VOLTAR

.

" COMO SE FABRICA UM VENCEDOR! "

....

.
SR. PROF. MAURÍCIO GOIS

.
Consultor, colunista  E PALESTRANTE

..

.

Consultor filiado ao IBCO - Instituto Brasileiro de Consultores de Organização desde 1985.Para contatá-lo ligue para ( 19 ) 3865 1597

.

 http://www.mauriciogois.com.br    -    mailto:contato@mauriciogois.com.br  

.

De que é feito uma pessoa vencedora? É possível se fabricar uma? Com que matérias-primas? Que fatores de sucesso separam pessoas comuns das incomuns, ou as 'ordinárias' das 'extraordinárias', ou as reativas das proativas? Por que algumas pessoas chegam lá rápido enquanto outras passam a vida apenas tentando? 

Bem, se você quiser pertencer ao seleto clube dos bem-sucedidos vá pelos caminhos dos vencedores. São os seguintes: 
.

.
1. VENCEDORES OUVEM SUA VOZ INTERIOR E FAZEM O QUE GOSTAM E GOSTAM DO QUE FAZEM:
Ora, essa é o primeiro degrau da escada do Sucesso. Se você gosta do que faz, você não se estressa e faz bem feito. Felicidade é você profissionalizar o seu hobby, é você descobrir sua verdadeira vocação. Mas para isso é preciso ser um especialista polivalente e não um generalista múltiplo como se ensinou no passado. Certa vez um repórter perguntou à famosa atriz do passado, Sara Bernard: - Você é feliz? Ela deu a maior definição de felicidade que já vi: 'Ora, o que eu mais gosto de fazer na vida é representar teatralmente nos palcos da vida e quando as pessoas me pagam para me ver fazer o que eu mais gosto de fazer, é claro que sou feliz!'
Se faz o de que gosta, você nunca trabalha, se diverte, não vê as horas passarem, você ouve sua voz interior e transforma seu potencial em performance e seu empenho vira desempenho. Mas, se você não gosta do que faz, então, lhe sobra a opção de acreditar no que faz. Porém, se você nem gosta e nem acredita... bem, a alternativa seguinte não é lá muito boa: você é um candidato ao tédio, à fadiga, à rotina massacrante e, por fim, às doenças oncológicas. Triste, não? 
.

.
2. VENCEDORES NUNCA PERDEM O FOCO:
Vencer é focar com inteligência, estratégia e ação. Perder é desfocar, desconcentrar, dispersar. Os vencedores são setas, os perdedores são círculos. Focar é definir prioridades e escrever planos de ação para alcançá-los. Focar é ter uma idéia só na cabeça e ir até o fim com ela. Tomas Edson tinha uma idéia só e a transformou na pergunta focada de sua vida: - Como posso fazer o filamento se incendiar sem queimar a lâmpada? O problema do governo é uma pergunta só: - Como posso diminuir a inflação equilibrando demandas? Focar é você fazer a pergunta certa que gera a emoção competente. Em vez de perguntar: - Qual o trabalho que dá mais dinheiro hoje?, - pergunte: - Qual a minha verdadeira vocação? Quais meus pontos fortes? Vencer é focar. É se concentrar corretamente, isto é, sempre naquilo que se quer e jamais naquilo que não se quer. 
.

.
3.VENCEDORES POSSUEM A IGNORÂNCIA SELETIVA DOS BESOUROS.
Os besouros não podem voar. Qualquer estudante sabe que o corpo do besouro contraria as leis mais elementares de aerodinâmica. Já contaram essa descoberta para todo mundo, para os engenheiros, para os cientistas etc, só esqueceram de contar para os besouros. Definição de besouro: é um ser que só voa porque não sabe que não pode. Essa é uma das características dos vencedores: eles realizam o impossível porque não sabem que é impossível, eles tem atrevimento criador e ousam dar passos além do medo. Quando você sobe uma montanha e sabe que não tem a opção de descer, você sobe melhor e com mais garra. Lembra daquela história da formiguinha que conseguiu atingir uma lata de mel aberta no alto do armário da cozinha? Milhares de formigas mais atletas que elas já tinham tentado sem resultados. Sabe por que ela conseguiu? Por que tinha impulso de ego? Superação pessoal? Energia inquieta para resultados? Disciplina e determinação férreas? Nada disso. Ela só conseguiu porque era surda. Ela não conseguia ouvir as outras formigas dizerem que a tarefa era impossível. Saber ouvir é uma grande regra para vencer: ouvir para compreender, não para responder, ouvir idéias, não palavras, ouvir ativamente. Ficar rouco de tanto ouvir é um segredo de ouro, - mas ser surdo empático pode, em alguns casos, fazer toda a diferença. 
.

