Como página inicial

Sistema de Representação Comercial para Representantes Comerciais

Adicionar a Favoritos

.

JORNAL De REPRESENTAÇÃO comercial sdr - EDIÇÃO Nº 220 - 02.09.2003

.

SDR - SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO E VENDAS

MIGUEL PEDRO TERRA VELAZCO

EDITOR DO JORNAL SDR

fone: 51 3019 2817.

.

Funções do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Testes do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Solcite seu Orçamento

Manual do Sistema de Representação Comercial e Vendas - SDR

Biblioteca dos Jonais de Representação Comercial SDR

Assinatura livre e gratuita do Jornal de Representação Comercial

Contrate os melhores e mais capacitados Representantes Comerciais

Contato com a Equipe do SDR Sistema de Representação

As melhores Dicas sobre softwares livres, Bibliotecas, Links...

FUNÇÕES

TESTE

ORÇAMENTO

MANUAL

JORNAIS

ASSINe

saiba

contato

dicas

.

.

.

.

. ÍNDICE DAS MATÉRIAS DO JORNAL .

.

..DICA DA SEMANA

..CARTAS DE AGRADECIMENTO

..ARTIGO DO PROF. LUIS MARINS - "SÓ UMA POLÍTICA DE CAIXA..."

..CURIOSIDADES, FRASES E IDÉIAS

..ARTIGO DO PROF. MAURÍCIO GOIS - "O PODER DAS 12 TROCAS" 

..REFLEXÃO DO PROF. RICARDO JORDÃO - "TODO ARTISTA FOI PRIMEIRO UM AMADOR"

..ARTIGO DO PROF. JOÃO B. VILHENA - "RH E O ENDOMARKETING"

..PIADAS DA EQUIPE DO SDR

..ARTIGO DO PROF. DAILTON FELIPINI - "QUAL É MESMO O NOME DO SEU  SITE?" 

..FUTURO, TENDÊNCIAS, MARCAS.

..

.

.

.

.

.

.

HOT LINE Indústria e Comercio Ltda

OS MELHORES PRODUTOS DO MERCADO EM TINTAS PARA DEMARCAÇÃO VIÁRIA

.

"Sinônimo de confiabilidade, atendimento, padronização, qualidade, durabilidade, 

estabilidade, assistência técnica e preços competitivos." 
..

A HOT LINE é uma empresa moderna, acostumada a enfrentar o desafio de aliar preço,qualidade e tecnologia em toda a linha de produtos. Este trabalho é fruto de muita pesquisa, experiência e determinação de uma equipe que trabalha coesa, atenta às sucessivas necessidades de seus clientes.

.
A matéria prima é a semente que vai gerar um leque de produtos de alta confiabilidade, por isso, a
HOT LINE efetua testes de qualidade em todos os lotes de matéria prima antes de iniciar seu processo produtivo.

....

.
Selecionamos Representantes

PARA TODOS OS ESTADOS DO BRASIL

.

.

 

..

.

.

.

.

.

.

.

.

" A LENDA DO EL DORADO "

.

.

Não faz muito tempo foi descoberto em uma lagoa de Siecha, em terras de Nova Granada, um pequeno bloco de escultura, que despertou a curiosidade de estudiosos e gananciosos; ao seu induvidável interesse arqueológico se unia a circunstância de ser feito em puríssimo ouro. 

.

Representava, de modo bastante tosco, uma balsa de ouro, sobre a qual se agrupavam até dez pequenas figuras humanas, também de ouro.

.
Pois esta minúscula e rude mostra de uma arte primitiva nos põe em relação com um costume que praticado desde épocas remotíssimas, chegou a alcançar visos de lenda:
a lenda de Eldorado

.
Na aldeia de Guatavitá, encravada no que mais tarde foi Nova Granada, se praticava desde tempos muito remotos um estranho ritual: - Em um dia determinado, um dos chefes do povo desnudava seu corpo e o untava cuidadosamente com uma sustância pegajosa. Em seguida se cobria dos pés à cabeça com uma fina capa de puro ouro moído, que aderia à sua pele, lhe dando um aspecto extraordinário. 

.

Aproximando-se aos seus companheiros, e entre cerimônias, o conduziam as margens do lago próximo e o colocavam em uma balsa. Impulsionavam vigorosamente a canoa até chegar ao centro do grande lago. Naquele momento o "homem dourado" pulava para a água  e deixava que desprendesse de seu corpo aquela esplendorosa e magnífica vestimenta. 

.

Sobre as águas do lago aparecia uma bela mancha dourada, que lentamente se fundia até desaparecer. E os homens regressavam, depois de concluir o seu ritual mágico de oferecimento, que devia atrair os benefícios divinos sobre a aldeia.

.
É de supor a estas misteriosas práticas acompanharia um minucioso ritual que desconhecemos, devido à que, quando os espanhóis tiveram conhecimento pela primeira vez de tal cerimônia (1527), já fazia uns trinta anos que os índios Muysca, de Bogotá, haviam exterminado por completo os pacíficos habitantes de Guatavitá. 

.

A pesar da extensão mística que alcançou a tradição de Eldorado marca do sonho da audaciosa cobiça dos espanhóis, hoje se defende documentadamente a categoria histórica desta narrativa, se bem se admite que, com posterioridade, sofreu deformações e variantes que justificam, por exemplo, a um pouco absurda contração da palavra Eldorado, no lugar de "O homem dourado". 

.

Arrojado de seu lugar de origem, o mito mudou de um ponto a outro, alterando-se e confundindo-se com outros semelhantes. Pouco a pouco, já não era um "homem dourado", e sim uma tribo de ouro. E, finalmente foi um país de sonho: Eldorado

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

" CARTAS DO JORNAL 219 "

MARCOS ROGÉRIO DA COSTA - COSTA E PIRES REPRESENTAÇÕES

QUERO COMPRAR O CD BIBLIOTECA.

Fabiano Gonçalves Peixoto

Olá
Fico feliz em ser incluído na lista de recebimento do SDR, que foi repassado a mim por um colega que também É assinante.
Gostaria de receber o SDR no formato HTML completo para ler sem estar conectado.
Obrigado e Saudações!

FABIO TESTA DE OLIVEIRA
ATUO NA ÁREA DE VENDAS E FUI INFORMADO DO SEU BOM MATERIAL INFORMATIVO.

ÁGATA COMERCIALIZAÇÃO DE MÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS LTDA. - ME.
VI NO E-MAIL DE UM AMIGO E GOSTEI.

WALDEMIR ELIAS GOBBI
ATUO NA ÁREA COMERCIAL, SETOR DE VAREJO É UM PRAZER RECEBER E APRECIAR O TRABALHO DE VOSSA EMPRESA.

NILSON BUSTO
DESEJO RECEBER TODAS AS DICAS DOS JORNAIS TODAS AS SEMANAS.

QUEZIA RAQUEL DO NASCIMENTO
TENHO INTERESSE DE RECEBER SEU JORNAL

REGINA R N SILVA - CRIATIVA TELE-MARKETING
QUERO RECEBER O JORNAL DA SEMANA SOBRE ALGUNS ASSUNTOS ESPECÍFICOS: VENDAS, NEGOCIAÇÃO.

ALCINDO MARTINS LIMA
SOU UM ESTUDIOSO DOS ASSUNTOS RELACIONADOS POR ISSO GOSTARIA DE RECEBER MAIS INFORMAÇÕES

VALDECI SANTANA
ACHO O JORNAL ÓTIMO , GOSTO DE TUDO NELE , E APROVEITO AS DICAS NO DIA A DIA.

..

olá para todos, sejam bem-vindos e muito obrigado pelos comentários, 

aproveitamos todos e aprendemos muito com o que nos revelam. 

.

.

.

.

.

O CÃO caçador

.

Um velho cão caçador, que em seus dias de juventude e fortaleza jamais se rendeu ante nenhuma besta da floresta, encontrou em seus dias de ancião um javali em uma caça. O agarrou pela orelha, mas não pode retê-lo devido a debilidade de seus dentes, de modo que o javali escapou.
.
Seu dono, chegando em seguida, se mostrou muito desgostoso, e grosseiramente repreendeu o cão.
O cachorro o olhou lastimosamente e lhe disse: - Meu espírito está tão bom como sempre, mas não posso me sobrepor as fraquezas do corpo. Prefiro que me elogies pelo que fui, e não pelo que sou agora.
.

.
MORAL: - "Respeita sempre os mais velhos, que já não podem fazer de tudo e deram o melhor de sua vida para o e teu benefício!"
.

.

EQUIPE DO SDR

.

.

..

.

.

.

.

.

.

..

.

.

VOLTAR

.

" SÓ UMA  POLÍTICA DE CAIXA "

.

PODE MANTER EMPRESAS VIVAS

.

SR. PROF. DR. LUIS MARINS - Ph.D

.

DIRETOR DO INSTITUTO ANTHROPOS CONSULTING
.

anthropos@anthropos.com.br  -  http://www.anthropos.com.br

..

..

