele-marketing cujo objetivo foi a captação de novos assinantes. - No entanto, tais exceções tem sido definitivamente eliminadas com o organismo público o que enfrenta a imprensa diária a multas de até 11.000 dólares por chamada.
.
"Não sei como o tele-marketing vai sobreviver neste contexto", denuncia Mark Kubiela, diretor de circulação de especializada "The Morning Herald" e de "The Daily Mail", quem acrescenta que "o tele-marketing segue sendo a maior fonte de novas assinaturas para nosso setor". O ano passado, Industrywide captou telefonicamente a um
39,1% de seus novos clientes, segundo dados preliminares da Associação da imprensa dos EUA. No entanto, para o vice-presidente da companhia David Rounds, estas limitações acabaram frustrando a um setor que obtém a maioria das ordens via telefone.
.
As editoras de imprensa diária nos EUA só estão autorizadas para contatar por telefone a clientes já assinantes, mas a incapacidade para acessar estes
23 milhões de cidadãos assinantes inscritos na lista de não-chamadas, o que realmente assusta aos executivos destas empresas. Alguns asseguram não ver alternativas para esta dificuldade.
.
Mas , segundo informa "Editor & Publisher", há hoje outra boa razão para que os periódicos desestimam do tele-marketing: - Tem o pior índice de retenção.
.
Apesar de tudo, alguns meios de comunicação norte-americanos estão contemplando a possibilidade de burlar a legalidade e aproveitar outras ocasiões para propor telefonicamente a assinatura para sua publicações. A maioria, no entanto, aceita a situação e está planejando novos métodos como são
o correio direto, as  equipes comerciais porta A porta ou a venda em quiosques.

.

.

.

.

Só tem emprego quem sabe ler as cartas do mercado

www.valoronline.com.br (cada dia melhor) - Por Sandra Boccia, de São Paulo
..

Ter um MBA não basta. Falar inglês também não é suficiente. Entender como ninguém os consumidores do seu país tampouco conta pontos decisivos. A alardeada "empregabilidade", um palavrão que nunca esteve tão em voga como agora, passa por uma revolução na qual essas habilidades tornaram-se tão básicas aos executivos como o número do telefone no currículo.

. 

Não fosse assim e as corporações não estariam hoje com mais de 4,5 milhões de postos de trabalho vagos, em nível sênior, e à procura de talentos para preenchê-los. Foi nesse tom aparentemente amargo que o presidente da Genesis Consulting, Ulisses Zago, falou sobre as tendências de emprego no mercado global a um seleto grupo de recrutadores ontem, na Câmara Americana de Comércio (Amcham), em São Paulo. 
.
O discurso só desce com sabor acre, no entanto, na garganta de profissionais que não estão assimilando as novas tendências que despontam neste milênio. A saber: 

  • Velocidade de raciocínio e análise crítica (nem sempre aprendida nos MBAs); 

  • Capacidade de interagir e fechar negócios com diferentes culturas (daí a importância de outros idiomas); 

  • E colocar-se como um profissional global, não circunscrito às fronteiras mercadológicas do seu próprio país (o conceito de 'empresa local' desapareceu do mapa). 

 

Tudo isso permeado por um profundo senso ético e altas doses de motivação. "As empresas não querem mais contratar empregados, mas empresários", sentencia Zago. 
.
O mercado pôs novas cartas na mesa da empregabilidade e cabe aos interessados saber lê-las. Uma vez empresário, o candidato a emprego deve apresentar os atributos inerentes à profissão, a exemplo de uma boa base de contabilidade e finanças, espírito de liderança e domínio do trabalho em equipe.

. 

Saber onde buscar quadros e como gerenciar pessoas entram na lista do que passa a ser pré-requisito básico. Isso explicaria, ao menos em parte, a crescente valorização de profissionais com formação em engenharia, economia e ciências da computação, e a menor presença de administradores de empresas nos cargos de chefia.

.

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

.

SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO, VENDAS E SERVIÇOS SDR

.

o sistema sdr já inclui NO PREÇO o uso em rede ilimitado sem custos extras E não tem taxa de manutenção mensal. a única taxa que o sistema sdr tem, é a anuidade de R$:120,00 para efeitos de suporte e atualização, com vencimento em março de cada ano (2007 bonificada)

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

FONE: 51 3019 2817

.

sistema de representação comercial e vendas

.L

.

.

caso deseje alterar ou cancelar sua assinatura, clique no link a seguir:

ALTERAR ASSINATURA

.

.

ÓTIMO TRABALHO E ATÉ A PRÓXIMA EDIÇÃO!

.

SDR - SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO E VENDAS

MIGUEL PEDRO TERRA VELAZCO

EDITOR DO JORNAL SDR

fone: 51 3019 2817.

.

Clique aqui para nós enviar um e-mail

.

INDIQUE SEU TEMA  ..-  ENVIE-NOS SUA OPINIÃO

.

Av. Caçapava 425 - sala 03 - Petrópolis -  Porto Alegre (RS) - BRASIL cep: 90460-130

 FONES: 51 -  3019 2817  -  FAX 51 3333 3553

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

Como página inicial  Adicionar a Favoritos

Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2007 - SDR