.
4. VENCEDORES SABEM QUE O REFERENCIAL DO ATO DE VENCER É SEMPRE ELAS MESMAS, NUNCA OS OUTROS.
Esta regra é poderosíssima. O que é vencer? É superar os recordes do campeão olímpico admirado? É ser o galã da vez da novela das oito? É ter a beleza do Paulo Zulu, o dinheiro do Silvio Santos, ou o talento do Jô Soares? Vencer não é você superar os outros, é você superar a si mesmo. Não adianta você querer bater os recordes dos outros, importante é você bater a cada dia os seus próprios recordes. Entenda: se você ganha mil reais por mês e, por causa de uma ação estratégica vencedora, passa a ganhar, no outro mês, dois mil reais, você ganhou 'mais' que o Silvio Santos porque, provavelmente, ele não dobrou o faturamento em 1 ano e você dobrou. Se você se concentra nos outros você se frustra, pois sempre haverá alguém que terá mais resultados que você. Vencer é você concorrer com você mesmo, não com o mundo. A Gilete soube disso e ganhou muitos pontos no mercado. Há muitos tempo que a Gilete 'destrói' alguns de seus produtos por causa de alguns outros melhores que são lançados. Ninguém duvida que, em breve, ela anunciará um barbeador com 4 lâminas. A filosofia da Gilete devia ser a de todos os candidatos a vencedores: Faça concorrência com você mesmo e faça isso antes de seu concorrente.
.

.
5. VENCEDORES TROCAM FANTASIAS POR ALVOS.
Perdedores tem fantasias ou sonhos, - vencedores tem objetivos. Perdedores dizem: - Estou ficando gordo, quero tirar a barriga...Perdedores dizem: - Quero diminuir a área da cintura que é de 112 cm para 91 cm até 15 de dezembro de... Vencedores tem indicadores de medidas e quantificam suas metas com datas-fatais-limites. Há muito que se fala que a diferença entre um sonho e um objetivo é uma data. E há muito que a idéia ficou óbvia e foi esquecida. Vencedores são tão gênios a ponto de perceberem a obviedade das coisas.
.

.
6. VENCEDORES NÃO VIOLENTAM SEU JEITO DE SER E ESTILO DE PERSONALIDADE:
É isso mesmo! Há sempre alguma coisa que cai melhor em você do que em qualquer outra pessoa, por isso, vencer é você descobrir que coisa é essa e torná-la sua característica diferencial, sua vantagem competitiva. Você tem boa voz? Então, narre mais do que mostre. Sua voz é a de um sapo resfriado? Então, mostre mais do que narre, exponha, use visuais, gráficos motivadores. Você tem senso de humor? Então, use-o para convencer e vencer. Você é sério demais? Use isso para inspirar credibilidade e passar convicção e seriedade. Vencer é você fortalecer ainda mais o que já está forte em você. Não tente imitar ninguém. Imagine o seguinte diálogo. Um repórter pergunta ao Ronaldinho: você gostaria de ser um segundo Pelé? E imagine ele respondendo: - Não, eu não quero ser um segundo Pelé, quero ser um primeiro Ronaldinho. Isso é vencer. 
.

.
7. VENCEDORES ADMINSTRAM SEU TEMPO COM EXCELÊNCIA:
O tempo é a matéria-prima da vida. Ele é um bem inelástico, isto é, sempre há mais trabalho para se fazer, nunca mais tempo. Vencedores jamais dizem que o tempo passa. Eles sabem que o tempo nunca passa, ele sempre fica, pois quem passa somos nós. Nunca dizem que o tempo voa, pois ele tem velocidade inalterada, nós, sim, é que somos lentos, ou agitados, ou paranóicos. Nunca dizem que precisam planejar o tempo. Sabem que precisam é planejar a si mesmos, pois o tempo já foi planejado por Deus. Vencer é saber usar o tempo obtido. Vencedores ganham tempo lendo livros nas filas ou ouvindo CD’s sobre crescimento pessoal quando estão parados em engarrafamentos. Vencedores colocam tempo nas coisas e coisas no tempo, dividem as tarefas entre urgentes e importantes e colocam coração e energia nas prioridades certas. Eles sabem que o tempo é um dinheiro que você somente saca no Banco da Vida, nunca deposita. Vencer é ser excelente no tempo.
.

.
8. VENCEDORES SÃO INTELIGENTES EMOCIONAIS PERSISTENTES.
Emoção de persistência para ação de resultados, - essa é o lema dos vencedores. Michael Jordan errava 50% das cestas que tentava, mas sua emoção de persistência o fez vencer. Paul Newman viajou mais de 18 anos como um ator desconhecido mas sua emoção de persistência o consagrou. O cantor Daniel e seu companheiro João Paulo ficaram anos e anos fazendo shows pelo Brasil como uma dupla comum e barata, mas a persistência os levou ao estrelato. O jogador Rivelino disse uma vez que quase desistiu de jogar futebol de tanto ver portas se fecharem, mas sua persistência o transformou num tri-campeão. Muitas cenas geniais de filmes premiados foram refilmadas mais de 20 vezes. A persistência é a mãe da Qualidade Total. Persistência sem Talento leva à frustração, mas Talento sem persistência leva ao fracasso.
.