"Caixa" e somente "Caixa" é o combustível que pode manter as empresas rodando, diz Bill McGuiness no seu livro Cash Rules, que pode ser traduzido para o português como "O Caixa Manda". - Não importa o quanto a sua empresa é lucrativa, vende muito ou tem receitas espetaculares, se você ficar sem "Caixa" você estará fora do negócio.
.
"O fato triste é que a maioria das empresas que entram em problemas são lucrativas quando pedem concordata ou falência" diz o autor. O problema nesses casos não está nos produtos ou nas vendas, mas numa pobre compreensão da dinâmica do "
cash flow" e sua realidade.

.

Muitas empresas conseguem sair do "buraco", mas muitas não conseguem. Boas pessoas. Boas idéias. Produtos de primeira qualidade. Uma boa base de clientes. Uma boa estrutura de pesquisa e desenvolvimento.

.

Para boa parte das empresas, tudo está perfeitamente correto exceto que todas essas pessoas realmente talentosas que fazem a empresa não estavam na "sala de aula" quando o professor ensinou a importância do "Caixa" numa empresa. 

E para se ter um "
caixa forte" são 7 fatores que precisam ser monitorados com cuidado pela empresa:

  • Crescimento de Vendas;

  • Margem bruta;

  • Despesas gerais, administrativas e de vendas;

  • Contas a receber;

  • Contas a pagar;

  • Estoques;

  • Despesas de capital.

O mais importante de todos é, sem dúvida, o crescimento de vendas. É óbvio que há uma conexão direta entre o crescimento ou diminuição das vendas e o caixa na empresa. No entanto, o crescimento das vendas pode ser um misto de alegria e tristeza para a empresa. O motivo é que o crescimento de vendas toma caixa. Quase sempre você precisa investir mais para aumentar vendas e isso poderá fazer crescer suas despesas de vendas.

.

Toda empresa tem um chamada "sustentabilidade do caixa". Se a empresa começa a crescer além da sua "sustentabilidade de caixa" ou desse limite ou limiar, o caixa sofre. O trabalho é calcular, com cuidado, até quando vale a pena crescer sem comprometer demasiadamente o caixa. Se você conseguir atingir esse delicado limite, sem dúvida, a sua empresa poderá crescer indefinidamente. 
.
Assim, é importante a empresa alinhar a medida de performance da empresa à margem bruta mais do que ao volume de vendas. Assim como a estratégia de precificação dos produtos e seu impacto na margem bruta. Assim como o impacto dos canais de distribuição na margem bruta, bem como maximizar o uso de estoques perecíveis e que não possam ser vendidos se a venda não for feita a tempo. 
.
Estamos novamente numa fase de guerra de preços. O desespero bate à porta de nossas empresas e aí reside o perigo. Na ânsia de vendermos, de desovarmos o nosso estoque, cometemos verdadeiras ações suicidas no mercado, através de duas armas mortais para a empresa: desconto e prazo.
.
Tenho visto com grave preocupação, empresas de um mesmo setor encontrarem mercados absolutamente prostituídos através de seus próprios concorrentes. Há uma verdadeira selvageria no mercado que não deve e não pode continuar sob pena de todos sairmos perdendo e perdendo muito.
.
Vale aqui ressaltar que se o momento é de muitos concorrentes, com qualidade semelhante e preços similares, é justamente nesses momentos que conhecemos a verdadeira competência do empresário. No auge da competição temos que usar todos os meios disponíveis de diferenciação de nossa empresa, de criatividade e inteligência, antes de irmos destruindo o mercado, viciando o consumidor, acabando com nossa rentabilidade empresarial, comprometendo o nosso negócio.
.
Há três tipos de empresa numa evolução empresarial moderna: 
.

.
EMPRESAS QUE MAXIMIZAM VENDAS:
Essas são as empresas que estão no primeiro estágio da evolução empresarial. O negócio delas é "
vender" não importando outras considerações. Pensam somente em "participação de mercado" e de fato, vendem muito.
.

.
EMPRESAS QUE MAXIMIZAM LUCRO:
Essas são um pouco mais evoluídas. Já pensam em "
lucro". Querem vender, mas com lucro. Já fazem conta de resultado operacional. Desejam ter lucro e obtém realmente esse desejado lucro. Mas "lucro" é considerado hoje quase uma "ficção contábil" pois ele pode mascarar um crescimento contábil e nem sempre uma ferramenta de crescimento real da empresa. A empresa não compra com "lucro"; não contrata os melhores talentos com "lucro". 
.

.
EMPRESAS QUE PENSAM EM "CASH-FLOW" OU "CAIXA"
Essas são as empresas que chegaram à real evolução empresarial. São as que pensam em "
Caixa" pois sabem que o que uma empresa realmente precisa ter é "Caixa". O resto é filosofia! 
.

.
É importante ressaltar que pouquíssimas empresas chegam a este estágio evoluído da vida empresarial. A maioria fica no estágio n.º 1 (Vendas). 

As que defendem o segundo estágio (Lucro) tem que se lembrar que não pagamos nossa folha de pagamento com "lucro". Pagamos com "Caixa". 

O lucro, na maioria das vezes é puramente ilusório e extremamente massageador do ego de empresários que não querem encarar a verdade dos fatos e da realidade empresarial. 

.

"Lucro" é, na verdade, como já dissemos uma "ficção contábil".
.

  • Carteiras de Duplicatas imensas. 

  • Estoques com giros elevados. 

  • Dependência de capital de terceiros. 

  • Lentidão no encaixe de contas a receber e ativos. 

  • Sistemas de cobrança obsoletos e vagarosos. 

.

Tudo isto faz com que a empresa, embora possa apresentar "lucro", seja inviabilizada nos dias atuais, mesmo com baixa inflação. 
.
O mercado é um "
dado" e nem sempre podemos modificá-lo com ações externas. É um complexo de componentes econômicos que formam a estrutura do mercado mais recessivo ou mais comprador. Nós podemos, entretanto, trabalhar nas políticas e nas estruturas de nossa empresa para enfrentarmos adequadamente situações diferentes de mercado. E essa é nossa obrigação como empresários.
.
A verdade verdadeira é que quanto mais enfrentarmos erradamente o mercado dando descontos excessivos e prazos inadmissíveis, mais estaremos levando o nosso negócio para a bancarrota ao invés de o estarmos salvando como ingenuamente pensam alguns empresários.
.
E a importância de se chegar ao terceiro estágio da evolução empresarial é que somente as empresas que chegarem ao
estágio, (Caixa) poderão chegar ao estágio.

.

O 4º estágio é: - COMPRAR AS EMPRESAS DO PRIMEIRO ESTÁGIO, que só pensaram em VENDAS e não tiveram preocupação séria com o Caixa e estão em profunda dificuldade financeira. Analisem os leitores e vejam se isso é ou não pura verdade!
.
A "
Guerra de Mercado" não poupa ninguém. Todos saímos feridos e muito. Alguns poderão até morrer. Outros poderão ter a ingênua ilusão de vencedores, porém o tempo lhes mostrará que no mercado, só vencerão os que compreenderem totalmente o valor de termos na empresa uma rígida "política de caixa". 
.

.
O conselho para o sucesso de sua empresa é: "Sente no seu caixa"!


.

.

Pense nisso.  Boa Semana. Sucesso!


.

.

SR. PROF. LUIZ MARINS Ph.D..

DIRETOR DO INSTITUTO ANTHROPOS CONSULTING

.

Anthropos Consulting é dirigida pelo antropólogo Prof. Luiz Almeida Marins Filho Ph.D, que estudou os aborígines australianos na Ilha de Bathurst (Austrália) e com larga experiência em projetos no setor privado e público inclusive internacional. - A Anthropos Consulting trabalha com um corpo de consultores do mais alto nível, vários com doutoramento e mestrado no exterior em várias áreas, e com ampla experiência em projetos empresariais de sucesso, contratados para projetos específicos. - A Anthropos Consulting é certificada ISO 9002 pelo BVQI (Bureau Veritas de Qualidade Internacional).

.

 

.

ENTRE EM CONTATO COM O HEAD-OFFICE:

.
Rua Manoel Affonso, 64 - 18090-550 - Sorocaba - SP - Brasil - e-mail: anthropos@anthropos.com.br  

Tel.: +55(15) 3331-7771 - Fax: +55(15) 3331-7772 - http://www.anthropos.com.br 

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

 

"DICAS E CURIOSIDADES" Nº219 DO WWW.SDR.COM.BR

.

.

..

.

QUANDO E POR QUEM FOI DITA ESTA FRASE?
.
"
Não há respeito pelos mais velhos. Os jovens de hoje só querem luxos, são mal-educados, 

desprezam a autoridade e falam de mais em vez de trabalhar." 

.

A frase é de Sócrates, 400 a. C. 

Pois é, as pessoas serão sempre pessoas. As coisas não mudam tanto como se pensa. 

.

.

ÉTICA E Valores

.
Os representantes e funcionários precisam de valores que os auxiliem a guiarem o seu comportamento. Em organizações onde os colaboradores tenham maiores responsabilidades, estes valores vão ajudá-los nos processos de decisão. Em empresas com valores sólidos, eles trabalham em direção aos mesmos objetivos.

.
O problema é que em muitas companhias existe um fosso entre os valores estabelecidos e a prática. "
Façam o que eu digo e não o que eu faço", parece ser uma atitude freqüente. Apesar do desenvolvimento dos valores explícitos da empresa serem relativamente recentes, a sua função não é. 

.

As lideranças sempre traçaram os objetivos que os colaboradores deveriam seguir. Os valores são objetivos que as organizações atuais definem para os seus colaboradores para concretizarem a sua estratégia.

.
E os problemas do passado continuam a registra-se no presente. Para transformar os valores em modelos de comportamento é necessário explicar-lhes por que é que são importantes. Colaboradores que não entendam a sua importância não o seguirão.

.
Por outro lado, explique-lhes como os valores e os objetivos da empresa se relacionam com as suas responsabilidades específicas. Finalmente, deve recompensar os que sigam os valores, porque isso reforça a sua importância.

.
As pessoas não se esforçarão por respeitar os princípios da empresa se virem que o chefe os ignora. Outra armadilha em que não deve cair é a de ser o único gerente que leva os princípios da empresa a sério. Em vez de ser olhado como herói poderá ser apontado como um careta. Certifique-se de que outros gerentes cumpram com a sua missão, sob o risco de lhe comprometerem se assim não o fizerem.

.

.

"É MAIS FÁCIL FICAR AO PÉ DA MONTANHA, QUE ESCALA-LA, MAS A VISTA É MUITO MELHOR LÁ DE CIMA."

.
Confúcio.

 

.

ELES, QUE SÃO BRANCOS, QUE SE ENTENDAM 
..

Foi o começo de uma das primeiras punições que o racismo sofreu, ainda no século 18. Um capitão do regimento queixou-se a seu superior, um português. O capitão reivindicava a punição de um soldado que o desrespeitara. Como resposta, ouviu a seguinte frase: ''Vocês que são pardos que se entendam''. 
.
O oficial ficou indignado e recorreu à instância superior, o 12º vice-rei do Brasil, dom Luís de Vasconcelos (1742-1807). Depois de saber do ocorrido, Dom Luís mandou prender o oficial Português.

  • Preso, eu? Por quê? - estranhou o oficial.

  • Nós somos brancos, cá nos entendemos - respondeu o vice-rei. 

Depois disso, a expressão tornou-se frase feita, dita de forma diferente pelo povo. Ela está registrada em Locuções Tradicionais do Brasil, de Luís da Câmara Cascudo (1898-1986). 

.

.
"A circunstÂncia É A MAIOR arma da coincidência."
.
Haddon Chambers. 
Autor teatral inglês; 1860-1921

.

Como aproveitar as Reuniões

.
Como aproveitar melhor o seu tempo e o tempo dos seus clientes investidos em infindáveis reuniões de negócios ? Veja algumas dicas: 

  • NUNCA, mas NUNCA apareça na sala de alguém sem ter previamente marcado um horário. Marque a reunião e apareça pontualmente na hora marcada. 

  • Prepare uma AGENDA para o encontro. E de preferência envie a agenda para o seu cliente antes de encontrá-lo. Desta forma você dará chance para ele adicionar novos itens a serem discutidos.

  • Foco no CLIENTE. Uma reunião deve ter sempre foco nas necessidades do seu cliente, e não na sua empresa e no produto que você está vendendo. A melhor reunião que você pode ter é aquela onde você aprende sobre todas as necessidades do seu cliente. Somente depois de ter obtido TODA a descrição de suas necessidades, você deve começar a demonstrar como seus produtos/serviços poderiam ajudá-lo.

  • Quebre o gelo. Antes de entrar no assunto, seja educado. Quebre o gelo falando sobre esportes, feriados que se aproximam etc. Não será perda de tempo. É o momento do aquecimento. 

  • Faça anotações. As anotações de uma reunião talvez sejam a parte mais importante do encontro.

  • Tome nota de todas as ações a serem realizadas, coloque prazos para conclusão, e líderes para conduzir essas ações. Mantenha essas anotações em arquivo. Faça follow-up sobre as ações. 

  • Fechamento. Ao final da reunião, separe sempre alguns minutos para as considerações finais, e possíveis datas para a próxima reunião. 

Excelentes habilidades para conduzir reuniões pode separar homens de crianças, e mulheres de garotas. O melhor elogio profissional que alguém poderia receber de um cliente é quando ele diz que a reunião foi excelente e bastante produtiva. Espero que você possa ouvir muitos elogios parecidos ao longo da sua carreira. 
.
Reuniões com você mesmo - Em média um executivo gasta 6 semanas por ano procurando por coisas em meio a seus papéis de trabalho. DICA: - Separe 1 hora do seu tempo 1 vez por semana para limpar a sua caixa e entrada de e-mails. Não tenha medo de marcar reuniões com você mesmo. 

.

.

PROF. RICARDO JORDÃO MAGALHÃES
.PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING

.

.
"A arte de dirigir consiste em saber quando se deve abandonar a batuta para não prejudicar a orquestra"
.
Herbert Von Karajan. 
Diretor de orquestra austríaco de ascendência servo-grega; 1908-1989
.

.

TratE os clientes como pessoas especiais

.

Existe um elemento "SERVIÇO" em todas as atividades executadas por qualquer colaborador, pois, de uma forma geral, todas elas têm impacto na qualidade dos produtos. Na cultura de serviços, todos têm um cliente. Serviço é a arte do profissionalismo. O ingrediente mais importante do serviço profissional é, provavelmente, tratar os clientes como pessoas especiais. Ao prover, de forma consistente, serviços de qualidade, todos lucram:  - Você, o cliente e a sua empresa. Seguem-se algumas regras simples que lhe permitem aperfeiçoar o serviço que presta: 

  • Para o cliente, você representa a empresa - O serviço ao cliente é, em grande parte, uma questão de bom relacionamento entre as duas partes. Desta forma, estabelecer e fomentar a confiança é condição fundamental para um relacionamento de sucesso. Faça perguntas para determinar a necessidade de informações adicionais sobre o seu produto ou serviço. Responda aos seus desejos oferecendo soluções efetivas. Por conhecer o seu trabalho, pode auxiliar o cliente pessoalmente ou encaminhá-lo para alguém mais adequado. Perceber as necessidades dos clientes encoraja-os a voltar.

  • Serviço personalizado - As pessoas reagem imediatamente à imagem que você projeta. Se tratar as pessoas pelo nome, se as elogiar ou lhes agradecer por terem preferido a sua empresa, obterá, certamente, uma reação muito positiva. Os nomes são mágicos. Você poderá obter o nome do seu interlocutor no talão de cheques ou no cartão de crédito, ou apresentar-se, você mesmo, pelo seu nome, o que estimula o cliente a fazer o mesmo. Deve, igualmente, ser sempre sincero: - Os comentários ou argumentos decorados nem sempre dão resultado.

  • Saber ouvir - Todas as pessoas desejam ser ouvidas e compreendidas. Concentre-se no cliente, e não deixe a sua mente divagar. Seja cortês e demonstre, através de pequenos sinais corporais ou de linguagem, que está interessado no que ele tem para dizer. Infelizmente, são muitas as pessoas que vêem os clientes como intrusos inoportunos. Em vez de os considerar como aborrecimentos, trate-os como se fossem eles os responsáveis pelo seu lucro. 

  • Administrar reclamações - Recuperar um relacionamento é muito mais difícil do que estabelecê-lo. Um cliente furioso não é necessariamente um ex-cliente. Admita o erro imediatamente, corrija-o e aprenda com ele. Faça perguntas para esclarecer o problema. Quando descobrir a causa do erro, explique-a ao cliente calmamente, ofereça soluções adequadas ou remeta o assunto para alguém que o poderá efetivamente ajudar. Utilize sempre os formulários de "Ocorrências Comerciais", que lhe permitirão enviar cópia por e-mail para o ciente e representada (nunca trate por telefone, sempre o faça de forma escrita para manter antecedentes). Essa ocorrência sempre estará pendente (vermelho) ate dar a solução (depois passa a cor verde quanto escreve a solução). Depois ela fica guardada no cliente, para você a cada mês pesquisar quantas ocorrências aconteceram, quais os clientes mais atingidos, quais as representadas que mais falharam,  quais os assuntos mais freqüentes que originam essas ocorrências e poder assim determinar mudanças que diminuam essas ocorrências. Nunca use o telefone sem antes ter escrito a ocorrência e ter enviado ela por e-mail, para o Cliente e Representada.

  • Uma boa postura é essencial - Não é o que você diz, mas o modo como fala que determina a imagem que dá aos clientes. Conversando com um cliente, você está a falar principalmente sem palavras. Mesmo que não esteja consciente deste fato, uma postura relaxada ou os braços cruzados transmitem a idéia de aborrecimento ou irritação. Um sorriso, o olhar fixo e a atenção constituem bons exemplos de uma linguagem corporal positiva que cria laços efetivos de confiança. Lembre também também que sua roupa pode ser um diferencial. Não exagere a ponto de usar gravata e nem de andar de tênis.