.
9. VENCEDORES TEM UM 'QUOCIENTE' DE VERSATILIDADE MAIOR QUE QUOCIENTE DE INTELIGÊNCIA:
Quem vence mais rápido? Uma pessoa muito versátil ou uma outra apenas muito inteligente? As pesquisas tem mostrado que os inteligentes versáteis chegam lá mais cedo. Mas, se tivermos que escolher entre os dois, as experiências revelam que versatilidade é melhor que inteligência. Lawrence Olivier já dizia: - ´Nenhum talento vale nada, se você não tiver talento para mostrar o seu talento'. Acredite: vencer é 70% versatilidade e 30% inteligência convencional. Mas se formos acrescentar emoções à inteligência, então, tudo muda. Vencer é 20% competência técnica e 80% competência emocional.
.

.
10. VENCEDORES SABEM GERENCIAR O INESPERADO DAS MUDANÇAS.
Pessoas vencedoras se concentram nas oportunidades, não nos problemas, por isso, elas gerenciam o inesperado e são proativas, isto é, passam a maior parte do tempo explorando o futuro e não reagindo ao passado como fazem as pessoas reativas. Vencedores percebem os ecos do futuro, perdedores apenas ouvem os problemas do passado e as ameaças do presente. O passado não garante mais o sucesso no presente. A vitória vem do futuro. Por isso é importante aceitar que ninguém consegue prever o futuro, é preciso reinventá-lo. É preciso perguntar: - Como será o futuro nos próximos 3 anos? Como serão os clientes, fornecedores e concorrentes nos próximos 3 anos? Como serão as necessidades e desejos dos consumidores nos próximos 3 anos? E depois de definido o cenário, é preciso definir os personagens, isto é, você deve perguntar: - Será que eu estou tendo hoje as características dos que vão receber este futuro que começou ontem? Os atributos que me fazem vencer hoje me farão vencer amanhã? Quais serão as exigências de empregabilidade daqui a 3 anos? Perguntar para mudar. E mudar para permanecer vivo na competição: isso é vencer.
.

.
Bem, se você se orientar por esses 10 guias de ouro, você chegará lá mais cedo. 

.

Use-os e abuse... e fracasse se for capaz.  

.

.

SR. PROF. MAURICIO GOIS
.

Consultor filiado ao IBCO - Instituto Brasileiro de Consultores de Organização desde 1985.Para contatá-lo ligue para ( 19 ) 3865 1597 - Site: www.mauriciogois.com.br - mailto:contato@mauriciogois.com.br  
.
Ficou conhecido nacionalmente como autor da obra "
Chefia e Liderança" da IOB-INFORMAÇÕES OBJETIVAS, um best seller na área por quase uma década. É também consagrado colunista e articulista em importantes revistas formadoras de opinião nacional. - Góis vem trabalhando com sucesso nos últimos anos em programas e projetos de desenvolvimento de Vendas, Motivação, Marketing, Atendimento, Negociação, Criatividade, Telemarketing, Teamwork, Competência Emocional e Fidelização de Clientes.
.
Graduado pela Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro. Pós-graduado em Marketing, fez cursos de especialização na American Management Association de New York, EUA e no Canadian Management Center de Toronto, Canadá. - Lecionou na PUCC - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, na FBM - Fundação Brasileira de Marketing e na ADVB - Associação dos Dirigentes de Vendas do Brasil.
.
É um profissional de vivência internacional tendo feito trabalhos para o Consulado Brasileiro de Nova York e para o Brazilian Government Trade Bureau, entre outros. Foi professor convidado pela Brown University de Rhode Island, EUA.
.
Em Portugal atuou na APPCE -Associação Portuguesa dos Profissionais de Comércio Externo. Em Lisboa foi titular do
PROGRAMA EUROPEU DE FORMAÇÃO DE FORMADORES DE MARKETING pela CNS e foi conferencista no curso de Pós-Graduação de Gestão Empresarial no ISE - Instituto Superior Empresarial, na cidade do Porto, Portugal. - Góis tem participado de entrevistas para órgãos de imprensa em todo o Brasil em jornais e televisões, sendo entrevistado em jornais eletrônicos como Bom Dia Manaus, Bom Dia Pará, Bom Dia Maranhão da Globo e em outras televisões como SBT, Bandeirantes, CNT etc.
.
Como empresário ocupou cargos de direção em várias empresas, entre elas, o de presidente da Qualimax - produtos químicos em Portugal. - Entre as diversas conferências que já realizou com
MENÇÃO DE DESTAQUE figuram o II Congresso Brasileiro de Organização, Sistemas e Métodos, realizado pelo Cenadem no Palácio das Convenções do Anhembi e no XXXII Congresso Nacional de Hotelaria, no Centro de Convenções de Salvador, junto com Joelmir Beting.


SDR - Sistema de Representação - 51 - 3388-2471
Como página inicial  Adicionar a Favoritos  
Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2002, SDR.