  • Fazer mais do que é necessário - Um bom profissional de vendas e serviços deverá ser prestativo, atento, manter as suas promessas e conhecer bem os seus produtos ou serviços para poder responder convenientemente a todas as questões que lhe sejam feitas. 

  • Encarar cada cliente como se fosse único - Fornecer serviços na medida de cada cliente, consiste no passo fundamental em direção ao profissionalismo. Para satisfazer as expectativas dos seus clientes, trate-os da forma como você gostaria de ser tratado. Um serviço que adiciona valor para os clientes é fazer algo por eles para além do normal. Entenda sempre omo Cliente, o comprador, seu colegas, os contatos na representada, e treine muito bem sua forma de se relacionar com seus amigos e pessoas do dia a dia, para você estar sempre recebendo retorno de como está sua performance. De nada adianta tratar uma pessoa de seu interesse bem e outra mal. Lembre que você deve tratar bem as pessoas sempre e a todas elas, isso deve ser um ato natural em cada momento.

.

.

.
"Não posso acreditar que me condecorem. 

.

eu acreditava que era necessário conduzir tanques e ganhar guerras."

.

..
John Lennon

Cantor e compositor britânico, membro do grupo The Beatles

.

1940-1980. 
.

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

 

..

.

. " O PODER DAS 12 TROCAS "

.

.
SR. PROF. MAURÍCIO GOIS

.
Consultor, colunista  E PALESTRANTE

 

.
.
.

Para ganhar mais dinheiro em vendas comece agora a fazer estas trocas.

  • Você, como empresário ou empreendedor, está tendo dificuldades em faturar mais? 

  • Acha que está vendendo o almoço para comprar o jantar? 

  • É daqueles que dizem: - Se eu comprar um circo, o anão cresce...?

Ora, pare de reclamar. Tudo vai dar certo, porque você pode ser melhor. Sucesso é apenas uma questão de fazer trocas.

.


1. Troque o de dentro pelo de fora. Não entendeu? É simples: transforme toda sua empresa num campo de batalha pela preferência do cliente. Lembre-se do conselho do velho Peter Drucker: - dentro da organização só existem custos e expectativas. O lucro está lá fora. O empresário burocrata (visão de dentro) sempre será esmagado pelo empresário mercadocrata (visão de fora).

.


2. Troque seus "subordinados" por colaboradores-parceiros-associados, isto é, faça com que seus vendedores comprometidos se tornem clientes; e com que clientes encantados se tornem vendedores que contem para todo mundo que você existe e é excelente.

.

.
3. Troque seus executivos-gerentes por executivos-líderes. É importante "gerir" e "gerar" saídas criativas para seu negócio e, para isso, troque sua equipe de ação fraca por agentes de reação forte e líderes da mudança. É a única saída.

.

.
4. Troque especialistas quadrados por generalistas múltiplos, mas sem perder o foco principal. O especialista fanático só enxerga o que há em seu mundinho. E é triste saber que, de repente, pode acontecer uma terceira guerra mundial e o seu gerente só sabe mexer com relatórios, tabelas e cálculos.

.

. 
5. Troque seu enfoque de curto prazo por um de longo prazo. Faça exercícios de futurologia para "prever" possíveis reações de futuro. Liste os possíveis hábitos futuros de seus clientes. Pergunte sempre:

  • Como será meu negócio daqui a 5, 10 anos? 

  • Não é melhor pensar assim do que ficar apenas corrompido pelo curto prazo? 

  • Ou fazer o trimestre próximo ser melhor que o anterior?

.
6. Troque o ganho de preço pelo ganho de giro. Uma regra esquecida: em tempos turbulentos, é melhor você ganhar no giro do que no preço alto de uma unidade.

.

.
7. Troque objeções por razões para a compra. Faça uma apostila contendo argumentos fortes para se refutar objeções, e treine sua equipe para que responda com empatia. Dificuldades se resolvem com idéias e argumentos.

.

.
8.Troque ameaças mercadológicas por oportunidades de ouro. Seja um gerente de oportunidades, não um oportunista. Para isto desconvencionalize e abra a sua mente para o futuro. A gigante do passado Wester Union recusou uma nova invenção da Bell que "falava" o telefone por julgá-la "sem sentido" (que pena, hem?). Alguns donos de "armazéns da esquina" riram quando surgiram os supermercados. Eles diziam que o cliente queria mesmo é ser atendido pelo dono da loja. Esteja atento: - Ou você aproveita ou cria suas oportunidades, ou fala da crise e se desespera na história. Sem fazer história. - Por fim:

.
9. Troque a dúvida pelo conhecimento.

.

.
10. Troque o desânimo pela iniciativa.

.

.
11. Troque a incerteza pelo planejamento.

.

.
12. Troque a reclamação pela ação.

.

.
Se fizer, agora, essas 12 ações, a vida lhe dará a melhor das trocas que é a do fracasso pelo sucesso e da ansiedade pela paz.

.

.

.

.

SR. PROF. MAURICIO GOIS
.

Consultor filiado ao IBCO - Instituto Brasileiro de Consultores de Organização desde 1985.Para contatá-lo ligue para ( 19 ) 3865 1597 - Site: www.mauriciogois.com.br - mailto:contato@mauriciogois.com.br

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

 

...

.

.... " TODO ARTISTA "

 

FOI PRIMEIRO UM AMADOR

.

PROF. RICARDO JORDÃO

.PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING

....

.

.

http://www.bizrevolution.com.br         ricardom@bizrevolution.com.br.

.
.

“A verdadeira Educação não responde perguntas, provoca perguntas”. 

Autor desconhecido  
.

.

Prezado Amigo (a), 
.

.
Apesar de muitas pessoas classificarem Peter Drucker como o pai da administração moderna, foi Alfred Sloan presidente da General Motors quem realmente inventou e colocou tudo em prática. 
.
Em 1914, movido pela idéia de treinar os engenheiros da GM na arte e ciência da administração de uma empresa e suas pessoas, Alfred Sloan fundou a primeira Escola de Administração de Negócios e logo em seguida o primeiro curso de
MBA (Master Business Administration ou Mestre em Administração de Empresas) da história. 
..
Desde então o capitalismo explodiu e a necessidade de aprender a gerenciar uma empresa cresceu ano após ano. Até que hoje, ao final de 2003, mais de 70 mil pessoas nos Estados Unidos, 15 mil na Inglaterra, 5 mil na França e algumas centenas no Brasil receberão o diploma de um curso que ganhou o seu formato atual em 1925!!!
1925???

.

É isso aí! Há quase 100 anos, Marketing, Produção, Finanças, Recursos Humanos, Economia etc já faziam parte do currículo do atualíssimo e badalado MBA. É claro que algumas coisas evoluíram, mas quanto? 

  • Quantos MBAs possuem a matéria VENDAS? 

  • Quantos MBAs possuem a matéria EMPREENDEDORISMO? 

  • Quantos MBAs possuem a matéria INOVAÇÃO? 

  • Quantos MBAs possuem a matéria TECNOLOGIA? 

  • Quantos MBAs possuem a matéria INTEGRIDADE? Quantos MBAs possuem a matéria BRASIL? 

  • Quantos MBAs possuem a matéria SUA EMPRESA? 

  • É isso aí, quantos MBAs possuem uma matéria que traz o nome da sua empresa e consegue ensinar você e os seus funcionários a crescer e prosperar em uma era de completa transformação? 

Nenhum. 

  • Então porque sentar e deixar que alguém traga respostas a você? 

  • Por que acreditar que TER algo irá ajudar você a SER algo? 

Eu não estou aqui para criticar os cursos de MBA. Eles são excelentes. Eles são excelentes para a finalidade que eles foram feitos. Administrar. Gerenciar. Dar continuidade. Evoluir. Mas isso não será o suficiente. 
.
Trinta dias atrás, o Presidente do BNDES, o único agente financiador de longo prazo do país, afirmou: “Temos algo como
7 bilhões de reais em caixa sem encontrar quem queira tomar empréstimo". 
.
As oportunidades e desafios estão em todos os lugares. O que falta é
CRIATIVIDADE! Criatividade nos Negócios e Coragem para empreender. 
.
Oportunidades não faltam. O maior empregador do Brasil não é o governo, é a empresa chamada
PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS. Essa imensa e crescente empresa individual formada por microempresas e diversas outras formas e formatos que reúne milhões e milhões de brasileiros. Quem está servindo esse mercado? 
.
Faça o
MBA que você quiser mas faça algo mais. Crie o ”MBA SUA EMPRESA” para os seus funcionários! Permita que todos os SERES HUMANOS com os seus conhecimentos variados (e POR FAVOR não apenas de negócios) possam se encontrar com uma certa freqüência para EMPREENDER e encontrar respostas para as perguntas que cada um mesmo deve criar e DEFENDER
.
O amador passa a ser artista quando ele percebe que a imitação é suicídio, a inveja é pura ignorância, e que é necessário deixar de lado os conhecimentos que aprendeu para voltar a ser ele mesmo.
.

.
SEJA  UM  ARTISTA! 

.
.

Nada menos que isso interessa. quebra tudo.
.

.

PROF. RICARDO JORDÃO
.PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING

.

.

.

Ricardo Jordão Magalhães, 34 anos, executivo, palestrante e escritor formado em administração de marketing pela ESPM com extensão em marketing pela Kellogg University nos EUA, possui mais de 12 anos de experiência na indústria de tecnologia em empresas líderes de mercado como Brasoftware e Tech Data Brasil sempre a frente de projetos de marketing inovadores como o Catálogo Brasoftware e as Lojas Brasoftware, além de ser o autor do primeiro web site de comércio eletrônico do Brasil (web site da Brasoftware) em 1996. A frente do marketing da Tech Data é responsável por iniciativas pioneiras como o web site B2B da Tech Data lançado em 1997 - web site vencedor de mais de 15 prêmios nacionais e internacionais -, além de programas de relacionamento, motivação e CRM. Fundador do web site BizRevolution desde 2001 onde procura "Promover idéias que possam ajudar a transformar o país em que vivemos, e de todos aqueles que de alguma forma influenciam a vida de outras pessoas."

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

  

.

" AJUDANDO A ÁREA DE RH A FAZER MARKETING "

.

SR. PROF. JOÃO BAPTISTA VILHENA

.

.DIRETOR
Instituto MVC  M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo

" Coordenador do MBA em Gestão Comercial da FGV "

.

..

.

.

  • Qual é o principal produto da área de RH? 

  • Planos de cargos e salários bem feitos? 

  • Recrutamento e seleção eficientes? 

  • Treinamento? 

 É lógico que não. - Modernamente podemos afirmar que o mais importante "produto" da área de Recursos Humanos é garantir que a empresa possua um conjunto de Talentos Humanos plenamente identificado com a missão e visão da organização e, conseqüentemente, disposto a ajudá-la a atingir seus objetivos com lucro e responsabilidade social.
.
Embora alguns puristas ainda "
torçam o nariz" ao ouvir falar de marketing, nossa experiência tem demonstrado que o seu uso pode ajudar e muito os profissionais da área de Recursos Humanos. Mas, para que isso aconteça, algumas premissas devem ser observadas:

.

  • O endomarketing deve ser considerado parte da gestão estratégica;

  • O processo de endomarketing não pode ser prejudicado por falta de estrutura organizacional ou por ausência de apoio gerencial; 

  • A alta gerência tem que demonstrar, constantemente, um apoio ativo ao processo de endomarketing.

.

As atividades de marketing interno não podem ser implementadas como uma campanha motivacional pura e simples ou como um conjunto de atividades totalmente separadas, sem conexão com objetivos e metas mais amplos, que envolvam toda a organização. Quando isso acontece, o risco de que nada duradouro seja alcançado é esmagador.
.
A capacidade de os funcionários e representantes funcionarem como "
guardiães dos interesses da empresa", ou seja, responsáveis de maneira incondicional pela satisfação dos clientes, independentemente da área em que atuem, depende, em grande parte, do apoio e encorajamento que recebem de seus líderes diretos. Por isso, dizemos que o endomarketing é uma atividade estratégica que envolve todas as categorias de funcionários (na verdade, em alguns casos, deveria focar muito mais a média e a alta gerências).
.
.
O produto do endomarketing
Para fazer que o mercado externo responda positivamente aos estímulos que lhe são dirigidos, a empresa terá que garantir que seu mercado interno funcionários/representantes seja capaz de cumprir as promessas feitas aos consumidores.
.
O esforço interno para que isso aconteça depende de vários fatores, tais como: - Tarefas estimulantes e ambiente de trabalho motivador. Parece-nos, contudo, que o grande desafio é fazer que os funcionários e representantes respondam favoravelmente às demandas da organização em relação ao absoluto compromisso com a satisfação do cliente.

.
As atividades de endomarketing
Não existe uma lista exclusiva de atividades que devam pertencer apenas a um programa de endomarketing. Praticamente, qualquer função ou atividade que tenha impacto, de uma forma ou de outra, sobre a consciência para clientes pode ser nele incluída. É claro que isto advém da noção de que, para ser efetivo, o endomarketing, antes de tudo, tem de se tornar parte da filosofia de gestão dos recursos humanos.
.
Entretanto, atividades típicas de endomarketing podem ser identificadas. A lista a seguir não pretende ser exaustiva. Tampouco distingue atividades a serem usadas no desenvolvimento e manutenção de uma cultura voltada para a qualidade em campanhas de marketing interno. Muitas pertencem às duas situações.
.
.
Treinamento e Desenvolvimento
A falta de compreensão das estratégias da empresa e a inexistência de verdadeiros "
provedores de soluções para os clientes" quase sempre andam juntas, o que se deve em parte a um conhecimento insuficiente do conteúdo de uma estratégia voltada para a plena satisfação dos consumidores.
.
Acreditamos que, em parte, isso é um problema de atitude. Atitudes diferentes ou até negativas têm que ser mudadas. Por outro lado, problemas de atitude normalmente advêm da falta de compreensão dos fatos.
.
O treinamento, em forma de programas internos ou externos, é quase sempre um componente básico necessário a um programa de endomarketing. Três tipos de treinamento podem ser assim incluídos:

  • Desenvolvimento de uma visão holística de como funciona uma estratégia voltada para prestação de serviços e qual o papel de cada indivíduo em relação aos outros indivíduos,

  • funções dentro da empresa e clientes;

  • Reforço de atitudes favoráveis em relação a uma estratégia voltada para diferenciação através da prestação de serviços; 

  • Desenvolvimento e reforço das habilidades de comunicação, vendas e interação inter e intradepartamental.

  • O treinamento, junto com a comunicação interna, constitui a ferramenta predominante do gerenciamento do endomarketing.


Apoio das lideranças e comunicação
Os programas de treinamento não são o bastante em um programa de endomarketing. Para que se obtenha continuidade do programa, o papel da alta gerência, das gerências de nível médio e dos supervisores é de suma importância.
.
O suporte por parte das lideranças pode se dar de várias maneiras:

  • Continuidade ao programa formal de treinamento por meio de ações gerenciais cotidianas.

  • Encorajamento ativo dos liderados como parte das tarefas cotidianas da liderança.

  • Envolvimento dos liderados no planejamento e na tomada de decisão.

  • Feedback aos liderados e fluxo de informações e comunicação nos dois sentidos, nas interações formais e informais.

  • Estabelecimento de um clima aberto e encorajador.

O apoio das lideranças e a comunicação interativa interna são ferramentas predominantes do aspecto de gerenciamento de atitudes no endomarketing, mas são também, é claro, ingredientes-chave no gerenciamento da comunicação.
.
.
Comunicações internas de massa e apoio de informações
A maioria dos gerentes e supervisores compreende que existe a necessidade de informarem a seus subordinados sobre as novas estratégias orientadas para os serviços e as novas formas de se desempenharem nas interações comprador / vendedor. O desafio é: - Como fazer que seus liderados compreendam e pratiquem as novas estratégias, tarefas e maneiras de pensar?
.
Em algumas organizações a área de RH já vem contando com o apoio de agências de propaganda e promoções, especializadas em campanhas para público interno, que funcionam como valioso auxílio na hora de produzir vários tipos de material de suporte (recursos audiovisuais, material escrito, folhetos, revistas internas).
.
.
Ferramentas de administração de pessoal e gestão de recursos humanos
É essencial conquistar e manter o tipo adequado de funcionários e representantes na empresa. As descrições de cargo, os procedimentos de recrutamento, o plano de carreira, salário, prêmios e benefícios indiretos, assim como outras ferramentas da administração de pessoas, devem ser utilizados pela organização de forma tal, que as metas do endomarketing sejam atingidas.
.
Nenhuma dessas tarefas é nova. Entretanto, são com freqüência utilizadas de forma passiva, mais como procedimentos administrativos do que como ferramentas ativas de marketing para alcançar os objetivos internos. Além disso, as implicações do marketing externo nessas tarefas são freqüentemente negligenciadas, ou por questões de "
eficiência de custo", ou porque a gerência não está simplesmente consciente delas. Devido à abordagem gerencial tradicional, a maioria dos empregados são apenas considerados custos e não recursos geradores de receita.
.
.
Comunicação externa de massa
Os efeitos internos de qualquer campanha ou atividade de comunicação externa de massa são raramente reconhecidos em sua totalidade. Entretanto, os empregados quase sempre formam um público-alvo muito interessante e responsivo a campanhas publicitárias, lançamento de novos produtos e serviços e ações promocionais.
.
A pesquisa interna pode ser utilizada para descobrir, por exemplo, atitudes dos funcionários e representantes em relação a determinada campanha publicitária ou apelo promocional. Devemos nos lembrar de que a primeira "
grande venda" é aquela que fazemos dentro de casa, para os nossos colaboradores, que deverão sustentar as promessas que fazemos ao mercado.
.
.
Como implementar uma estratégia de endomarketing
Ao planejar e implementar uma estratégia de endomarketing, algumas diretrizes devem ser observadas. Antes de tudo, o foco do endomarketing deve ser reconhecido e totalmente aceito pelas lideranças. Os funcionários e representantes sentem que as lideranças os consideram importantes quando lhes é permitido participar do processo; tanto no processo de pesquisa interna, quanto no planejamento de seus ambientes de trabalho, nas metas e escopo de suas tarefas, nas rotinas de informação e feedback e nas campanhas externas. Quando os funcionários e representantes compreendem que são capazes de se envolver na melhoria de algo que lhes é importante, ficam dispostos a se comprometer com o negócio e com a estratégia de endomarketing.
.
Entretanto, nunca deve ser esquecido o foco externo da estratégia e de qualquer programa de endomarketing. A melhoria do ambiente de trabalho e das tarefas dos colaboradores, é claro, constitui um objetivo importante em si mesmo. No entanto, o principal foco do endomarketing recai sobre o impacto de cada funcionário e representantes no marketing externo. O objetivo primordial é o de melhorar a consciência para serviços e clientes e portanto, em última análise, as habilidades de marketing interativo e o desempenho do marketing externo pelos funcionários e representantes. Conseqüentemente, o foco interno e o externo do endomarketing caminham lado a lado.
.
O endomarketing tem que envolver e começar pela alta gerência e também incluir gerentes de nível médio e supervisores. Um suporte contínuo da gerência não apenas "
da boca para fora" é fundamental para o desenvolvimento competente do processo.

.

..

.

SR. PROF. JOÃO BAPTISTA VILHENA
.
DIRETOR
Instituto MVC M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo

.

Diretor do MVC – Instituto M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo, vinte e dois anos de experiência nas áreas de Gestão Estratégica, Planejamento Estratégico de Marketing, Vendas Consultivas, Logística & Distribuição, Marketing de Serviços, Negociação e Influência. Mestre em Administração pela FGV e pós-graduado em Marketing pela ESPM/RJ. Nos últimos 3 anos realizou trabalhos de consultoria e treinamento para ATL, Brazshipping, Companhia de Cimento Votorantim, Deca, Embratel, Fertimport, Furnas, Globosat, Kepler & Weber Industrial, Michelin, Nestlé, Perdigão, Petrobrás, Riônibus, Sebrae, Siemens, Telefônica Empresas, Telemar, Varig, Xerox, Tim e Unimed. É coordenador técnico dos MBA em Gestão Comercial e do MBA em Gestão Estratégica de Serviços e professor da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro nos seguintes cursos de pós-graduação: Gestão de Saúde, Gestão Empresarial, Logística Empresarial e Marketing.

Co-autor dos livros: Gestão Social: metodologia e casos e Gestão de Marketing , publicados pela Editora FGV, é responsável por coluna mensal sobre Marketing na revista Conjuntura Econômica (FGV) e publica regularmente artigos e resenhas nas revistas Case Studies (IBMEC), Gestão Cooperativa, Venda Mais , Rhumos, Insight MVC. Em 2002 lançou pela COMMIT os vídeos : Como Vender se o Cliente Está Fugindo de Nós e Liderança Estratégica em Vendas. Está terminando o livro Negociação e Influência em Vendas (título provisório). Na área de ensino à distância, através do MVC/Mentor, produziu os programas de E-Learning sobre Vendas Consultivas e Negociação Comercial, ambos disponíveis no mercado. (BASE BH)
.

Contatos: 11 3171-1645 / 3285-2438 - costacurta@institutomvc.com.br  (Luiz Augusto Costacurta) (SP) ou 21-2518-2321 - mvcmt@uninet.com.br  (Maria Teresa) (RJ) - www.institutomvc.com.br 

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

PIADAS DO JORNAL "DICAS DA SEMANA" Nº220

......

PIADA DE COR AZUL = LINDINHAS
PIADA DE COR ROXA = PICANTES
PIADA DE COR MARROM = POLÍTICA
PIADA DE COR VERMELHO = PAHH
PIADA DE COR VERDE = ENJÔO!
PIADA DE COR PRETO = FEIA

Uma criança mirando extasiado o cachorro fila que tinha ganho do Pai pergunta: 
- Ele é para mim ou eu para ele?...

Muito nervoso, o cliente grita: - Garçom, essa sopa está com gosto de inseticida!
O garçom responde, inconformado: - Cliente nunca fica satisfeito! Quando tem mosca, reclama. Quando a gente toma uma providência, reclama também!

Um camponês chega no bar de um povoado e deixa amarrada à árvore a cadela que trazia com ele. No mesmo instante todos os cachorros dos arredores se aproximam e se armou uma tremenda briga para tentar conquistar a cadela.

Ao ver o que acontecia um policial vai ao bar e pergunta de quem é a cadela, o camponês que estava agarrado em uma garrafa, diz que é dele. 

O policial avisa que a cadela está quase pendurada ao que o camponês responde que é impossível, por que a deixou amarrada rente ao chão. 

Tentando ser mais claro o policial diz que a cadela está no cio ao que o bêbado lhe diz que não é verdade por que ele nunca deu motivo para ela sentir ciúmes.

Armando-se de paciência o policial diz que a cadela está quente demais, mas o bebum diz que não pode ser porque a deixou amarrada na sombra.
Finalmente cansado de tratar de fazer entender a situação, o policial lhe diz: - Escuta aqui, a sua cadela quer ter relações sexuais.

- Vai em frente policial, lá em casa sempre quisemos ter um cão policial!

Dois baianos conversam no bar: - Meu rei, dá pra você me dizer se o meu zíper ta aberto?
Oxente, mas por quê? Você vai querer que eu abra, é?
Fala logo, rapaz... Ta aberto ou não ta?
Tá não...
Ah, então eu vou deixar pra mijar amanhã...

No final da aula, a professora pede a todas as meninas que fiquem na sala porque quer dizer algo: - Olhem meninas! Recebi muitas queixas dos seus pais, em função do Joãozinho ser muito boca suja e malcriado e é provável que amanhã ele diga alguma das suas grosserias. Por isso, vou pedir que, para evitarmos problemas, quando ele disser algo que nos pareça grosseiro, todas vocês se levantem imediatamente e saiam da aula.
Todas concordaram com o plano. No dia seguinte pergunta a professora: - Fizeram a redação que eu pedi? Primeiro você, Anita: - Perto da minha casa estão construindo um supermercado. Assim, a minha mãe não necessita andar tanto para ir as compras.
- Muito bem Anita!. Sim, Raul, diz você.
- Perto da minha casa estão construindo uma fábrica de móveis. Assim, como o meu pai e carpinteiro ele vai poder trabalhar mais perto de casa.
- Excelente, obrigado Raul.
Nisto o Joãozinho levanta a mão. Diz a professora: - Ai meu Deus!, Fala Joãozinho.O que estão construindo perto de tua casa?
- Perto da minha casa estão construindo um bordel.
Imediatamente todas as colegas do Joãozinho se levantam e ele diz: - Calma suas putas.... que ainda não abriu.....

Um médico veterinário foi enviado a uma comunidade, neste lugar havia uma bela mulher que não podia conquistar, as outras todas já havia se relacionado, dias depois de haver se dado por vencido de conquistar ela e de forma inesperada apareceu a mulher batendo na sua porta e de maneira desesperada lhe pergunta em que pode servi-la ao que ela diz: - Quero que cure a minha vaca amelia.

- Então vai a tua casa toma um banho e venha ao meu quarto.

- Mas não sou eu que estou doente e sim a minha vaca.

- Existem dois meios de curar, o primeiro é no animal e o segundo é por intermédio do dono e desta vez vai ser pelo segundo método.

Maria volta 15 minutos depois toda cheirosa, o médico a faz sentar em sua cama e em seguida vai tirando a sua roupa, com seu instrumento começa a roçar os lábios dela, dizendo:- pela  beira, pela beira para que se cure tua vaca camelia, mas depois de cinco minutos a mulher com a perseguida toda molhada suplica: - Ai doutor mas no meio, mas no meio, mesmo que para a vaca não tenha remédio!

Um casal de namorados vai ao cinema. Enquanto estavam vendo o filme, a moça começa a pegar na mão do namorado, ao que ele pergunta: - Meu amor olhe para a direita tem alguém?

- Não meu amor não tem ninguém.

- Olhe para a esquerda tem alguém?

Já emocionada ela diz.

- Não meu amor não tem ninguém!

- E atrás tem alguém de nós?

- Não amorzinho não tem ninguém...

- E em frente te alguém?

- Não querido, não tem ninguém...

- Então foi você que soltou esse pum fedorento!!!

Jesus estava crucificado e maldizia os romanos, filhos da puta, cães malditos, tirem-me desta merda. De repente São Pedro lhe diz:- Mestre estão chegando os jornalistas, então Jesus muda de atitude e começa a dizer:- Pai perdoa-os porque não sabem o que fazem...

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.. " QUAL É MESMO O NOME DE SEU SITE? "

.

.
SR. PROF. Dailton Felipini

Consultor

. 

Mestre  em  Administração  pela  Fundação  Getúlio  Vargas. 

Professor de Gestão de Empresas Ponto-com na Universidade Ibirapuera 

Editor dos sites:  www.e-commerce.org.br    e    www.abc-commerce.com.br  .

...

..

Por mais que tente, não consigo deixar de olhar para as coisas da Internet com olhar crítico. Dias atrás, trafegava pelas plácidas e calmas avenidas de São Paulo, quando fui ultrapassado por um furgão de entrega de flores de uma empresa da Internet. 

.

O nome do site em letras garrafais me lembrou da necessidade de enviar flores para alguém justamente naquele dia. Ao chegar ao escritório e entrar na Internet, tentei várias vezes digitar o nome correto do site e não consegui. Após várias tentativas, desisti e procurei uma floricultura qualquer no mecanismo de busca, o que resolveu meu problema, mas não resolveu o problema da empresa que perdeu uma venda. 

.

Somente mais tarde, me deparei novamente com o nome fujão, que era composto de palavras em inglês, no plural e com letras dobradas. A empresa acertou em cheio ao divulgar o nome do site em destaque no furgão, mas infelizmente não havia escolhido um nome fácil de memorizar. Fico imaginando quantas pessoas não vêem um anúncio de passagem e depois não conseguem se lembrar do endereço pela dificuldade de memorização daquela palavra. 
.
Na mesma semana, recebi uma carta de uma empresa de saúde, comunicando a implantação de diversos serviços de suporte ao cliente em seu site. Registrei a preocupação correta da empresa em transferir serviços para internet e utilizar com mais ênfase todo o potencial desse canal, mas o nome do site... Veja só: “http://www.sulamericasaudeonline.com.br”!

..

Haja fôlego para pronunciar o nome completo. Evidentemente não há necessidade de um nome assim tão extenso, é um convite para dificultar a vida do visitante potencial do site. 

Igualmente problemático, é um nome curto mas que não diz absolutamente nada. Veja estes: “
jlm.com.br”, “jlc.com.br”. “jlv.com.br”. São exemplos reais do uso de siglas para dar nomes a empresas, prática disseminada no Brasil e que contagiou também os endereços na Internet. Uma dessas empresas faz comunicação visual, outra constrói casas e por aí vai. 

.

Até prova em contrário são empresas competentes, mas você saberia identificar qual nome pertence a quem, ou lembrar-se desses nomes? Para saber a resposta faça o seguinte teste: - Quando terminar de ler esse artigo, daqui a poucos segundos, tente escrever os nomes que acabei de divulgar.

.

Talvez o nome represente as iniciais dos sócios, ou da razão social, mas isso não faz nenhum sentido para o cliente potencial, apenas dificulta sua memorização. 

.

É muito difícil construir uma marca em cima de nomes que não dizem nada. E se estiver passando pela sua cabeça o exemplo da marca IBM, esqueça. A empresa tem um século de existência, foi durante anos a rainha absoluta e onipresente na fabricação de computadores e já investiu incontáveis milhões de dólares para tornar essas 3 letras conhecidas. Não é o caso de 99,99% das empresas nascidas em meio a um oceano de marcas e nomes e que não possuem tantos recursos assim para investir em divulgação. 
.
Uma marca é a presença de sua empresa na mente do consumidor. Uma boa marca vai facilitar a comunicação, a memorização e a associação de coisas boas que a sua empresa pode oferecer. Por outro lado, um nome ruim implica a necessidade de mais investimento em divulgação para atingir o resultado esperado. 

.

Agora, se a marca é importantíssima na comunicação com o consumidor, mais importante ainda é o domínio que além de ser a sua marca na Internet, será digitada, letra por letra pelo seu cliente potencial. Ela é a senha que coloca o seu cliente potencial dentro de sua empresa e se ele errar uma letra, nem sempre terá paciência para ficar procurando seu site. Vale a pena se preocupar com isso. 
.
E mesmo para quem já possui um bom domínio registrado, cabe uma sugestão. É muito fácil registrar um domínio similar ao de sua empresa com apenas uma pequena letra a mais e é também muito fácil, hoje em dia, registrar um domínio exatamente igual ao de sua empresa com a extensão “.com”. 

.

A dica é: faça isso você mesmo antes que outros o façam. Registre o seu domínio também com a extensão “.com” e registre domínios similares ao seu. O investimento é ridículo se comparado ao risco evitado. Em nosso site, você encontra mais informações e indicações de livros sobre o assunto..

.

.

.

SR. PROF. Dailton Felipini

Consultor

...

Dailton Felipini é Mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas. 

Consultor e Professor de Gestão de Empresas Ponto-com na Universidade Ibirapuera. 

.

.

Editor dos sites:

www.e-commerce.org.br   -    dailton@e-commerce.org 

.

 www.abc-commerce.com.br  -  dailton@abc-commerce.com.br

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

JORNAL DICAS DA SEMANA DO WWW.SDR.COM.BR Nº220 ...

.

.

FUTURO - TENDÊNCIAS   IDÉIAS - PENSAMENTOS

. .

.

Conheça a sua concorrência

.
Todo empreendedor adora vencer a concorrência. Mas a verdade é que a maioria dos empresários e executivos estão repletos de coisas a fazer para ter tempo de pensar no que a concorrência está fazendo. 

E para ser sincero com você, hoje em dia não existe desculpas para você não aprender sobre a sua concorrência. Basta sentar na frente de um computador com acesso a internet, e bum! Um mundo de informações e conhecimentos sobre os seus concorrentes e o que eles estão fazendo aparecerá na sua tela. 

Você não tem internet? Aqui vão outras idéias sobre como você poderia aprender sobre a sua concorrência. 

Vá as compras. Por exemplo, vá até a loja onde o seu produto está sendo vendido e confira como ele está posicionado em relação a concorrência. Se você trabalha com serviços, experimente comprar do seu concorrente. Ligue para ele, visite a empresa dele. Peça para um membro da sua equipe – quando possível - para realmente comprar um produto ou serviço no seu concorrente. 

Assine a revista ou jornal da sua indústria. E leia-o por
INTEIRO. Da capa a contra-capa! Eu vejo uma pilha de jornais e revistas que não são lidos nas mesas das pessoas... Os jornalistas já são muito bem pagos para selecionar os artigos... portanto, LEIA

Compareça a eventos organizados pelos seus fornecedores. Sair do seu escritório de vez em quando e encontrar os seus concorrentes é fundamental. 

Compareça ao principal evento da sua indústria pelo menos uma vez por ano. Você talvez associe esses eventos a uma total perda de tempo. Pense novamente. Andar pelos corredores e prestar atenção as novidades que
TODOS estão trazendo e como estão oferecendo pode revitalizar o seu negócio. 

Pesquise os seus clientes. Pergunte a eles o que eles gostam e não gostam sobre a sua empresa. Faça as perguntas certas, e note que eles vão dizer muitas coisas sobre você. Ofereça um desconto ou brinde àqueles que participarem da pesquisa. 

Converse com analistas e consultores que trabalham na sua indústria. Convide formadores de opinião, jornalistas, clientes, fornecedores para simplesmente conversar sobre a indústria e os negócios. Pergunte como eles vêm você e como eles vêm a sua concorrência. 

Leia revistas e jornais de negócios. Envie artigos ou determine uma pessoa na sua equipe para selecionar e manter toda a empresa informada sobre os fatos e idéias mais relevantes para o seu negócio. 
.

Aprenda sobre a sua concorrência!   

.

.

PROF. RICARDO JORDÃO MAGALHÃES
.PRESIDENTE, FUNDADOR E SEU AMIGO

BIZREVOLUTION CONSULTORIA DE MARKETING

.

.

Na relação com os clientes

.
Trate todos os clientes como sendo iguais. Todos somos iguais, mas um é diferente do outro. Todos os clientes gostam de pensar que o serviço é feito à sua medida, quanto mais individualizado for o serviço, maior será a satisfação do cliente. O atendimento deve ser personalizado, mas de acordo com as necessidades dos clientes e não em função da sua simpatia ou poder. Nunca deverá haver exceções a este princípio.

EDUQUE OS CLIENTES. Quando os clientes não compreendem as condições particulares sob as quais a sua equipe trabalha, fazem exigências desmedidas. São pedidos que a eles lhes parecem razoáveis, mas que estão muito além da capacidade de resposta dos seus colaboradores. Se apenas lhes disser NÃO,corre o risco de pensarem que não está querendo dar resposta às suas exigências. E este ciclo de pedido e rejeição torna-se tão vicioso que prejudica a relação. Educar os clientes é um processo que depende da construção de uma boa relação entre as partes. Faça uma parceria, em que as partes assumem a responsabilidade pelo sucesso de ambas. Isso pode envolver, por exemplo, o convite para que o cliente participe nas sessões de planejamento do seu grupo de trabalho.

Outros erros:

  • Ignorar os clientes.

  • Ignorar e substituir a opinião dos clientes pela sua, que considera mais válida.

  • Não permitir que os seus trabalhadores lidem com os clientes.

  • Não observar a mudança das necessidades dos clientes.

  • Recusar-se a colaborar com os clientes.

  • Ignorar e não atender os fornecedores.

  • Não ser um bom cliente, cooperando com os fornecedores.

.

.

VÍRUS E BOATOS...

.

Já não era suficiente sermos infetados por vírus que agora temos idiotas que nos avisam falsamente que estamos infetados. Imaginem o medo...

.

Poderão receber um e-mail lhe informando que seu computador está infetado com o vírus W32/Sobig.F e que deve corrigir o problema urgente. Quais as medidas nesse caso se você está com seu anti vírus atualizado?

.

Em princípio como SEGURO NÃO VÁ PRESO, você deve baixar este aplicativo de nome: - FixSbigF.exe e clicar nele  depois de baixar para executar a limpeza. Se houver vírus, ele detectará e retirará do seu sistema. Se não houver, você estará mais tranqüilo/a sem duvida. Pode demorar uns 2 minutos para verificar todos os sistemas e nem precisa digitar nada, apenas clicar que ele sozinho fará a varredura.

.

Este aplicativo de limpeza foi lançado pela Symantec de forma gratuita, para ajudar a eliminar o vírus ou a dúvida (Muito obrigado dona Symantec em nome de todos nós).  - Ele já faz parte dos arquivos de "programas Livres" que estão na sua página neste endereço: - https://www.sdr.com.br/downloads.htm, por isso quando precise dele é só ir pegar lá.

.

SUA EQUIPE DE PLANTÃO E SUPORTE DO SDR

.

.

SUPERANDO obstáculos

.
Todo Representante Comercial ou Profissional de vendas, enfrenta obstáculos criados pelos clientes. Os mais comuns são: 

  • muito caro 

  • estou satisfeito 

  • não vai ao encontro das minhas necessidades 

  • não está dentro do nosso orçamento

  • já tivemos uma má experiência com essa empresa 

Os Representantes e vendedores podem superar estes obstáculos através das seguintes medidas:

  • Neutralização. Após a primeira objeção, a reação deverá ser o silêncio por alguns segundos, o tempo necessário para pensar na resposta adequada, em vez de uma resposta instintiva, que pode ser pouco apropriada ou contraproducente. Ao mesmo tempo, mostra que está interessado em apresentar uma solução e não em disparar a primeira FRASE-FEITA que lhe vem à cabeça. Por exemplo, se um cliente afirmar: - "Sua empresa é muito grande para me dispensar a atenção necessária", você deve responder concordando com o conceito: - "Receber a atenção e feedback é certamente importante". Depois, deve direcionar a conversa para vantagens fundamentais que a venda trará ao cliente, ganhando assim o controle da conversa.

  • Colocação de questões. A utilização de perguntas é outra forma de contornar as objeções. Por exemplo, se um cliente diz: - "Estou satisfeito com o meu fornecedor habitual porque me oferece bom serviço a bons preços", você pode começar por concordar com o assunto e depois acrescentar uma pergunta: - "E nessa área, o que é que pretende?". -  Assim que o cliente começa a responder, a objeção fica para trás e estabelece-se o diálogo que se pretendia.

  • Eliminar os obstáculos. Se os primeiros passos não funcionarem, terá que dar solução às principais objeções. As interpretações erradas podem ser esclarecidas, o ceticismo pode ser superado se identificar os receios do cliente e provar que a sua palavra é verdadeira e, para superar as desvantagens legítimas, você deve dar relevo às vantagens dos produtos que superam as desvantagens legítimas mencionadas pelo cliente.

 

.

" NOTÍCIAS "

.

ESTA É PARA OS QUE GOSTAM DE MARKETING BEM PENSADO!

Mochilas de ladrões, camisas criadas por traficantes e tênis feitos por assassinos estão transformando o trabalho penitenciário em moda na Alemanha. "Haeftling" ("cativo", em alemão) é a nova grife para uma linha de roupas e acessórios fabricados pelos presidiários da penitenciária Tegel e os artigos são adorados pelo público. Uma camisa listrada que o presidiário Matthias Meyenberg costurou dentro de sua cela imita o modelo usado antigamente pelos presos, mas agora são as pessoas comuns que estão comprando online, disse Meyenberg, 38, que cumpre pena por narcotráfico. "Os produtos são engraçados e um pouco ousados." 

Meyenberg está separado das "fashion victims" por pesadas portas de metal, um muro altíssimo de mais de 1 quilômetro, torres de vigilância e muito arame farpado. "Não há muitos empregos aqui e eu prefiro costurar do que olhar para a parede da cela". Cerca de
60% dos presos na penitenciária de Berlim têm emprego, disse o diretor Ulrich Fehlau, idealizador do projeto. Ele espera que 50 novos empregos possam ser criados na Tegel, que tem 1.650 presidiários, caso as vendas de roupas continuem decolando. Os presos costuram suas próprias roupas desde 1898, vendendo alguns itens para o público, mas a tendência cresceu quando o marqueteiro Stephan Bohle viu os produtos e gostou. Ele criou então um site na Internet www.haeftling.de , que vendeu 1.500 artigos na primeira semana de funcionamento. Os tênis, camisetas e calças de design contemporâneo saem por entre 25 e 100 euros. Os artigos vendidos estão ajudando os prisioneiros a fazer um pé de meia e a prisão a fazer reformas e adquirir equipamentos. www.terra.com.br 
.

.

.

.

Aeronáutica investiga sabotagem em Alcântara
Os oficiais da Aeronáutica que investigam as causas da explosão do Veículo Lançador de Satélites (VLS-1), na Base de Alcântara, no Maranhão, estudam a possibilidade de sabotagem como uma das causas mais prováveis do incêndio ocorrido no último dia 22. Nenhuma atividade de risco estava programada na data da tragédia. Onze engenheiros e dez técnicos morreram na explosão. Em São Luís, agentes inspecionaram hotéis e se surpreenderam com o grande número de estrangeiros, principalmente norte-americanos, hospedados na cidade na semana do acidente. De acordo com a revista Istoé, pelo menos oito deles estão sendo investigados. Conforme a revista, a tragédia de Alcântara está entre os maiores acidentes do mundo em perdas humanas, quando se compara com outros desastres ocorridos nos projetos espaciais de todo o planeta. Nos últimos 6 anos, essa foi a 3ª tentativa fracassada de mandar ao espaço o VLS

.
Nas duas primeiras, em 1997 e 1999, os foguetes saíram do chão, mas foram destruídos em pleno vôo, por falhas de propulsão. Dessa vez, o incêndio ocorreu no interior da plataforma, três dias antes da data programada para o lançamento. Em tese, não havia naquele instante nenhuma atividade de risco. As equipes faziam ajustes finais de equipamentos e instalavam câmeras de vídeo para registrar o lançamento. O desafio agora é descobrir por que um dos quatro propulsores começou a funcionar sem que houvesse qualquer ação para isso. Oficialmente, a hipótese de sabotagem é considerada remota. Na prática, porém, entre oficiais da Aeronáutica, é uma das mais prováveis causas do incêndio. De acordo com a IstoÉ, na semana da tragédia, todos os equipamentos do VLS foram testados e vistoriados. Tudo estava em ordem. O problema é que, depois da fornalha, sobrou pouco para ser periciado. Por isso, a orientação é conduzir as apurações de fora para dentro do VLS. 

.

.

.

.

Farmácias holandesas começam a vender maconha

Os holandeses com enfermidades graves poderão comprar maconha nas farmácias de maneira totalmente legal a partir desta semana. A única exigência é a apresentação de uma receita médica. O Ministério holandês da Saúde, encarregado da administração médica da maconha, começou hoje a fornecer a droga às farmácias, que poderão começar a vendê-la a partir de amanhã ou quarta-feira. Conforme o porta-voz do Ministério, a maconha atua positivamente para neutralizar certos efeitos secundários da quimioterapia e da radioterapia administradas aos enfermos de câncer, diminui os sintomas da esclerose múltipla e tem ainda efeitos favoráveis para os enfermos de aids e de problemas nervosos crônicos.

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

.

SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO, VENDAS E SERVIÇOS SDR

.

o sistema sdr já inclui NO PREÇO o uso em rede ilimitado sem custos extras E não tem taxa de manutenção mensal. a única taxa que o sistema sdr tem, é a anuidade de R$:120,00 para efeitos de suporte e atualização, com vencimento em março de cada ano (2007 bonificada)

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

FONE: 51 3019 2817

.

sistema de representação comercial e vendas

.L

.

.

caso deseje alterar ou cancelar sua assinatura, clique no link a seguir:

ALTERAR ASSINATURA

.

.

ÓTIMO TRABALHO E ATÉ A PRÓXIMA EDIÇÃO!

.

SDR - SISTEMA DE REPRESENTAÇÃO E VENDAS

MIGUEL PEDRO TERRA VELAZCO

EDITOR DO JORNAL SDR

fone: 51 3019 2817.

.

Clique aqui para nós enviar um e-mail

.

INDIQUE SEU TEMA  ..-  ENVIE-NOS SUA OPINIÃO

.

Av. Caçapava 425 - sala 03 - Petrópolis -  Porto Alegre (RS) - BRASIL cep: 90460-130

 FONES: 51 -  3019 2817  -  FAX 51 3333 3553

.

.

Sistema de Representação para Representantes Comerciais

Como página inicial  Adicionar a Favoritos

Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2007 - SDR